Video game

21/09/2011 09h35 - Atualizado em 21/09/2011 09h35

Sete minutos de Theatrhythm Final Fantasy direto da Tokyo Game Show 2011

Rafael Monteiro
por
Para o TechTudo

Uma das mais populares publicações japonesas no ramo dos jogos, a Famitsu, esteve presente durante a Tokyo Game Show 2011 testando um dos mais diferentes títulos do Nintendo 3DS, o musical Theatrhythm Final Fantasy da Square Enix

Sete minutos de Theatrhythm Final Fantasy direto da Tokyo Game Show 2011 (Foto: Andriasang)Sete minutos de Theatrhythm Final Fantasy direto da Tokyo Game Show 2011 (Foto: Andriasang)

A revista publicou em seu site oficial este vídeo onde testa o jogo em primeira mão. Obviamente o idioma está em japonês, então se desejar pular as apresentações e diálogos, basta avançar até o tempo determinado. 

Mais ou menos aos 1:09 é possível ver uma cena de Final Fantasy X com Yuna. Um detalhe curioso é que apesar do jogo utilizar a tela de toque, as imagens são exibidas na tela de cima, onde há o efeito 3D. 

Já por volta de 2:06 vemos a parte em que seu personagem anda realmente pelo mapa. O jogo parece bem punitivo e rapidamente oferece um Game Over por alguns poucos erros da apresentadora. 

Aos 3:04 chegamos à terceira parte da demonstração, com o sistema de batalha, mostrando uma luta contra Cactuar e Tonberry ao som de One Winged Angel, música tema do vilão Sephiroth de Final Fantasy VII

Eles continuam jogando mais aos 4:35, 5:15 e 5:46, mas apenas mostrando batalhas, sem muitas novidades. Somente aos 6:18 vemos algo novo, uma Summon, mais precisamente Ifrit, algo que ainda não havia sido revelado para o jogo. 

Theatrhythm Final Fantasy deverá sempre ser baseado nessas três partes: cenas em computação gráfica, caminhadas pelo mapa e batalhas. Cada capítulo de Final Fantasy deverá marcar presença durante a aventura inspirando essas passagens. 


Via Andriasang

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares