Fabricantes

24/10/2011 14h09 - Atualizado em 24/10/2011 14h09

Philips apresenta modelo de casa que recicla lixo doméstico

 Alessandro Iglesias
por
Para o TechTudo
Microbial Home. (Foto: Divulgação)Microbial Home recicla metano, resto de alimentos, esgoto, entre outros tipos de lixo doméstico.
(Foto: Divulgação)

Membros do departamento de design da Philips apresentaram uma modalidade de residência capaz de reaproveitar grande parte dos insumos caseiros. A Microbial Home é uma casa dotada de ciclos de reuso de diversos produtos e subprodutos residenciais.

Composta por um verdadeiro ecossistema, em que se pode melhorar a qualidade de vida de seus moradores - e do planeta -, a premissa do projeto é a geração de bens a partir de processos biológicos para a redução do gasto energético e a promoção de ações menos poluentes.

Microbial Home . (Foto: Divulgação)Microbial Home. (Foto: Divulgação)

Fazendo uso e conectando os processos rotineiros de uma casa, os projetistas buscaram (e ainda investigam) como ligar os excessos e desperdícios de uma tarefa - como água residual, esgoto e lixo - à movimentação e bom funcionamento de outra.

De acordo com Clive Van Herdeen, diretor sênior de design da Philips, designers têm a obrigação de ligar seu universo de trabalho às necessidades de otimização de uso dos recursos do planeta, a fim de possibilitar que todas as casas do mundo tornem-se minimundos estáveis.

A Microbial Home seria viável para a manutenção do bom funcionamento de uma casa através de tecnologias como a Bio Digester Island, que possui seções de reaproveitamento do metano expelido no banheiro para cultivo de vegetais e geração de energia, que pode ser usada em lâmpadas e aquecimento de água, por exemplo. Além disso, a Microbial Home seria construída com materiais ecologicamente amigáveis, como cobre, ferro fundido, vidro e bambu.

Via: Yanko Design

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares