Internet

08/11/2011 13h32 - Atualizado em 08/11/2011 13h32

Pesquisa revela que estudantes se preocupam por não conseguir emprego devido a posts no Facebook

Eduardo Moreira
por
Para o TechTudo

Uma nova pesquisa revelou que os jovens estão mesmo preocupados com os detalhes da vida pessoal que eles adicionam nas redes sociais como o Facebook. Eles temem que essas informações podem arruinar as suas chances de conseguir um bom emprego.

A pesquisa foi realizada pelo projeto YouGov para o Information Commissioner’s Office (ICO). O estudo mostra que cerca de 42% dos estudantes estão preocupados com os dados pessoais que eles compartilham nas redes sociais, e como esses dados podem prejudicar as suas chances de conseguir uma boa vaga de emprego.

menina no facebook (Foto: Reprodução)Cerca de 42% dos estudantes se preocupam com conteúdo postado na web (Foto: Reprodução)

A pesquisa também revelou que muitos estudantes não estão tomando atitudes eficientes o bastante para afastar o risco de roubo de identidade na web. Dois terços dos alunos de universidades nunca verificaram a sua classificação de crédito, permitindo que fraudadores possam roubar essas informações de forma despercebida, utilizando créditos estudantis de alunos mais aplicados da universidade.

O comissário da ICO, Christoper Graham, disse que "os jovens são claramente mais despreocupados sobre as questões de privacidade, especialmente em relação à informação que eles postam online. Porém, muitos nem sabem o que eles podem fazer sobre isso".

A pesquisa veio depois que a Acas, serviço de arbitragem empregatícia, publicou um novo guia de conduta, orientando os empregadores para não serem muito rígidos com os candidatos por causa dos comentários deixados em sites não profissionais. John Taylor, executivo-chefe da Acas, aconselhou os chefes a serem cautelosos sobre a disciplina adotada aos funcionários por causa dos comentários feitos em sites de redes sociais.

 "Eles precisam considerar o potencial impacto de qualquer publicidade negativa, e um monitoramento pesado pode causar uma sensação ruim", disse. Taylor complementa: "Um gerente não seguiria um funcionário em uma rede social só para verificar o que esse empregado disse aos amigos sobre o seu dia no trabalho. Só porque ele pode dizer ou pensar algo assim no mundo online, não significa que vão proceder da mesma forma na atividade offline".

Por outro lado, os funcionários precisam ser cautelosos sobre o conteúdo que eles postam nas redes sociais: "conduta online não deve diferir da conduta offline", afirmou Taylor. O estudo da ICO foi lançado para coincidir com o lançamento de uma campanha que tem como objetivo sensibilizar os jovens sobre os direitos e deveres da informação online.

Via Daily Mail

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Kelly Garcia
    2011-11-08T18:01:15

    A questão é que ninguém é perfeito,e contratar uma pessoa, julgando pelo que posta no face é uma grande hipocrisia, porque o face pode servir como desabafo, e coisas que alguém pode postar, que seria duvidoso, talvez jamais faria ou falaria no seu local de trabalho Sou da área de RH,e particularmente acho falta de ética, usar esse "recurso" como ferramenta para contratação, pois estaríamos invadindo a ''privacidade'' de um candidato. E além disso, seremos mais hipócritas ainda, pois devido a essa preocupação, as pessoas talvez não poderiam mais ser sincero nem no face. CHEGA DE HIPOCRISIA

  • Marcos Luiz
    2011-11-08T17:45:48

    so blabla blablaba chora nao coiza chamada tv quem mando ofereser progamaçao lixo e manipular as coizas agoraaaaaaaaa xupaaaaaaaaaaaaaaaa kkkkkkkkkkkkkk