Robótica

04/11/2011 11h50 - Atualizado em 04/11/2011 13h48

Aranha-robô é criada para realizar tarefas perigosas ao homem

Filipe Garrett
por
Para o TechTudo

Foi na natureza que engenheiros buscaram a inspiração para um robô capaz de acessar locais perigosos ao homem. O resultado foi uma aranha mecanizada capaz de andar por depressões, locais de difícil acesso e contaminados sem oferecer riscos para a vida humana.

Aranha-robô. (Foto: Divulgação)Aranha-robô criada pelo Instituto Fraunhofer de Engenharia da Alemanha. (Foto: Divulgação)

O robô foi projetado pelo Instituto Fraunhofer de Engenharia da Alemanha. Com vários componentes feitos em plástico, além de leve, a aranha-robô é barata e pode ser produzida massivamente. “Ela é tão barata que pode ser usada uma vez e descartada”, diz Ralf Becker, um dos cientistas do projeto.

Isso é possível em virtude do avançado sistema de modelagem do plástico por laser, chamado de SLS. Neste processo, finas camadas de pó de poliamida são derretidas por um raio laser, moldando o plástico conforme a necessidade. Isso garante leveza e alta resistência, além de formas orgânicas, que, segundo os engenheiros do projeto, são tão perfeitas como se tivessem sido criadas pela própria natureza.

Este sistema de montagem permite que o robô seja construído de maneira modular, com suas pernas, por exemplo, construídas com inúmeras especificações diferentes. Equipada com câmeras e sensores, a aranha-robô pode medir a contaminação do solo e mostrar o ambiente em que está para seus controladores terem uma estimativa precisa das condições do local.

Como uma aranha, o robô sempre mantém quatro de suas oito "patas” no chão, enquanto as outras quatro estão prontas para o próximo passo. Como o robô não tem músculos, seu movimento é fruto de um intrincado sistema de gerenciamento hidráulico. Alguns modelos podem, inclusive, saltar, através de injeção de fluído nas patas, fazendo-as agir como uma mola.

O corpo da aranha robótica é projetado para que ela possa carregar diversos tipos de sensores e instrumentos para desempenhar suas funções, dependendo do tipo de trabalho para o qual for designada.

A aranha ainda é um protótipo, mas foi totalmente pensada para entrar em ação em crises. Ela é esguia e com alta mobilidade para alcançar lugares cheios de escombros em casos de desastres, por exemplo. Por ser um robô, pode caminhar em áreas contaminadas com produtos químicos e até mesmo com vazamento de material radioativo.

Via: Fraunhofer

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Rafael R.
    2011-11-30T15:32:45

    logo logo já vai até ter brinquedos assim, custando claro, uma nota.

  • Luiz Fernando
    2011-11-11T09:10:11

    Realmente a ficção virou realidade, até onde vamos.

  • Samuel Franco
    2011-11-04T12:04:23

    cada vez mais me espanto,com coisa que só pensei que ficaria nos filmes.