Sistemas Operacionais

21/09/2011 18h26 - Atualizado em 21/09/2011 18h26

Microsoft recebe patente do desbloqueio por imagem do Windows 8

Rafael Silva
por
Da redação

O Windows 8 teve várias das suas funcionalidades expostas e demonstradas na semana passada durante a conferência Build, da Microsoft. Uma das primeiras acabou se provando uma das mais geniais, ao menos para mim. Trata-se do desbloqueio da tela (tanto em tablets quanto computadores com Windows 8) por meio de uma senha fotográfica, que só deixa o usuário logar se o desenho certo for traçado na imagem.

Windows 8 Developer Preview. (Foto: Divulgação)Windows 8 Developer Preview. (Foto: Divulgação)

Até ontem, no entanto, esse método não estava patenteado. O pedido de patente foi requerido pela Microsoft em fevereiro de 2008 mas apenas no dia 20 desse mês o escritório de patentes dos EUA o concedeu. O documento, disponível aqui, descreve o método como “uma autenticação por meio de uma senha gráfica baseada em um esboço desenhado pelo usuário” e foi desenvolvido originalmente por três membros do setor de pesquisa da Microsoft, dois japoneses e um chinês.

Para ativar o bloqueio da tela com essa senha, o usuário escolhe uma imagem ou tira uma foto, faz três desenhos sobre ela e deve tentar repetir esse desenho para usar o dispositivo. Mas a descrição da patente dá mais detalhes sobre como ele funciona: não são os exatos desenhos em cima da imagem que são usados como senhas e sim a semelhança entre o padrão da orientação das bordas do desenho original e do que foi usado para autenticar o usuário.

Com a patente em mãos, a Microsoft pode licenciar esse tipo de desbloqueio de tela para demais fabricantes de gadgets, até aquelas que não usem Windows 8 nos seus gadgets. E tomara que o façam, já que as senhas númericas estão ficando cada vez mais fáceis de serem quebradas.

Via: WinRumors

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares