Internet

01/10/2011 14h20 - Atualizado em 01/10/2011 14h20

Google abre a primeira Chromezone em Londres

Filipe Garrett
por
Para o TechTudo

A primeira Chromezone foi aberta em Londres e segue os contornos do que a Apple faz com suas Apple Stores. Com a diferença de que o começo da operação do Google no mercado de vendas no varejo parece meio tímido: à disposição do consumidor, apenas Chromebooks e alguns modelos de headphones. Até então, o Chromebook só podia ser comprado na Inglaterra via Amazon e PC World.

Na primeira Chromezone, apenas Chromebooks. (Foto: Thinq)Na primeira Chromezone, apenas Chromebooks. (Foto: Thinq)

Neste sentido, está mais para uma Beta Store. Segundo Arvind Desikan, executivo do Google no Reino Unido, a iniciativa ainda está no começo: “é nossa primeira loja física. É um novo canal para nós e ele está ainda bem no começo. É algo com que o Google irá interagir e ver até onde vai”. É, é um beta.

A ideia nasceu dos acanhados resultados de venda do Chromebook. Pesquisas internas apontaram que a esmagadora maioria, em torno de 80% dos consumidores, prefere comprar laptops em lojas físicas, uma vez que a experiência de uso dos aparelhos para essa porção de pessoas é definitiva na hora de decidir a compra. A ideia do Google é oferecer essa via e potencializar as vendas do notebook que roda o Chrome OS e aposta intensamente na computação em nuvem.

É claro que o problema do Chromebook, no fim das contas, pode ser outro. E que as vendas em lojas físicas, antes de ajudar a vender mais, podem, pelo contrário, sepultar de vez o notebook sem HD.

Ao que tudo indica, ao menos no princípio, as Chromezones estarão limitadas ao Chromebook e aos poucos periféricos que o aparelho pode necessitar. Independente do sucesso da primeira loja, em 7 de outubro será inaugurada a segunda Chromezone, também em Londres.

Via Cnet e Thinq

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares