13/10/2011 08h38 - Atualizado em 13/10/2011 08h38

Oito problemas que a tecnologia ainda não consegue resolver

Aline Carvalhal
por
Da redação

Todos os anos a Ciência nos surpreende com descobertas incríveis, desde variações no genoma humano até as origens da memória e da nossa imaginação. Mas nem tudo são átomos no mundo científico. Recentemente a NASA descartou uma das mais aceitas teorias sobre a extinção dos dinossauros. Nasce a dúvida: como explicar o fato de alguns dos mais rotineiros e mundanos conceitos ainda serem um tremendo mistério para os mais brilhantes cientistas da década?

Certas coisas demandam um estudo muito longo, outras são mesmo inexplicáveis, mas enquanto você espera por respostas, confira a lista de oito pedras no sapato da Ciência moderna feita de forma bem-humorada pelo blog Cracked que nós reproduzimos a seguir:  

8. Por que nós dormimos?

por que dormimos? (Foto: Reprodução)

Até onde sabemos, todas as criaturas do planeta dormem exatamente como nós (embora o tempo que escolhemos para dormir varie). Então, obviamente dormir deve ter um propósito chave para tudo o que é vivo, não? Bem, a Ciência não faz ideia.Tudo que temos são explicações mal dadas com as quais nem todos os cientistas concordam.

Por que dormimos? (Foto: Reprodução)Por que nós precisamos dormir? (Foto: Reprodução)

Existe uma teoria que diz que dormir serve para "limpar" o cérebro após um longo dia de aprendizado. Enquanto vivemos, o cérebro faz milhões de novas conexões graças a tudo o que você faz ou vê em sua rotina.  Outra teoria diz que, ao invés de eliminar essas coisas desnecessárias, o cérebro pode estar reforçando aquilo que você realmente precisa. Cientistas observaram que quando os ratos dormem, usam os mesmos neurônios de quando se exercitam pela manhã. Isso significa que os roedores estão essencialmente revivendo o dia e praticando os mesmos exercícios. A observação levou aos estudiosos a admitirem a ideia de que dormir é crucial para formar memórias e aprender.

Mas existe um problema com as duas teorias. Plantas e microrganimos, conhecidos como "coisas sem cérebro", possuem estados de dormência muito similares ao sono, o que gera dúvida sobre a teoria do "dormir é bom para o cérebro". Ainda, cientistas descobriram uma mutação genética que permite as pessoas dormirem de duas a quatro horas por noite sem nenhum efeito colateral. Então dormir é inútil? Fique feliz por saber o mesmo que os cientistas sobre o assunto.

7. Quantos planetas existem no Sistema Solar?
sistema solar (Foto: Reprodução)


Desde que Plutão foi surpreendemente chutado do Sistema Solar, nós sabemos que a filiação ao "clube dos planetas" está sujeita a mudanças de acordo com os caprichos da Ciência. O que você pode não ter notado é que o atual inventário de oito planetas e um Sol é só e simplesmente o melhor que os cientistas podem fazer no momento.

quantos planetas? (Foto: Reprodução)Mais mudanças no sistema solar? (Foto: Reprod.)

Acredite, a maioria do nosso Sistema Solar ainda não está cartografada, ou seja, é desconhecida. A área entre Mercúrio e o Sol é brilhante demais para ser vista, e a área depois de Urano é escura demais. Cientistas ainda estão encontrando novos objetos aos montes. E alguns astrônomos acham que pode existir um segundo Sol.

Ainda, o fato de existir uma enorme lacuna nos asteroides depois de uma certa distância de Plutão diz aos cientistas que provavelmente existe um planeta do tamanho da Terra que vem engolindo essas rochas. Então, nosso Sistema Solar provavelmente voltará a ter nove planetas em breve.
 
Outra pequena anomalia  é que as órbitas dos cometas não andam agindo como previsto. A explicação? Deve existir outro planeta afetando-as. E não é algo que se possa simplesmente deixar passar. De acordo com a hipótese, ele é coisa grande - grande do tipo "quatro vezes o tamanho de Júpiter". Chamado Tyche, essa esfera de gás gigante está longe demais para que a luz solar alcance, mas os cientistas estão muito confiantes que uma evidência retirada de um telescópio da NASA, irá provar a existência dele logo. Quem sabe, em poucos anos, nomear todos os planetas será tão difícil quanto nomear todos os Estados.
 
6. Por que o gelo é escorregadio?
gelo (Foto: Reprodução)


Dizer que o gelo é escorregadio é como dizer que a água é molhada - algo que sabemos desde que nascemos. Presumivelmente, seres humanos sabem que o gelo é escorregadio antes mesmo de descobrirem que o fogo era quente, ou que ele existia. Mas pergunte o porquê, e os cientistas não saberão dar uma explicação melhor do que um homem das cavernas daria. Nós simplesmente não sabemos porque podemos esquiar no gelo e não em pedregulhos. Embora até esse ponto, a maioria de vocês está provavelmente pensando "porque é água!" e é mais ou menos a resposta que os cientistas sempre dão. 

Até mesmo em livros mais modernos você pode ler essa explicação popular: diferente da maioria das substâncias, o gelo se expande quanto mais congela. Então quando você anda por ele, você está na verdade compactando ele de volta ao velho estado de água. Parece simples, não? Pena que, além de mal explicado, isso é mentira. Experimentos mostram que seu corpo franzino não exerce pressão suficiente no gelo para transformá-lo em líquido. Os cientistas não sabem explicar isso.
 
5. Como uma bicicleta funciona
bicicleta (Foto: Reprodução)


Elas existem desde o século XIX e seu design básico mudou relativamente pouco em 200 anos. Bicicletas sempre tiveram duas rodas, uma armação para conectá-las e o guidão para controlá-las, e claro uma pessoa para montar. No mínimo, você deve acreditar, o cara que inventou essa coisa toda sabia o que estava fazendo, mas depois de mais de um século de pesquisa, a Ciência foi forçada a concluir que as primeiras bicicletas foram inventadas não por algum tipo de procedimento científico, mas por uma tentativa qualquer seguida de erro. Até as mais modernas fabricantes de bicicletas admitem que não é engenharia ou computação que faz uma boa bicicleta e sim "intuição e experiência."

Então, o que acontece quando você pergunta aos cientistas o que exatamente faz uma bicicleta estável? Ou o que a mantém em movimento? Ou como as pessoas a controlam?  Na verdade, todos eles admitem que mesmo que algumas pessoas venham com cálculos de como montar em uma bicicleta ou como elas funcionam, essas equações são muito mais uma enrolação. Um pesquisador da Universidade de Cornell até disse uma vez que absolutamente ninguém entende direito o que faz uma bicicleta fazer essas coisas todas.
 
#4. Como vencer no jogo Paciência
paciencia (Foto: Reprodução)


Provavelmente você está lendo isso no computador. E convenientemente, ao alcance de seus dedos está um dos mais jogados e viciantes jogos de todos os tempos: Paciência. Todos nós em algum momento, chegamos a dez partidas consecutivas sem ganhar, paramos de jogar e sentamos para tentar descobrir o segredo. Como não conseguimos ganhar sempre?

Tudo é mistério desde o século XIX. Grandes matemáticos abertamente admitem que é uma das maiores "vergonhas da matemática aplicada" o fato de nada ser exatamente claro sobre o jogo. Por exemplo, quando os nerds da matemática tentaram encontrar as condições de vitória, depararam-se com um problema. Eles não chegaram a uma ideia fixa de quantas combinações de mãos são vitoriosas. Vieram com uma porcentagem aproximada que era algo em torno de 80% ou 90%. Mas pense: quando você joga paciência, você ganha pelo menos oito de 10 partidas? 
 
3. Quantas espécies de animais existem?
espécies (Foto: Reprodução)


No século XXI, os dias de Marco Polo e Colombo ficaram para trás. Ninguém está explorando novas terras e encontrando criaturas exóticas das quais o resto do mundo duvidaria. Então, certamente, já que pisamos em todos os solos desse planeta azul, deveríamos saber quantas espécies existem no planeta, certo?

Não chegamos nem perto. Quando você perguntar aos taxonomistas (cientistas especialmente encarregados de encontrar e catalogar animais), eles vão dizer que ainda precisam de muito tempo para encontrar todas as criaturas que vivem no planeta. E, apesar de trabalharem nesta missão por quase 250 anos, e descobrirem mais de 15.000 seres vivos novos a cada ano, os taxonomistas não tem a menor ideia de quantas espécies vivem na Terra.

2. O tamanho da costa de um país
tamanho (Foto: Reprodução)


De todas as matérias que aprendemos na escola, a que possui menos mistérios é provavelmente a Geografia. Os continentes, rios e montanhas não vão a lugar nenhum. Pelo menos não tão rápido. Acontece, de repente, de você se enganar sobre qual é a montanha mais alta ou o maior deserto do mundo, mas até aí, tudo é uma questão de memória ou de buscar na internet. Afinal, são apenas medidas! Nesse caso, com certeza o comprimento da costa do seu país não é algo que se discuta.

tamanho da costa (Foto: Reprodução)Medições da costa podem variar (Foto: Reprodução)

É, mas as estimativas variam e muito. A CIA chegou a listar oficialmente o comprimento da costa dos EUA como em torno de 12.380. Mas outro estudo surgiu com 29.093 milhas. No fim, a National Oceanic and Atmospheric Administration veio com 95.471.

Diferenças exorbitantes que comprovam que esse tipo de medição não é nada simples ou indiscutível, como medir uma linha reta. É complexo e tende a exageros. A razão é que, dependendo da quantidade de detalhe da costa você deseja medir, sempre tem um resultado final diferente. Se você quer apenas um esboço da medida, você pode obter um resultado semelhante ao da CIA. Mas quando se faz a mesma medição dessa vez considerando detalhes como pequenos recuos e curvaturas, obtém-se números bem maiores.

1. Como funciona a gravidade
gravidade (Foto: Reprodução)


É a gravidade. Existe algum conceito no universo que seja mais básico que esse? Você joga a coisa para cima, ela cai. O que há para entender? Acontece que há quatro forças básicas que mantêm o universo unido, e dessas quatro, a gravidade é a única que não faz qualquer sentido. Especificamente, como pode ser tão incrivelmente fraca e incrivelmente forte, ao mesmo tempo.

A gravidade mantém o Universo inteiro unido, e não importa para quão longe você viaje, ela nunca desaparece. E, no entanto, é a força mais fraca que existe. Para ilustrar, sabe quando você aproxima dois ímãs e eles grudam? Essa força é na verdade 10 a 36 vezes mais forte que a gravidade.
 
Para piorar, no nível dos átomos, moléculas e outras coisas menores, a gravidade simplesmente para de funcionar. Na verdade, gravidade é uma das maiores razões para físicos quânticos e físicos comuns não terem nada para dizer uns aos outros. Nós sabemos mais sobre o que acontece dentro de um átomo do que porque uma bola cai depois que jogamos ela para cima. 
 
Via Cracked
 
Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Amanda Souza
    2011-10-13T15:48:48

    "(...) mas enquanto você espera por respostas, confira a lista de oito pedras no sapato da Ciência moderna feita de forma BEM-HUMORADA pelo blog Cracked que nós reproduzimos a seguir". Só alguns que acharam que a jornalista foi enganada, né? Ela mesma menciona "forma bem-humorada".

  • Luis Henrique
    2011-10-13T15:09:12

    Fiquei com vergonha pela autora agora. Como pode escrever tanta bobagem numa só matéria? Além disso, pegar como fonte um site de humor? Você está de sacanagem, né?

  • Carlos Coelho
    2011-10-13T15:05:46

    Lamentável ver um portal de notícias de credibilidade, publicando uma matéria de origem tão duvidosa quanto o blog Cracked. As questões ditas como "inexplicáveis pela ciência", possuem explicações acreditadas por diversas áreas cientificas. Pelo bem da credibilidade do portal, e pela carreira da redatora, esta matéria deve ser retirada do ar. Srª Carvalhal, evite problemas futuros, antes de reproduzir o encontrado na internet, averigue sua veracidade. Leitores: usem um site de buscas e encontrarão cada uma das respostas a estes questionamentos, pois a ciencia explica tudo aqui citado.

  • Paulo Filho
    2011-10-13T14:52:37

    A reportagem confunde as explicações quântica e relativística para a gravidade, e uma vez que até o momento não há resposta sobre como conciliá-las, esse é o problema em aberto. A resposta relatívista é geométrica, com a distorção do espaço-tempo do universo, já a quântica seria devido Às partículas chamadas gravitons, que transportariam a gravidade, mas até o momento essas partícculas não foram verificadas experimentalmente.

  • Paulo Filho
    2011-10-13T14:49:48

    Não entendo porque alguns desses problemas não são solúveis. A questão do comprimento da fronteira de um país é bem entendido e tem relação com os fractais. Relamente não há um número fehado para se dar, mas depende da escala com que se quer medir, o que é bem diferente de não ter solução. O que mais me espanta a questão sobre a gravidade. Pq a gravidade deixa de "funcionar" dentro do átomo? Iss é absurdo, consultem qualquer físico que lhe dirá que isso é incorreto. Além disso, a gravidade é bem entendida, basta verificar os resultados sobre a relatividade geral. continua...

  • Daniel Silva
    2011-10-13T15:36:40

    Deixem assim galera, a matéria tá uma droga mas vai pelo menos instigar o povinho ignorante que só fica vendo TV a pesquisar e saber mais de ciência :)

  • Maikon Damiani
    2011-10-13T15:26:51

    Antes de publicar algo, as pessoas deveriam se informar melhor sobre o assunto.

  • Andressa Rodrigues
    2011-10-13T15:19:50

    ridiculooooo pessima materiaa e qualquer um aki ja ganhou varias vezes paciencia =/ e muitas das outras coisas ja foram resolvidaad

  • Davi Domingues
    2011-10-13T14:31:47

    ABSURDA essa matéria. Sua autora precisa URGENTEMENTE conhecer uma coisa chamada LIVRO

  • Filipe Pereira
    2011-10-13T14:29:10

    Concordo com o Carlos, sobre o "claro" entre mercúrio e o Sol e o "escuro" após "Urano". Com a tecnologia que temos hoje, isso não existe, todos os dias os astrônomos captam imagens bem nítidas do Sol, e dos demais astros do sistema solar, e isso é super fácil com a ajuda dos telescópios que captam imagens com lentes, decodificam a informação nos computadores da Nasa produzindo imagens bem nítidas dos planetas. Não entendo o "escuro" após Urano... quase todos os dias são divulgadas na internet, matérias sobre fotos de galáxias distantes, produzidas por telescópios... dificil de entender!

  • Filipe Pereira
    2011-10-13T14:23:10

    Sobre a gravidade: primeiro que a gravidade não é uma força, e sim a aceleração produzida pela interação (ou força) gravitacional. Os físicos da área de teoria de QUÂNTICA de campos, esses sim não sabem o que dizer da força gravitacional, pois ainda não mensuraram a partícula mediadora dessa força: o gráviton. No entanto, a força gravitacional se explica na teoria clássica pela ação de CAMPOS DE AÇÃO. Esses campos são descritos por equações matemáticas, o problema é o significado físicos, pois ninguém vê esses campos.

  • Pedro
    2011-10-13T14:22:49

    André Nesso = lixo da sociedade. Excelente resposta Eduardo Pavan ! Assino embaixo!

  • Filipe Pereira
    2011-10-13T14:16:43

    Sobre os astros e o sistema solar, que é um assunto que me fascina, queria lembrar (ou fazer saber) a quem escreveu essa matéria que existem vários telescópios que captam milhares de imagens todo dia do sistema solar. É bem verdade que existem regiões relativamente mais distantes do sistema solar, porém, o que se sabe sobre as observações que ocorrem TODOS OS DIAS, é que fora os planetas e o Sol, o que existe são asteróides (rochas de todos os tamanhos), cometas e grandes nuvens de poeira.

  • Caio Borges
    2011-10-13T14:12:22

    Aline Carvalhal, dá uma filtrada melhor no material que você utiliza pra fazer esse tipo de matéria. Tem umas coisas aí que são ridículas, estão muito equivocadas.

  • Filipe Pereira
    2011-10-13T14:07:40

    Existem detalhes nessa matéria, os quais revelam uma deficiência no que diz respeito ao conhecimento científico, e consequentemente o que ocorre é a má divulgação científica. Por exemplo, existem estudos de físicos sobre o funcionamento de uma bicicleta, o sistema de marchas, condições de equilíbrio, dinâmica nas curvas, todos esses estudos JÁ EXISTEM, o problema é ter acesso à eles. Sobre o escorregar do gelo, isso é um estudo dos físicos da área de estado sólido. Em mecânica, aprendemos macroscopicamente sobre o atrito. Em estudos microscópicos, os físicos se aplicam ao estudo dos cristais.

  • Davidson Ribeiro
    2011-10-13T13:44:44

    Sou apaixonado pela ciência das coisas. Então sempre me pego com esses tipos de questões. Gosto de ler sobre isso, mas nem tudo que se lê dá para engolir. Por exemplo: o nosso colega, do comentário abaixo, André Nesso, simplesmente ignora o porque da nossa existencia com uma "bela" conclusão - não precisamos saber disso. só precisamos saber que Deus criou... - então pergunto a ele. Se vc tem tanta certeza que Deus criou isso tudo então vc provavelmente deve saber a resposta de todas a perguntas do nosso mundo, não é? Te aconselho a ir trabalhar na NASA.

  • Carlos Souza
    2011-10-13T13:38:30

    A área entre Mercúrio e o Sol é brilhante demais para ser vista, e a área depois de Urano é escura demais. Alguém pode me explicar o que seria uma área entre o sol e mer´curio brilhante demais, ou uma área depois de urano escura demais?

  • Carlos Souza
    2011-10-13T13:30:34

    Fico tonto com a ignorância em relação a ciência, esse texo é uma denúncia ao sistema escolar brasileiro, tanto público quanto particular, falta noções básicas de ciências, como por exemplo na medida da costa americana, onde são dados 3 números diferentes e apenas um possue a unidade de medida, ou seja, os outros são o que? 12380 pés de lagartixa, ou 12380 palitos de dente, ou 95471 toradas da perdigão. Claro que não, mas uma informação dessa sem a unidade de medida tem informação nenhuma. Sem contar que alguns desses fatos são bem conhecidos da física, no caso da bicicleta Newton explicou.

  • Eduardo Pavan
    2011-10-13T13:20:40

    Ao senhor André Nesso e a todos os religiosos que fizeram comentários: Einstein disse: "The important thing is to never stop questioning" = "A coisa importante é nunca parar de perguntar". Se não fosse os cientistas fazendo as perguntas, você não estaria nessa cadeira de aço temperado com estofado de polímeros usando o computador e a internet para falar das suas ilusões divinas. Você estaria na idade média rezando, passando fome e morrendo de tuberculose no meio do mato. Voltando à notícia, a da bicicleta foi de longe a pior, no ensino médio é ensinado conservação de momento angular.

  • Pedro R
    2011-10-13T13:16:08

    Não nos interessa saber da existência de planetas, estrelas ou coisa do tipo. Somente quem também souber dessa resposta, entenderá todas as outras...

  • Eduardo Pavan
    2011-10-13T13:04:07

    A fonte da notícia é um site de humor: Cracked.com. Pra se ter uma noção do nível do site, o site "Pointless Waste Of Time" foi adicionado ao cracked. Ou seja isso é matéria no máximo pro Ego, não pro techtudo, que alias está de mal a pior, não é a primeira notícia bizarra que aparece aqui. Isso é que dá colocar "jornalistas" pra falar de ciência...

  • André Nesso
    2011-10-13T12:59:45

    Cada coisa aqui mencionada são criações de Deus e se existe é porque tem um propósito. Absurdo os cientistas perguntarem o porque precisamos dormir, por exemplo. Tem coisas mais importantes pra se preocupar além de ficar especulando as coisas que Deus criou.

  • Daniel Santos
    2011-10-13T12:56:41

    Nem li e nem lerei

  • Allan Oliveira
    2011-10-13T12:53:09

    Estou no ultimo ano de graduação em Física. E é um absurdo o número de "jornalistas" que se atrevem a descrever o mundo da ciência com desrespeito, não buscam os fatos, ou procuram artigos e livros. Publicar é fácil. Ter noção ultimamente está difícil. Este blog se assim o podemos chamar está vinculado a pagina inicial da GLOBO.COM. É uma VERGONHA a ciência e a GLOBO.COM. São por causa dessas pessoas que a ignorância se difunde entre a sociedade. Pois este 'post' tira o credito da ciência.E tenho certeza que sem a ciência(remédios, eletricidade..) você já estaria demitido ou talvez morto.

  • Luiz Guilherme
    2011-10-13T12:44:13

    É absolutamente chocante ler um lixo desses num portal de notícias, mesmo no globo.com. Esse texto é uma afronta ao bom senso. A jornalista que o publicou ignora os assuntos tratados e, principalmente, ignora os princípios básicos do jornalismo. Ainda teve coragem de assinar. Querida, peça demissão (a sua, do seu editor e de todos os envolvidos nesse desastre) e faça um favor ao resto dos seres humanos: vá estudar.