Fabricantes

13/10/2011 17h13 - Atualizado em 13/10/2011 17h13

HP inicia programa de demissões na divisão de software

Filipe Garrett
por
Para o TechTudo

A HP começa a pagar a conta pelos recentes desastres da marca no mercado de tablets e PCs. Depois da mudança no comando da empresa, com a entrada de Meg Whitman no cargo de CEO com salário simbólico de US$ 1, as primeiras demissões e reformulações já estão em curso.

Touchpad, da HP (Foto: Divulgação)Touchpad, o tablet da HP (Foto: Divulgação)

E o primeiro departamento a sofrer os cortes foi o de desenvolvimento de software. O setor está diretamente vinculado com o projeto WebOS (sistema que a empresa pretendia dispor ao mercado para concorrer com iOS e Android) e com a própria concepção do fracassado Touchpad, o tablet da HP de desastroso desempenho de mercado.

Ao todo, 500 funcionários da divisão de San Diego foram demitidos. Alguns postos de trabalho foram remanejados para Shangai, na China, e Yehud, em Israel, lugares onde a HP atualmente mantem centros de desenvolvimento.

Divisão de PCs

Embora se mantenha como a maior fabricante de PCs em todo o mundo, as perdas em faturamento desta divisão levaram a rumores de que a empresa estaria considerando seriamente encerrar suas operações neste mercado, seguindo os passos da IBM. Esta, ainda em 2004, desistiu de vender computadores a usuários domésticos e, recentemente, tornou-se a segunda empresa mais valiosa do mundo no ramo da tecnologia, superando a Microsoft.

Mesmo com os sinais de alarme da perda de faturamento e valor da HP em virtude das quedas de vendas de PCs, a empresa parece estar reconsiderando se livrar da divisão responsável por montar computadores e notebooks. A HP vendeu mais de 64 milhões de computadores em 2010 (faturamento de US$ 40,74 bi, um terço do total da empresa), cerca de 18,5% do mercado total de PCs, segundo a IDC. Em 2011, a Apple já vendeu mais iPads do que a HP notebooks.

Via TechCrunch

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares