23/11/2011 13h49 - Atualizado em 23/11/2011 13h49

Hidrogênio metálico pode ajudar na criação de supercondutores

Filipe Garrett
por
Para o TechTudo

O hidrogênio é o elemento químico mais abundante no universo e o mais simples da tabela periódica, encontrado principalmente na forma gasosa. Mas Mikhail Eremets e Ivan Troyan, cientistas do Instituto Max Planck da Alemanha, conseguiram transformar o gás em metal.

As consequências do hidrogênio metálico na tecnologia podem ser impressionantes: as ramificações podem levar a sistemas de transporte revolucionários baseados na levitação quântica, equipamentos médicos muito eficientes e avanços impensáveis na tecnologia digital, através de supercondutores que funcionem à temperatura ambiente.

A experiência foi realizada numa câmara de diamante, capaz de suportar pressão de até 260 gigapascals (ao nível do mar, você está submetido a uma pressão de 101.325 Pa). Na câmara, uma pequena amostra de hidrogênio na forma de gás recebeu pressão até que ganhasse características de um metal.

O experimento começou à temperatura ambiente e com pressão de 220 gigapascals. Quando chegou a este ponto, o hidrogênio se tornou uma substância opaca. Foram também observadas, via lasers, as primeiras características de condução de energia, algo restrito aos metais.

Como se transforma um gás em metal?

Mas, como se transforma um gás em metal? No caso do hidrogênio, os cientistas o submeteram a pressões assombrosamente altas, além de outras condições específicas. Com alta pressão, os átomos do gás acabam se aproximando cada vez mais, formando um conjunto mais coeso e denso do que a composição gasosa, mais dispersa. O resultado foi tornar o hidrogênio um sólido, com características metálicas únicas.

(Acredita-se que algo assim aconteça no núcleo de Júpiter. Esmagado pela pressão de milhões de toneladas de gás, o hidrogênio no centro do planeta se converte em hidrogênio metálico).

Ainda há debate sobre o assunto e ceticismo. Mas, admitindo que seja possível obter hidrogênio metálico, um dos principais avanços será a possibilidade de que supercondutores feitos com o material trabalhem à temperatura ambiente.

Um supercondutor é como um fio sem qualquer resistência à passagem de corrente elétrica, que, fluindo mais rápido em um computador, por exemplo, o tornaria mais veloz e mais eficiente. Atualmente, supercondutores são utilizados em lugares como o Grande Colisor de Hádrons (acelerador de partículas) e só operam com altas doses de nitrogênio líquido, o que encarece e impossibilita seu uso comercial.

Via Gizmodo

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares