Fabricantes

04/11/2011 10h41 - Atualizado em 04/11/2011 10h41

AMD anuncia demissão de 10% dos seus funcionários

Filipe Garrett
por
Para o TechTudo

A AMD anunciou que cortará US$200 milhões dos seus custos operacionais para 2012 com a redução de 10% da força de trabalho da empresa em todo o mundo. Além disso, a AMD promete reduzir gastos com novas políticas internas de desenvolvimento e gestão.

Placa de vídeo FirePro V4900, da AMD. (Foto: Divulgação)Placa de vídeo FirePro V4900. Um dos lançamentos
mais recentes da empresa. (Foto: Divulgação)

As demissões serão concretizadas até o fim do primeiro trimestre de 2012. Segundo a AMD, os recursos poupados com a redução da mão-de-obra serão destinados a setores de pesquisa e desenvolvimento em processadores de baixo consumo, mercados emergentes e computação em nuvem.

O aperto nos cintos é a primeira intervenção sensível do novo CEO Rory Read, que chegou a AMD em agosto com a missão de recolocar a All Micro Devices nos trilhos. Ele substituiu Dirk Meyer, que deixou o cargo em janeiro por conta de suas opiniões a respeito da postura da AMD no mercado de dispositivos móveis, que, até aqui, é inexistente.

A AMD está em um período bastante obscuro, sofrendo com sucessivas gerações de processadores muito inferiores aos da Intel e, além disso, a companhia perdeu o bonde da explosão dos dispositivos mobile. Com todo know-how na confecção de microprocessadores, a AMD foi incapaz de apresentar um modelo viável e competitivo para smartphones e tablets – que trazem marcas desconhecidas para o mundo dos microprocessadores de alto desempenho, como a ARM.

Além disso, as recentes investidas da empresa no mercado tradicional de CPUs foram mal-sucedidas. Em setembro, os Llano (arquitetura de chips que condensam o processador e o chip gráfico num único conjunto) de 32 nm tiveram problemas de produção identificados e os recentes Bulldozers são um retumbante fiasco no tocante ao desempenho com os rivais da Intel.

Via: Reuters

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares