Jogos de ação

13/09/2011 19h10 - Atualizado em 13/09/2011 19h10

Criadora de Heavy Rain diz que deixou de ganhar milhões com jogos usados

Arthur Figueiredo
por
Para o TechTudo

Novamente a discussão sobre jogos usados volta à tona, desta vez através da Quantic Dream, criadora do sucesso Heavy Rain. Guillaume de Fondaumiere, CEO da empresa, em entrevista, afirma que jogos são muito caros e culpa o varejo tradicional, dizendo que produtoras e distribuidoras devem trabalhar juntos em busca de uma solução.

HEAVY RAIN (Foto: Divulgação)HEAVY RAIN (Foto: Divulgação)

“Diria que com o impacto da recessão econômica, o mais importante impacto nos jogos AAA para consoles é a ascensão dos jogos de segunda mão”, ele diz. “E eu acho que este é um dos problemas prioritários neste momento na indústria. Eu posso usar Heavy Rain como exemplo. Nós vendemos até hoje cerca de dois milhões de unidades, e sabemos do sistema de troféus que provavelmente mais de três milhões de pessoas o compraram e jogaram.” Fondaumiere, em sua colocação, ignora a possibilidade de empréstimo de jogos, conceito mais comum no Brasil, por exemplo, que a venda de jogos usados. 

“Isto representa cerca de um milhão de pessoas que jogaram Heavy Rain sem pagar um centavo. Pelos meus cálculos, em nome da Quantic Dream, eu perdi entre €5 e €10 milhões (entre US$ 8 e 16 milhões) em royalties por causa de jogos de segunda mão.” O CEO reconhece os argumentos a favor do mercado de usados pelo preço alto de lançamentos, e por isso afirma que produtoras e distribuidoras devem sentar e discutir uma solução, “porque nós estamos basicamente dando tiros no pé aqui.” 

Qual o futuro do mercado? Será que há, afinal, um meio termo entre versões em disco/cartucho nas lojas e distribuição digital? Jogos usados mantém os jogadores comprando, mas as distribuidoras cada vez mais tentam diferentes táticas (muitas vezes na forma de bloqueios) para convencer os jogadores a comprar jogos novos. Sistemas de fidelização para compra de múltiplos jogos, com bônus exclusivos, pode ser uma solução para as empresas, considerando que a Electronic Arts já faturou quase US$ 15 milhões com seu Online Pass

Via Destructoid

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Carlos Vasconcelos
    2011-09-14T00:26:28

    Isso aí, finalmente alguém pensando em vez de só querer o lucro fácil. Antes de tudo, baixar preços, depois fazer jogos que você não queira se livrar depois, que você continue jogando. Por exemplo, até hoje eu tenho o meu Red Dead Redemption, e não devo ser o único pois a Rockstar vai até lançar mais uma expansão....