Tablet

28/09/2011 11h19 - Atualizado em 28/09/2011 14h58

Amazon lança tablet com Android e versão touchscreen de seu e-Reader, o Kindle Touch

Allan Melo
por
Da redação

Em conferência para a imprensa nesta quarta-feira (28), a Amazon finalmente apresentou o Kindle Fire. Com 7 polegadas e apenas conexão Wi-Fi (sem 3G), o tablet Android chega ao mercado para concorrer com o iPad, custando apenas US$200. No mesmo evento, a Amazon também apresentou uma nova versão touchscreen do seu e-reader, o Kindle Touch, e uma versão 'econômica' do modelo antigo, que custará apenas US$79.

Amazon Kindle Fire (Foto: Divulgação)Amazon Kindle Fire (Foto: Divulgação)

O Kindle Fire já era esperado pelo mercado há alguns meses. A empresa já vinha investindo na plataforma da Google há algum tempo, principalmente depois de lançar sua própria loja de aplicativos, a Amazon AppStore.

Amazon criou seu próprio Android

Para competir com a concorrência, que tem lançado tablets à US$500~600, a Amazon teve que dispensar uma série de recursos mais sofisticados, como a conexão 3G, câmeras para fotos, videochamadas e microfone. Além disso, parte do preço é subsidiado por outras empresas, trazendo um pouco de publicidade na navegação (as versões sem publicidade custam US$50 à mais). Por outro lado, a Amazon não abriu mão de colocar um processador dual-core nele.

Uma novidade para o mercado mobile em geral - tirando as cópias chinesas - é que o Android que equipa o Kindle Fire é uma versão própria da Amazon, modificada, e não se sabe qual versão oficial ela foi baseada. Entre as mudanças há um navegador de internet próprio, o Amazon Silk, que promete agilizar a navegação reconhecendo os hábitos do usuário - e carregando as páginas antes de navegar -; e uma mudança no sistema que deixa a exibição de conteúdos, como livros, filmes, jogos, revistas e aplicativos, ainda mais ágil que a do Android original da Google.

Jeff Bezos, CEO da Amazon, com o tablet Kindle FIre (Foto: Engadget/Reprodução)Jeff Bezos, CEO da Amazon, com o tablet Kindle FIre (Foto: Engadget/Reprodução)

Como é de se esperar, as modificações são todas em volta dos 'produtos' da cada, por onde o usuário poderá comprar livros na Kindle Store; músicas na Amazon MP3; e ver filmes pelo Prime Instant Video. Falando nisso, é bem provável que o novo tablet dispense totalmente a Android Market; mas não por isso eles dispensaram aplicações como o Facebook, o Twitter e o Netflix.

Outro diferencial do modelo é o cabos de conexão com desktop, que foram dispensados. Tudo, promete a Amazon, será feito pela rede Wi-Fi.

O novo Kindle Fire de 7 poelagadas chegará ao mercado dia 15 de novembro, e a pré-venda já está aberta no site da Amazon.

Kindle Touch (Foto: Divulgação)Kindle Touch (Foto: Divulgação)

Novo e-Reader touchscreen

Outra novidade apresentada pela empresa foi o novo Kindle Touch, em duas versões: uma Wi-Fi, de U$99, e outra com o 3G liberado (sem taxas) e funcional em mais de 100 países, a US$149. Com o anúncio, a versão anterior do e-Reader da Amazon, o Kindle 3, que custava cerca de US$130, terá o seu preço reduzido gradualmente a US$79.

Diferentemente dos modelos lançados anteriormente pela Amazon, o novo Kindle Touch dispensou o teclado físico e os botões de navegação e levou tudo a uma nova interface touchscreen. A tela de e-Ink continua, como já era de se esperar, mas as novas tecnologias empregadas nesse modelo farão a bateria durar ainda mais que o usual '1 mês' da última versão.

Além disso, o novo Kindle Touch trouxe outras mudanças estéticas, como a exibição da bateria e da página no canto inferior, e a nova interação com as palavras do livro, que agora podem ser consultadas diretamente no Wikipedia. O detalhe aqui é que o próprio livro carregará o conteúdo da enciclopédia online, eliminando a necessidade de conexão com a internet durante a leitura.

Jeff Bezos, CEO da Amazon, apresentando o novo Kindle Touch (Foto: Engadget/Reprodução)Jeff Bezos apresentando o novo Kindle Touch (Foto: Engadget/Reprodução)

Junto com ele foi lançado uma versão 'compacta' do Kindle 3, com apenas 6 polegadas de tela e mantendo uma versão compacta do tradicional teclado físico, apenas com os botões de navegação, sem touchscreen e teclado QWERT. Este custará apenas US$79.

O Kindle Touch chegará ao mercado a partir do dia 21 de novembro, mas ambos os modelos já estão em pré-venda no site da Amazon. Já o novo modelo do Kindle 3, de 6 polegadas, já estão com as compras liberadas.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares