Internet

22/11/2011 08h39 - Atualizado em 22/11/2011 08h39

Romance virtual: enganada, mulher pensava se relacionar com militar

Bruna Hissae
por
Para o TechTudo

Cinco meses e um prejuízo de aproximadamente R$ 3 mil. Esse foi o desfecho da relação à distância da professora californiana Denise Tarramorse, 43, com um homem que ela conheceu pela Internet. Segundo Denise, o falsário "Peter Genthe" dizia ser australiano e sargento do exército americano enviado ao Iraque.

Mãos em teclados (Foto: Divulgação)Professora é vítima de falsário na web.(Foto: Divulgação)

Em entrevista ao portal de notícias, Daily Finance, a professora contou que conheceu o "namorado" através de um site de relacionamento. Com a frequência das conversas, a professora logo se apaixonou pelo suposto soldado. Conforme foi ganhando a confiança de Denise, Genthe  gradativamente lhe pedia mais dinheiro emprestado.

Inicialmente, ele pediu U$300 (aproximadamente R$ 530) para que pudesse fazer ligações de um telefone via satélite. Depois de algum tempo, pediu mais U$ 1,4 mil (aproximadamente R$ 2.500) para sua mãe fazer uma cirurgia e comprar remédios. Denise só começou a desconfiar que pudesse estar sofrendo um golpe quando começou a conversar com o soldado e reparou que ele não possuía sotaque australiano.

Denise Tarramorse (Foto: Reprodução)A vítima do golpe (Foto: Reprodução)

Na dúvida, a professora ligou para o número do telefone via satélite e descobriu que as ligações eram feitas da Nigéria. Como não bastasse isso, descobriu que o nome Peter Genthe havia sido classificado em muitos sites como fraude.

Para Christopher Grey, chefe de relações públicas do comando de investigação criminal do exercito americano, Denise faz parte de um grupo muito grande de mulheres que são enganadas. Segundo ele, a maioria dessas ligações vem da África, onde o governo não tem como ir atrás.

Christopher relata também que algumas mulheres chegaram a perder de U$15 a U$28 mil (quase 50 mil reais). Muitas delas dizem que perceberam diferença no sotaque, mas que ignoraram o fato. Para ele, a razão é simples: “o amor é cego”.

Via Daily Finance

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Elisangela Santos
    2014-03-14T09:43:56

    Concordo com todos os comentários, mas quem quer encontrar o amor da sua vida fica realmente feliz por encontrar alguém que a faz feliz naquele momento, mas emprestar dinheiro, ou mandar dinheiro para quem você não conhece, nunca facá isto, principalmente para alguém que você conheceu pela internet. É decepção pura

  • Daniel Garcia
    2011-11-22T13:20:28

    Post perfeito pro oportunismo feminista.

  • Fabrício F
    2011-11-22T13:25:29

    Isso é que é globalização: um nigeriano, se passando por australiano, trabalhando para os americanos em território iraquiano. Tudo isso sendo divulgado como notícia de capa em um jornal brasileiro.

  • Elza Lopes
    2011-11-22T12:55:41

    Ela deve ser professora de "burrice".Pelo amor de Deus com tanta chantagem que se vê e ouve todos os dias na mídia,essa mulher ainda cai nessa!Está a perigo,mesmo virtualmente!Eu hein!

  • Fabiana Carvalho
    2011-11-22T10:34:44

    pelo amor de Deus como vc vai enviar dinheiro a quem não conhece! nem a quem eu conheço eu empresto aff ô burrice

  • Regina Silva
    2011-11-22T12:46:03

    tem muita mulheres carentes, mais a emprestar dinheiro e demais, dinheiro ele pega financiamento em qualquer banco. Eu aconselho todas as mulheres do planeta para de se enganar, para de ficar no computador, eu faço passeios para todo o Brasil, e muito melhor paquerar primeiro, depois namorar, nem casando eu empresto dinheiro!!!

  • Mayre Martins
    2011-11-22T11:16:42

    Eu acho LEGAL, pois com certeza ele diz que era mais NOVO que ela e a BABACA CAIU no papo. Essa coisa namoro virtual é uma VERDADEIRA ENGANAÇÃO, pois sei de 2 pessoas c/ 65anos e a outra de 72 anos, que se passam por garotinha de 15/22 anos. E, acham que estão abafando. E, o pior é que são um TRIBUFO, e para completar ainda colocam fotos de outras pessoas no lugar da delas. Se namorando ao vivo, já é dificil conhecer o outro imagina na internet. QUEM PROCURA ACHA!

  • Elizabete Catrasto
    2011-11-22T10:52:14

    Vai ser anta em outro lugar. Será que essa pessoa não lê? Mto me admira com tantos alertas, existir alguém ainda que cai nisso.

  • Leonardo Rezende
    2011-11-22T10:49:40

    O grupo GLOBO deveria moderar os comentários. Além das ridicularidades que temos que ler em diversas páginas, agora vem esse insuportável "Renda Agora" infestando todas as páginas de comentários...

  • Caroline Farias
    2011-11-22T11:23:12

    Essas velhas fazem de tudo por um homem...bem feito sua anta.

  • Elizabete Catrasto
    2011-11-22T11:14:00

    Muto antinha né gente....pelo amor , com tanta reportagens a respeito, ainda existe abduzida nesse assunto.

  • Douglas Fabbro
    2011-11-22T11:32:10

    Mas é tão burrinha que não soube siquer esconder a babaquice que fez.

  • Eliane Biessek
    2011-11-22T10:24:43

    O que leva a isso: Carência, burrice, carência, burrice e mais carência.

  • Adriana Alves
    2011-11-22T10:43:31

    Fico impressionada com ainda tem mulheres carentes e burras caindo nos papos destes cars

  • Assis Vieira
    2011-11-22T10:34:20

    MUITO CUIDADO, MINHA GENTE! A internet é uma janela aberta para o mundo e você não tem como evitar que o mal cheiro entre.

  • Cleber Medeiros
    2011-11-22T10:30:52

    JA DENUNCIEI VARIAS VEZES >>>>>Renda Agora>>>>>> A GLOBO NAO TEM COMO CANCELAR ESSA CONTA NAO......

  • Carlos Souza
    2011-11-22T14:47:22

    É MUITO IDIOTA MESMO, JA DEVE TER COMPRADO UM MONTE DE PRESENTE PARA ELE, CON SERTEZA ELA VAI PERDUAR ELE,. KKK

  • Aline Melo
    2011-11-22T14:29:15

    Olá, leitores. Pedimos desculpas pelo transtorno causado pelas diversas contas que atualmente fazem spam em nossas páginas. A moderação acompanha e retira do ar toda a publicidade indevida em um prazo máximo de 24 horas. Infelizmente, novas contas são criadas todos os dias e o processo de exclusão de usuários é menos ágil. Estamos trabalhando para solucionar o problema e pedimos a compreensão de vocês.

  • Leonardo Rezende
    2011-11-22T10:46:27

    É muita burrice mesmo!

  • Juliana Moura
    2011-11-22T10:22:23

    Muita "inocência" pro meu gosto, nos dias de hoje cair em um golpe desses, infelismente não estamos podendo confiar nem na nossa sombra, quanto mais nas dos outros á distancia rsrsr.

  • Sheila Domingues
    2011-11-22T10:22:44

    Recentemente quase caí em uma história dessas e posso dizer que o golpe é sempre muito bem dado. Não é burrice, garanto, é mais a incapacidade de acreditar que alguém possa mentir tão descaradamente. Os scammers - como esses bandidos são conhecidos - em 99% dos casos são nigerianos.

  • Disa Magalhaes
    2011-11-22T10:11:53

    Sinceramente eu acho muito bem feito. Por que somos alertados todos os dias desse perigo e ainda existem pessoas que se deixam enganar dessa forma. Temos que orientar nossas crianças isso é certo mais essa professora californiana ela é bem adulta para cair nesses contos de fadas...Conversar com alguém na internet sem conhecer já é ruim imagina que eu ia dá dinheiro a quem nao conheço ah vai te catar...vai trabalhar

  • Alessandro Pedro
    2011-11-22T10:15:38

    Nem parente empresto dinheiro imagina pra FDP da internet, as pessoas estão ficando cada vez mais trouxas, acreditam em frases bonitinhas de MSN, Orkut, FaceBook bora volta pra realidade, vão reza pra dormir.

  • Mário Andrade
    2011-11-22T09:38:42

    Não sei o que leva uma pessoa a isso. Professora, não é nenhuma adolescente sonhadora, ainda está caindo no conto do príncipe encantado. Como uma pessoa que conhece outra virtualmente, libera dinheiro sem nunca ter visto a mesma. Dizem que a burrice é contagiosa, lendo está matéria, começo acreditar nisso.

  • Maria Barbosa
    2011-11-22T09:49:53

    Deveria haver uma lei que obrigasse os provedores de internet a educarem seus clientes quanto aos perigos do ambiente de internet. Muitos pais mal saíram do analfabetismo e já tem filhos crianças púberes ou adolescentes navegando na internet e eles nunca foram orientados sobre como orientarem seus filhos. Os provedores ganham rios de dinheiro; eles deveriam fornecer cartilhas e/ou panfletos mensais orientando exaustivamente sobre isso. As crianças já acessam à internet nas escolas, nem sempre com monitores aos seus lados. Os idosos com patrimonio e carencias estão tão vulneráveis quanto elas.