Sistemas Operacionais

31/10/2011 12h36 - Atualizado em 31/10/2011 12h36

ARM lança primeiro processador 64 bits para concorrer com Intel e AMD

Filipe Garrett
por
Para o TechTudo
ARMq (Foto: Divulgação)ARMq (Foto: Divulgação)

A ARM anunciou seu primeiro microprocessador capaz de operar instruções 64 bits: o ARMv8. Líder de mercado em processadores de baixa voltagem dedicados sobretudo para celulares e tablets, a intenção da ARM é expandir horizontes e começar a brigar com as gigantes Intel e AMD nas soluções em processamento para servidores e também PCs.

A ARM vinha tentando sair do bolso do consumidor, mas o ARMv7 de 32 bits não oferecia suporte aos grandes softwares do mercado e isso destruiu qualquer perspectiva comercial do chip – que, além disso, operava em 32 bits e este padrão está sendo substituído lentamente conforme os consumidores fazem upgrades e novos sistemas operacionais aparecem.

Tudo muda com o ARMv8, que será capaz de rodar Windows e Mac OS. A Microsoft já informou que o Windows 8 é desenvolvido com vistas à arquitetura de 64 bits da ARM.

A tacada corajosa da ARM será interessante de observar: como conquistar os fabricantes de placas? Quem desenvolverá os chipsets? Qual a proposta de seus produtos para ganhar consumidores da Intel, que oferece alto desempenho a custos mais altos, e da AMD, que oferece, via de regra, o melhor custo x benefício?

Mas as coisas no mercado de processadores são lentas e difíceis, o que explica o fato de que apenas Intel e AMD tenham dividido as atenções dos consumidores. Embora a arquitetura esteja pronta e as especificações estejam disponíveis, não há grandes chances de que PCs rodando ARMv8 estejam no mercado em 2012. A maior possibilidade é que a arquitetura 64 bits da ARM se torne comercial nos servidores, num primeiro momento, mirando tirar a Intel do primeiro lugar.

E você? Montaria um PC com um processador da ARM?

Via: Slashgear

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares