Notebook

27/10/2011 13h17 - Atualizado em 27/10/2011 13h17

Toshiba lança monitor secundário para laptops que funciona via USB

Eduardo Moreira
por
Para o TechTudo

A Toshiba anunciou o lançamento de um monitor LED que pode ser alimentado a partir de uma porta USB 2.0. O Toshiba USB LCD Mobile Monitor pode oferecer ao usuário uma tela adicional ao notebook, permitindo a expansão da área de trabalho para novas janelas.

Toshiba USB LCD Mobile Monitor. (Foto: Divulgação)Toshiba USB LCD Mobile Monitor. (Foto: Divulgação)

Este não é o primeiro monitor via USB do mercado (a AOC foi a primeira a apresentar essa proposta, no primeiro semestre de 2011). Porém, as telas da AOC são verdadeiros monitores de desktop adaptados para serem alimentados pela energia combinada de duas portas USB. A proposta da Toshiba é muito mais simples e eficiente em termos de consumo.

O monitor USB da Toshiba é mais fino e leve. Seu tamanho é de 14 polegadas, e usa apenas uma porta USB do seu desktop ou notebook para funcionar - não só a fim de alimentar a energia da tela, mas também para transmitir o sinal de vídeo ao monitor. O periférico conta ainda com um pequeno painel de controle integrado, além de pequenos alto-falantes, para uma experiência de mídia completa no monitor adicional.

O periférico possui apenas 15,5 mm de espessura e pesa apenas 795g. Pelas suas configurações, não é um monitor projetado para jogos (sua resolução é de apenas 1366 x 768), já que foi projetado para oferecer produtividade em qualquer lugar, mas com baixo consumo de energia. Para isso, o nível de brilho é aproximadamente a metade de uma tela de um desktop tradicional (220 nits), e sua relação de contraste é de apenas 400:1, com tempo de resposta de 16 ms.

Por outro lado, ele cumpre o que promete em termos de economia de energia, já que o seu consumo máximo fica na casa dos 3.15W, via porta USB. O preço sugerido do novo monitor da Toshiba é de US$ 240.

Via: PC Gamer

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares