Video game

16/09/2011 15h43 - Atualizado em 16/09/2011 15h43

Sony fala sobre Monster Hunter não ter sido anunciado para o Vita

Arthur Figueiredo
por
Para o TechTudo

Uma das coisas mais interessantes desta semana de Tokyo Game Show é comparar as conferências da Nintendo e da Sony e perceber que Monster Hunter, uma das séries responsáveis pelo sucesso do PSP, ainda não teve nenhum jogo anunciado para o Vita, seu sucessor, mas já tem dois (!) na fila para o 3DS, seu concorrente.

  •  
Sony fala sobre Monster Hunter não ter sido anunciado para o Vita (Foto: Divulgação)Sony fala sobre Monster Hunter não ter sido anunciado para o Vita (Foto: Divulgação)

Os efeitos já foram sentidos. As ações da Capcom caíram levemente na terça após o anúncio. Nesta quinta, em entrevista para a Reuters, executivos da Sony falaram sobre esta mudança, que ainda deve afetar bastante o mercado, principalmente o japonês. Vale lembrar que Monster Hunter 3G será lançado para o 3DS exatamente uma semana antes do Vita chegar às prateleiras no Japão, nos dias 10 e 17 de dezembro, respectivamente.

Perguntado sobre os motivos do anúncio dos jogos para o 3DS, mas não para o Vita, Hiroshi Kawano, presidente da Sony Computer Entertainment do Japão, foi categórico: “Eu não sei. Você vai ter que perguntar à Capcom.” Já Shuhei Yoshida, presidente global dos estúdios da SCE, disse em outra entrevista que não descarta a possibilidade do Vita ganhar no futuro seu próprio Monster Hunter, mas também foi vago na sua colocação: “A maioria das grandes distribuidoras opera em uma base multiplataforma.”

Será que houve algum desentendimento entre a Sony e a Capcom, ou a Nintendo simplesmente fez uma proposta de exclusividade (mesmo que temporária) para ganhar o mercado da sua concorrência? De qualquer forma, teremos que esperar até dezembro para ver o resultado.

Via My Nintendo News e Reuters

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares