Internet

22/11/2011 18h58 - Atualizado em 22/11/2011 20h11

Oferta no GroupOn faz confeiteira produzir 102 mil bolinhos em um mês

Eduardo Moreira
por
Para o TechTudo

Rachel Brown, uma confeiteira britânica com 25 anos de experiência, teve um expressivo aumento na produção de seus bolinhos, graças a uma oferta na versão inglesa do site de compras coletivas GroupOn. A comerciante, que normalmente produz 100 bolinhos por mês, teve de aumentar sua produção para 102 mil unidades.

Por conta da fama de suas guloseimas na cidade de Woodley, Inglaterra, Sra. Browne, visando lucrar mais nas vendas, acreditou que um generoso desconto seria uma boa forma de divulgar o seu produto.

Bolinhos de Sra. Brown (Foto: Divulgação) Sra. Brown produziu 102 mil bolinhos em um mês. (Foto: Divulgação)

Com essa ideia em mente, ela cadastrou uma oferta no GroupOn. Na promoção, os usuários do site teriam um desconto de 75% na compra de 12 bolinhos. O preço normal do pacote é de £ 26. Na oferta publicada por Rachel, as guloseimas custavam apenas £ 6,50. Detalhe: não tinha nenhuma informação sobre o limite de compradores, como é normal nesses sites de venda coletiva.

O resultado foi um volume de compras muito maior do que o esperado. A confeiteira esperava apenas algumas centenas de pedidos vindos de cidades vizinhas. Porém, aconteceu o contrário: milhares de pedidos de moradores da própria cidade foram feitos, deixando claro que seus bolinhos são um sucesso em Woodley. A oferta só foi finalizada quando alcançou a marca de 8. 500 pedidos, que totalizam as 102 mil unidades.

A “Need a Cake”, confeitaria de Rachel Brown, contava com apenas 8 funcionários em seu quadro. Por causa da alta demanda, foram contratados mais 25 funcionários. Devido aos custos da mão de obra extra e das entregas do produtos, Rachel teve um prejuízo de £ 2,50 por pedido. Os funcionários trabalharam dia e noite para dar conta de toda a demanda, e a autora da oferta diz que se arrepende a cada momento da decisão tomada, afirmando que a experiência vivida “é um pesadelo em absoluto”.

Outro ponto de preocupação da Sra. Brown é a qualidade dos bolinhos vendidos pelo site. Seus doces se tornaram queridos pelo cuidado empregado na confecção, e pelo acabamento perfeito. Porém, os funcionários contratados não possuem as mesmas habilidades dos que já trabalham na confeitaria.

Heather Dickinson, diretor internacional de comunicações do GroupOn, disse que não há limite para o número de vales que podem ser vendidos, e que cada oferta publicada no site varia conforme o histórico das últimas ofertas trabalhadas.

No site da “Need a Cake”, uma mensagem informa que “a oferta do GroupOn está encerrada. Lamentamos, mas não podemos receber qualquer voucher não utilizado, que deverá ser negociado com o GrupOn”.

Via Daily Mail

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares