Celular

02/01/2012 18h46 - Atualizado em 02/01/2012 18h46

Nova linha de relógios G-Shock da Casio se comunica com smartphones

Paulo Higa
por
Para o TechTudo

A fabricante japonesa Casio lançará uma nova linha de relógios de pulso inteligentes com capacidade para se comunicar com smartphones. A comunicação é feita pela tecnologia Bluetooth, e mostra as notificações de mensagens e chamadas no visor do relógio. A única coisa ruim é que ainda poucos celulares suportam a tecnologia.

Relógio da Casio tem Bluetooth 4.0 (Foto: Divulgação)Relógio da Casio tem Bluetooth 4.0 (Foto: Divulgação)

Parte dessa 'incompatibilidade' se dá porque a linha Casio G-Shock GB-6900 utiliza a tecnologia Bluetooth 4.0 com adaptações para consumir pouca energia - e nem todos os telefones ainda suportam esta versão do Bluetooth.

São três opções de cores estão disponíveis: preto, vermelho e branco. Além de sincronizar o horário com o smartphone, evitando que você chegue atrasado a um compromisso, o relógio oferece acesso a agenda de contatos e aos e-mails do usuário sem diminuir a autonomia da bateria de forma perceptível.

De acordo com a Casio, a bateria do relógio dura até dois anos, se utilizado durante 12 horas por dia. Como o aparelho utiliza baterias do tipo CR2032, a mesma utilizada nas placas-mãe de desktops, substituí-la é uma tarifa trivial. Além disso, o G-Shock é a prova d’água, possui iluminação traseira de LED, exibe o horário de vários locais no mundo e pesa 64g.

O GB-6900 estará disponível para venda no mercado japonês a partir do dia 18 de março, com preços a partir de 18 mil ienes (R$ 440). Entre os smartphones suportados, estão aparelhos vendidos pelas operadoras NTT DoCoMo e SoftBank. A empresa planejava lançá-lo em dezembro, mas a produção foi afetada pelas grandes enchentes na Tailândia.

Via Gizmología

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares