Jogos de aventura

22/10/2011 07h20 - Atualizado em 22/10/2011 07h20

Uma década de GTA III

Flavio Barboni
por
Para o TechTudo

É interessante pensar que, pela história de Grand Theft Auto III, Claude Speed (que teve seu nome revelado somente em GTA San Andreas) estaria saindo da cadeia somente esse ano. O game se passava exatamente em 2001 – ano de seu lançamento – e tinha como estopim a traição de namorada do protagonista, Catalina durante um assalto a banco, que o deixou para ser pego pela polícia. Só que Claude confabulou com o criminoso 8-Ball um plano de fuga mirabolante e conseguiu escapar logo em seguida.

Traído pela namorada, Claude Speed foi parar na cadeia, e nela estaria até hoje...  (Foto: Divulgação)Traído pela namorada, Claude Speed foi parar na cadeia, e nela estaria até hoje... (Foto: Divulgação)

No mundo real, era o início do terceiro milênio, e o lançamento de GTA III já estava carregado de polêmicas. A data inicialmente prevista para a chegada do game, 2 de outubro, foi adiada para 21 do mesmo mês, atribuída aos atentados terroristas que vitimaram Nova Iorque em11 de setembro de 2001. Há 10 anos dava seus primeiros sinais de mudança para o século XXI, em todas as áreas.

Nos games, GTA III apontava a direção que toda a indústria seguiria nos próximos anos e, que perdura até hoje. A liberdade era um conceito importante em diversos games, mas sempre pouco explorada até então. A mecânica do game de roubo de carros era diferente e se baseava na rotina de qualquer cidadão que viva em uma região urbana. Era algo contemporâneo, familiar, algo que os jogadores já conheciam.

Vista de Torrington, uma das regiões de Staunton Island, Liberty City (Foto: GTA Wikia)Vista de Torrington, uma das regiões de Staunton Island, Liberty City (Foto: GTA Wikia)

Primórdios

É até difícil se lembrar que a série começou com a infâme visão superior (birdview) se modificiou tanto. Em dois anos de desenvolvimento de GTA III, a DMA Design, então responsável pela série, pegou elementos de jogos de tiro e ação em terceira pessoa, shooters, corrida e até algumas idéias da série Driver. A receita de bolo ficou completa devido a experiência dos desenvolvedores no game Body Harvest, lançado para Nintendo 64 em 1998, talvez o primeiro representante do gênero que viria a ser conhecido como ‘sandbox’.


‘Sandbox’ é o termo em inglês que define – literalmente – aquelas caixas de areia presentes em qualquer parquinho por aí. Para quem não teve infância, são aqueles lugares onde a criança pode ficar o dia inteiro fazendo o que quiser. O gênero, nos games, representa exatamente isso: liberdade para o jogador fazer as coisas do seu jeito. Esse era o lema de GTA III, que se passava em Liberty City, a famosa paródia virtual de Nova Iorque.

Staunton Island é o centro comercial de Liberty City e cenário para grande parte de GTA II (Foto: Divulgação)Staunton Island é o centro comercial de Liberty City e cenário para grande parte de GTA II (Foto: Divulgação)

Mas o que o 11 de setembro tem a ver com tudo isso?

Assim como quase todos os produtos culturais (filmes, discos, livros, séries de TV, etc) que faziam referência à Nova Iorque tiveram de ser revisados, o terceiro game da série teve modificações diversas. Os carros de polícia, por exemplo, que antes eram azuis e brancos, semelhantes aos novaiorquinos, receberam uma genérica paleta preto e branca. Os edifícios virtuais inspirados nas torrês gêmeas do World Trade Center foram substituídos por uma igreja no mesmo local. Outra modificação seria o único avião presente no jogo, o monomotor Dodo que, reza a lenda, teve suas asas cortadas para dificultar a pilotagem e não permitir a reprodução dos atentados terroristas.

Na internet é possível encontrar guias somente para ensinar a levantar voôs com o Dodo (Foto: Divulgação)Na internet é possível encontrar guias somente para ensinar a levantar voôs com o Dodo (Foto: Divulgação)

Apesar da tragédia, felizmente o jogo continuou com a jogabilidade intacta e a polêmica afiada. Pela primeira vez um ambiente virtual tão grande respirava. Sistemas de comunicação, rádios, jornais, negócios, personalidades, sistemas de transporte público, serviços básicos, tudo servindo ao propósito de dar vida a Liberty City. Os mais detalhistas até hoje argumentam e elogiam o fato de que, na cidade criada pela Rockstar, nenhuma construção se repete!

Como se trata de um jogo aberto, GTA III permitia fazer escolhas nem sempre ortodoxas… Pela primeira vez nos games era possível contratar os serviços de uma garota de programa e ver o “trabalho” rolando dentro do carro. Também era possível matar, explodir, fatiar… Falar nas controvérsias causadas por essa tal liberdade é chover no molhado.


Rockstar? E a DMA?

Com o sucesso estrondoso de GTA III, a DMA Design foi comprada pela poderosa Take-Two Interactive, através da publicadora Rockstar Games, que distribuía os jogos da série. A DMA Design foi fundada em 1988 na Escócia e tem em seu currículo a clássica série Lemmings e, claro, Grand Theft Auto. Com a compra, a série de roubo de carros continuou recebendo games desenvolvidos pelo estúdio britânico agora rebatizado: Rockstar North.

Sede da Rockstar North em Edimburgo, Escócia (Foto: Divulgação)Sede da Rockstar North em Edimburgo, Escócia (Foto: Divulgação)

O criador da série GTA, Dave Jones, deixou a empresa logo na transição do nome e se aventurou por diversos outros grandes projetos, como Crackdown, um shooter de mundo aberto exclusivo do Xbox 360 lançado em 2007, além do fracasso retumbante de All Points Bulletin (APB), uma espécie de GTA apocalíptico totalmente voltado à jogabilidade online massiva (MMOG). A Rockstar, por sua vez, lança um sucesso seguido do outro, como Red Dead Redemption, o polêmico Manhunt, o recente L.A. Noire e, claro, Grand Theft Auto!

All Points Bulletin reproduz as guerras de gangues em um MMOG com a cara de GTA (Foto: Divulgação)All Points Bulletin reproduz as guerras de gangues em um MMOG com a cara de GTA (Foto: Divulgação)

GTA clones

Para medir o impacto de GTA III nos games é só ver quantos jogos se influenciaram pela sua mecânica após 2001. O número de jogos que buscavam ser o “novo GTA” foi tão alto que se criou o termo “GTA clone”, um game que reúne as características de liberdade a pé e de carro por um grande ambiente virtual. Alguns de seus clones mais conhecidos são Saints Row, True Crimes, Wheelman, Scarface: The World is Yours, The Godfather e Mafia, estes dois últimos responsáveis por sofisticar o conceito de mundo aberto.


Além dos games que seguiam a receita de bolo da Rockstar, algumas séries já clássicas adotaram o mundo aberto para oferecer experiências diferentes e buscar renovação, como é o caso da série Need for Speed e Test Drive Unlimited, por exemplo. Outras franquias novas surgiram com a proposta do mundo aberto no DNA, como Assassin’s Creed, Far Cry e Skate.

Sucesso e comemorações

Grand Theft Auto III engordou (e muito!) a conta bancária da Rockstar Games, isso é um fato inegável. Os dados mais recentes divulgados pela Take-Two Interactive (dona da publicadora) são de 2008: 14,5 milhões de cópias vendidas do jogo pelo mundo, nas três plataformas em que foi lançado. O sucesso só foi superado pelas suas próprias sequências, GTA Vice City (17,5 milhões), GTA San Andreas (21,5 milhões) e GTA IV (22 milhões).

Boneco de ação de Claude, um mimo para poucos (Foto: Divulgação)Boneco de ação de Claude, um mimo para poucos (Foto: Divulgação)

Em comemoração aos dez anos da série, a Rockstar vai lançar um port do game para iPhone 4S, iPad 2, Samsung Galaxy S2 e alguns outros (privilegiados) smartphones e tablets. Um boneco de ação de Claude também foi lançado com todas as armas presentes no título, além da roupa de presidiário que o protagonista de GTA III usa na primeira missão do jogo, tudo envolto numa embalagem de luxo. O preço? A bagatela de 150 dólares. Para se ter uma idéia do custo, o modelo de entrada do Xbox 360 (com 4GB) sai por cerca de 130 dólares nos EUA…


Mas para quem não quer mexer no bolso, as velinhas também serão acesas no site da Rockstar (www.rockstargames.com), com direito aos comerciais de TV da época em HD, o trailer de divulgação do game, curiosidades, perguntas e respostas e outros mimos. Confira nos links abaixo:

http://www.rockstargames.com/newswire/article/19281/grand-theft-auto-iii-10year-anniversary-video.html

http://www.rockstargames.com/newswire/article/19311/in-honor-of-gtaiii-anniversary-weekend-join-us-for-fridays-speci.html

http://www.rockstargames.com/newswire/article/19251/submit-your-questions-now-for-a-special-gtaiii-10th-anniversary-.html

 

 

 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Marcia Carvalho
    2011-11-03T16:58:31

    Matéria perfeita.Parabéns. Muito bem escrita e explicativa. O que seria de GTA Vice City, GTA San Andreas e o IV senão fosse o humilde GTA III. Jogo épico.