Internet

15/01/2012 11h12 - Atualizado em 16/01/2012 16h31

Top 11: crianças e jovens empreendedores

Jacídio Júnior
por
Da Contém Conteúdo

Ser criança, para alguns, é brincar com os amigos sem se preocupar com o tempo, comer e dormir. Porém, com as possibilidades oferecidas pela Internet, vários meninos e meninas já iniciaram seus projetos e estão faturando alto. Neste artigo, veremos alguns casos interessantes e inspiradores.

Ashley Qualls (Foto: Reprodução)Ashley Qualls (Foto: Reprodução)

11 - Começamos com Ashley Qualls. Ela pode ser considerada uma das crianças empreendedoras mais famosas da web. A menina, aos 14 anos, teve uma excelente ideia: criar layouts customizados para o MySpace. Pediu apenas US$ 8 emprestados a sua mãe para iniciar o negócio, comprou o domínio whateverlife.com e começou a criar e vender os layouts. Em apenas três anos, sua ideia já havia rendido mais de um milhão de dólares.

10 - Ben Casnocha, quando tinha 14 anos, fundou a Comcate, uma empresa de softwares com um foco diferente. O objetivo da companhia era desenvolver softwares que auxiliassem os governos locais a resolver as queixas dos cidadãos. Agora, Casnocha é o CEO da empresa e tem lucrado, em média, US$ 750 mil por ano.

09 - Com apenas 14 anos, Adam Hildreth criou uma rede social, na Inglaterra, chamada Dubit Limited. O endereço, em pouco tempo, tornou-se um dos maiores sites focados no público adolescente do Reino Unido, com valor estimado em quase US$ 4 milhões. Atualmente, o site tem como foco principal ser uma "agência online" que auxilia as marcas no desenvolvimento de estratégias para vender seus produtos para o público jovem.

Leanna Archer (Foto: Reprodução)Leanna Archer (Foto: Reprodução)

08 - Leanna Archer é a "menina dos cabelos”. Ela iniciou sua incursão nos negócios, aos oito anos, vendendo um produto para reparar cabelos, concebido por meio de uma fórmula familiar. Atualmente, aos 15 anos, a menina é a CEO da sua própria empresa - Leanna´s Inc - que, além do reparador de cabelos, vende xampus e outros tipos de produtos para as madeixas. A empresa, atualmente, possui receita estimada em mais de US$ 100 mil por ano. Leannna também foi a pessoa mais nova a tocar o sinal de abertura da bolsa de valores eletrônica, Nasdaq, em Nova Iorque.

07 - O jovem Fraser Doherty tem uma história um pouco diferente. Aos 14 anos, após ter aprendido a fazer geleias com a sua avó, o menino começou a produzir e vender o produto pela vizinhança. Depois desse primeiro passo, Doherty concebeu uma empresa chamada SuperJam, que já rendeu acima de US$ 2 milhões nos últimos dois anos e ganhou diversos prêmios de qualidade.

Farrah Gray (Foto: Reprodução)Farrah Gray (Foto: Reprodução)

06 - Farrah Gray foi uma criança com visão de adulto. Em 1994, com dez anos, uniu alguns amigos e conseguiu arrecadar US$ 12 mil para criar um grupo de investimentos. Com 12 anos, o rapaz já havia conquistado seu primeiro milhão. Daí em diante, seus lucros só cresceram. Dos 12 aos 16 anos trabalhou em diversos negócios e, em sua última empreitada, conseguiu mais de US$ 1,5 milhão em lucros. Atualmente, Gray é o CEO da Farrah Gray Publishing, palestrante e escritor.

Abbey Fleck (Foto: Reprodução)Abbey Fleck (Foto: Reprodução)

05 - A menina Abbey Fleck inventou, aos oito anos, um produto conhecido como Makin’Bacon - "Fazendo Bacon", em tradução livre. O produto é algo realmente revolucionário, já que cozinha o bacon de forma a reduzir a quantidade de gordura, sem que o sabor seja alterado.

Como era de se esperar, o negócio foi um tremendo sucesso e Abbey fatura anualmente mais de US$ 1 milhão.

04 - Juliette Brindak começou seu empreendimento online aos dez anos de idade. A ideia foi criar um site chamado Miss O and Friends, um espaço onde as meninas poderiam encontrar tudo o que precisam e trocar ideias e experiências. Aos 19 anos, Juliette tem um negócio com valor aproximado de US$ 15 milhões. Durante sua trajetória, aos 16 anos, a menina escreveu um livro, também focado no universo feminino juvenil, que alcançou excelente vendagem.

Harli Jordean (Foto: Reprodução)Harli Jordean (Foto: Reprodução)

03 - Um menino que recentemente chamou a atenção nessa seara das crianças empreendedoras é o britânico Harli Jordean. O garoto, de apenas oito anos, criou o site marbleking.co.uk, no qual vende bolinhas de gude. A empresa do mais novo CEO do mundo não divulga os lucros, mas é certo que já ultrapassou a casa das milhares de libras. O pequeno conseguiu um volume tão grande de encomendas que contratou a mãe e os dois irmãos para ajudá-lo.

Cameron Johnson (Foto: Reprodução)Cameron Johnson (Foto: Reprodução)

02 - Cameron Johnson pode ser considerado um visionário. Com apenas sete anos iniciou seu próprio negócio vendendo legumes de porta em porta. Aos nove anos, após ganhar de Natal uma impressora e um computador, deu início a outro projeto: imprimir cartões de festa, visita e convites para amigos e parentes. Logo após isso, Cameron deu sua tacada de mestre. Comprou uma coleção de ursos de pelúcia de sua irmã por US$ 100 e os vendeu, no Ebay, por US$ 1 mil.

Percebendo que esse era um bom mercado, iniciou uma carreira vendendo ursos colecionáveis e, no primeiro ano de vendas, arrecadou algo próximo a US$ 50 mil. Investiu esse dinheiro no mercado de ações e em diversos empreendimentos, chegando a faturar, ainda no ensino médio, US$ 400 mil dólares por mês.

Sean Belnick (Foto: Reprodução)Sean Belnick (Foto: Reprodução)

01 - O caso de Sean Belnick é emblemático. Em 2001, com apenas 14 anos, o menino trancou-se por três dias em seu quarto e saiu de lá com a ideia da empresa BizChair.com, uma companhia virtual especializada em venda de móveis de escritório. Para dar o pontapé inicial, Sean pegou US$ 500 emprestados com o seu padrasto, que também seria o "construtor" das encomendas, criou o site e pagou a hospedagem. Em 2010, a empresa atingiu a impressionante marca de US$ 58 milhões em vendas. E pensar que tudo isso começou no quarto de um garoto de 14 anos.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Antonia Oliveira
    2012-01-15T17:04:21

    isso que dar orgulho aos pais filhos dedicados e estudiosos! melhor do que ficar vagabudando e fumando maconha!

  • Carlos Souza
    2012-01-15T18:07:57

    Vai saber se nos dias trancado no quarto ele não teve suporte da maconha com Jobs e outros, nem sempre drogas ou alucinógenos são vilões ... Mas o resultado mostra quem são os fracos que resultam em viciados eternos....

  • Antonia Oliveira
    2012-01-15T17:06:00

    isso que dar orgulho para os pais filhos estudiosos e inteligentes!

  • Thais Shiga
    2012-01-15T15:02:47

    Essa garotada estam de parabens!!... orgulho de qualquer pais... eu bem que gostaria de ter uns desses filhos !! rss

  • Rennan Cardoso
    2012-01-15T14:41:26

    Enquanto muitos brasileiros reclamam com certeza tem um oriental estudando!