Jogos de ação

19/09/2011 09h55 - Atualizado em 19/09/2011 09h55

Conteúdos extra para Red Dead Redemption na verdade são para diminuir o mercado de jogos usados

Flavio Croffi
por
Para o TechTudo

Produtores lançam DLC gratuitos, ou novos pacotes para baixar e manter o jogo “vivo” por mais tempo não só pelo fato de querer que os jogadores se divirtam mais, mas sim, para que o mercado de jogos usados caminhe um pouco mais lentamente. Ao menos é assim que a Take-Two Interactive pensa, depois de ter comentado sobre o assunto na ThinkEquity’s 8th Annual Growth Conference, que ocorreu em Nova York no início desta semana.

Red Dead Redemption (Foto: Divulgação)Red Dead Redemption (Foto: Divulgação)

“Uma vez que fazemos o desenvolvimento do núcleo de um jogo, que leva muito tempo e é muito difícil, criar um DLC de alta qualidade é muito mais fácil e muito mais rápido”, disse Zelnick para o site norte-americano GameSpot . “E nós podemos responder muito bem ao que o mercado quer. Então, no momento em que lançamos Red Dead Redemption em maio, nem sequer tivemos uma ideia que lançaríamos um pacote de zumbis para o Halloween. Mas lançamos”.

De acordo com Zelnick, os conteúdos adicionais são uma razão para os consumidores manterem os jogos que compraram em suas estantes, e não passa-los para frente no mercado de usados.

“A teoria foi permitir que os consumidores saibam que há uma razão para que eles fiquem com os seus jogos, porque a maior parte do impacto das vendas de jogos usados ​​nas vendas totais é nas primeiras seis semanas do lançamento”, disse Zelnick. “Então, se podemos levar as pessoas a se manterem no jogo durante as primeiras seis semanas, os títulos não irão parar nas lojas na seção de jogos usados. O que significa que haverá mais compra dos jogos lacrados”.

Certamente é um modo diferente de tentar impedir o mercado de games usados. Porém, a empresa poderia ter adotado critérios como a THQ ou EA, que cobram uma taxa a mais para ter acesso aos recursos online. Seria um pouco mais transparente da parte dos produtores.

Via GamesPolitics

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Ada Cruz
    2011-09-19T11:41:54

    "Certamente é um modo diferente de tentar impedir o mercado de games usados. Porém, a empresa poderia ter adotado critérios como a THQ ou EA, que cobram uma taxa a mais para ter acesso aos recursos online. Seria um pouco mais transparente da parte dos produtores." Achei esse comentario estranho no minimo. Se as empresas cobram online pass reclamam que é um absurdo com o jogador, e se não cobram e ainda disponibilizam conteudo gratuito acham que elas não estão sendo transparentes? É dificil agradar vocês hein? Minha opinião é a seguinte: Mantenham os titulos com DLC nova de tempo em tempo

  • Ricardo Souza
    2011-10-10T20:31:14

    Acho que a "transparência" neste caso não é bem vinda ou necessária, me parece uma ótima ideia não só para os jogadores, que sempre ficam com "gosto de quero mais" quando compram um bom jogo, como para a consolidação da marca pois uma franquia de sucesso tem um alto preço de mercado. Como jogador, na hora de escolher qual jogo comprar, sempre levo em consideração por quanto tempo poderei utilizar o game, quando não acho que o tempo de jogo compense o valor do game, vou até a locadora mais próxima.