Sistemas Operacionais

02/12/2011 11h10 - Atualizado em 02/12/2011 11h10

Mensagem polêmica em Siri levanta suspeita sobre campanha antiaborto da Apple

Filipe Garrett
por
Para o TechTudo

Ativistas norte-americanos da União Americana de Liberdades Civis (ACLU, no inglês) acusam o Siri, assistente pessoal do iPhone 4S, de tomar partido na discussão sobre a legalização do aborto. Eles usam como justificativa respostas do aplicativo a questões sobre aborto e métodos contraceptivos: o Siri se diz incapacitado de responder, encaminha o usuário para um centro de apoio à mulheres em crise na gravidez ou afirma que não foi capaz de encontrar nenhuma clínica de aborto.

Na imagem, o Siri responde a uma solicitação sobre clínica de aborto: "Desculpe, eu não posso encontrar nenhuma clínica de aborção" (Foto: Reprodução)Na imagem, o Siri responde a uma solicitação sobre clínica de aborto: "Desculpe, eu não posso encontrar nenhuma clínica de aborção" (Foto: Reprodução)

Os ativistas comparam as respostas do Siri: ao passo que não oferece retornos sobre contraceptivos e aborto, o serviço não tem dificuldades em encontrar strippers, telefones de prostitutas e farmácias onde você pode comprar medicamentos contra a impotência.

A ACLU deu início a uma petição na internet para que a Apple corrija o problema, “garantindo as pessoas respostas conforme elas precisem”. A organização ativista vai além, dizendo que clínicas de apoio à mulheres em crise na gravidez não são equivalentes à clínicas que podem realizar aborto nos países onde a prática é legalizada.

Embora a hipótese de mera falha na programação não possa ser descartada, os ativistas chamam a atenção para o fato de que o Siri embasa seus resultados em buscas do Google e outros serviços de busca – informação que é confirmada por Norman Winarsky, um dos criadores do Siri antes da plataforma ser comprada pela Apple em 2010. Como as buscas no Google e em qualquer buscador oferecem enorme quantidade de respostas sobre métodos contraceptivos e aborto, isso sugere, segundo reportagem do jornal inglês Daily Mail, que a Apple deliberadamente impôs um filtro no assistente, tornando-o “pró-vida” e anti-aborto.

Normam Winarsky declarou ao jornal norte-americano The New York Times que, em princípio, o sistema não incluía filtros deste tipo. No entender de Norman, a Apple preparou o Siri para buscar informações sobre serviços locais, como clínicas, bares e mesmo strippers. “Provavelmente a Apple não prestou muita atenção nos resultados que apareceram” e isso explicaria as discrepâncias.

A Apple ainda não se manifestou sobre as acusações sobre má fé e politização do serviço, e os ativistas da ACLU prometem lançar uma petição na internet.

Via Daily Mail

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Pablo Santos
    2011-12-04T21:06:51

    nao quer engravida usa camizinha povo bestaaaaaaaa

  • Leandro Bertoldo
    2011-12-04T10:30:43

    @Matheus Carvalho @MC Finn Qualquer sistema de busca ou de recomendações não tem o direito de julgar a sua busca, ou se recusar a pesquisar, a única funcão que ele deve ter é encontrar o que você quer. Não quero que meu celular me dê lições de moral ou se recuse a obecer minhas ordens simplesmente porque quem o programou não pensa do mesmo jeito que eu.

  • Mc Finn
    2011-12-03T01:46:51

    Matheus, vc leu a reportagem? O Siri recomenda até prostitutas nos EUA, como que não vai recomendar clínica de aborto? Se for no google vc acha tudo, até clinica de aborto nos EUA.

  • Renato Siqueira
    2011-12-02T17:17:55

    Tá faltando uma loucinha pra lavar, não tá não?

  • Filipe Garrett
    2011-12-02T16:41:02

    Mateus, em alguns lugares o aborto é legalizado e, portanto, os ativistas consideram estranho que o Siri esconda as respostas do usuário.

  • Leonardo Küster
    2011-12-02T13:46:43

    Pelo amor de Deus, o SIRI ainda está em fase BETA. Isso significa que vai melhorar ainda!

  • Matheus Carvalho
    2011-12-02T13:22:33

    Que ridiculo, se você pergunta alguma coisa referenta "o que você recomenda" ela busca lugares, obvio que ela não iria achar uma clinica de aborto. Pelo amor de Deus, que sensacionalismo