06/01/2012 08h57 - Atualizado em 06/01/2012 14h30

Garotas fazem campanha online contra o preconceito a mulheres gamers

Alexandre Silva
por
Para o TechTudo

Com o objetivo de conscientizar o público que gosta de jogos eletrônicos – em sua maioria, do sexo masculino –, um grupo de meninas gravou um vídeo e publicou no YouTube. O protesto é uma forma de lutar contra o preconceito que sofrem as meninas que jogam videogame.

Vídeo criado por garotas gamers no YoutTube (Foto: Reprodução)Vídeo criado por garotas gamers no YoutTube (Foto: Reprodução)

O vídeo tem pouco mais de 2 minutos, e mostra várias meninas que jogam gêneros diferentes, como World of Warcraft, Modern Warfare, e até mesmo games de Atari. E todas pedem para que as pessoas não as vejam como estranhas apenas porque são mulheres.

Um detalhe curioso é que o vídeo apela para a mensagem “Don’t be sexist” ("Não seja sexista"), mas o nome do canal no qual o vídeo foi publicado é SexyNerdGirlPresents. Ironias à parte, a mensagem tem percorrido a Internet e gerado certa polêmica entre gamers - homens e mulheres.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Adilson Santos
    2012-12-04T09:24:10

    Minha esposa joga Gears of war 3 na live, e tem vario amigos e de boa, ppxboxpp é nosi vem pro fifa 13.

  • Tito Ribeiro
    2012-12-03T18:05:22

    Acho muito fera quando encontro uma menina nos jogos Online, o duro é que os homens inventam char feminino para se aproveitar, então é muito dificil saber realmente quando é uma menina que esta jogando. mas eu apoio 100% acho que elas são super importantes nos jogos! parabéns as meninas que jogam e gostam de jogar.

  • Camila Mendonça
    2012-12-03T14:15:11

    Sempre gostei de jogar e nunca sofri preconceito. Eu e meu marido gostamos muito. Jogamos PES, GTA, Call of duty no xbox e gosto do The sims no PC!!!!

  • Silene Izaltino
    2012-12-03T11:04:26

    Preconceito não tem. O problema é mulecada faltando com respeito. Mas esses a gente ignora ;)

  • Ramiro Herzog
    2012-12-03T10:33:45

    Também nunca percebi preconceito. Eu particularmente, quando jogava World of Warcraft, gostava muito quando tinha mulher em Raid/Dungeon. São bastante organizadas, cuidadosas. Principalmente no Heal, é sucesso demais. haha

  • Johnny Jonathan
    2012-10-03T15:08:19

    nunca vi preconceito com mulher gamer, o que eu vejo é os cara se arrastando pra chamar a atenção delas e entrar na friendzone.

  • Erick Silva
    2012-01-08T21:17:32

    Se eu achar uma mulhergamer caso na HORA xDD!!

  • Samuel Franco
    2012-01-07T11:37:08

    não tenho preconceito nenhum quanto a mulheres gamers,minhas sobrinhas por exemplo jogam no play aqui.

  • Wallace Torres
    2012-01-06T14:29:03

    se eu achar uma dessas me caso na hora \o/

  • Sabrina Braga
    2012-01-06T12:18:55

    só é dizer que é garota que começa : shemale :p

  • José Silva
    2012-01-06T12:04:40

    Sempre rola uma piadinha do tipo ''vc é travesti''? No fundo só deve ser brincadeira.

  • Marcelo Terentin
    2012-01-06T11:29:44

    Também não entendi este manifesto, pois eu conheço várias mulheres que jogam MW3, BO e BF3 e nunca percebi qualquer tipo de descrimição de qualquer pessoa do sexo masculino. Só no meu clã tem 5 mulheres que jogam muito, kkkkkk.

  • Rei Silva
    2012-01-06T11:08:05

    Acho isso uma grande bobagem nao conheco nenhum amigo gamer que nao goste ou tenha preconceito contra garota jogar acho q elas querem mais é aparecer minha opiniao? muito futil esse manifesto...

  • Cleber Campos
    2012-01-06T10:54:30

    Estou de pleno acordo, não só de o preconceito acabar contra as mulheres que gostam de games como também preconceito contra homens que gostam de games, que são chamados de loucos, nerds, ou crianções. É apenas um meio de diversão, assim como muitos gostam de futebol, soltar pipas, e assim por diante.