Internet

24/02/2012 08h34 - Atualizado em 24/02/2012 08h34

Após denunciar venda ilegal de bebida, repórter é perseguida no Facebook

Aline Jesus
por
Para o TechTudo

A repórter Andrew McCarren, da WUSA-TV, de Washington, Estados Unidos, foi afastada de suas funções após receber ameaças no Facebook. McCarren foi atacada após realizar uma série de reportagens sobre jovens, menores de idade, que dirigem bêbados na capital norte-americana.

Andrew McCarrenAndrew McCarren, repórter da WUSA-TV (Foto: Reprodução)

As matérias investigativas foram um sucesso de audiência, mas muitos não gostaram do que viram. Pessoas que comercializam álcool para menores e os próprios jovens, acostumados a infringir a lei, passaram a criticá-la nas redes sociais.

Além disso, a filha adolescente de McCarren passou a ser vítima de bullying na escola e até o seu endereço foi parar na rede. Entre os comentários em sua página do Facebook, mensagens como “você agora é a mulher mais odiada da região” são frequentes.

“Fiquei assustada e depois irritada. Parecia algo orquestrado. Pessoas colocaram meus dados na Internet e começaram a ameaçar a mim e a minha família. Parece que estas crianças nunca ouviram um 'não'. Eles acham que podem tudo”, disse em entrevista à rede de TV CBS.

O mais curioso é que pais das crianças que aparecem na reportagem também se posicionaram contra a jornalista e ameaçaram, inclusive, processar a emissora WUSA-TV.

Via Daily Mail

O TechTudo apoia o Brasil Sem Vírus, movimento que dissemina práticas de segurança e distribui antivírus gratuitamente. Estima-se que 80% dos brasileiros já estiveram com os computadores ameaçados por vírus e ataques de hackers. Você pode ajudar sua rede de amigos enviando uma vacina para eles. Seja voluntário!

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Júnior Almeida
    2012-02-24T10:54:24

    Aqui na empresa limitamos e monitoramos essas redes sociais, Twitter, Facebook e Msn/Orkut, alguns sites indesejáveis, emails, programas, jogos, impressão, etc. por esses excessos usando esse software: baixatudo com br/lanempresa , fica tudo registrado, inventariado e até as telas são capturadas e gravadas, antes ninguém trabalhava, era só nisso o dia inteiro...

  • Rosa Moreno
    2012-02-24T10:40:03

    A é la tambem existe perseguição?

  • Ronald Beckerig
    2012-02-24T10:02:37

    Vou pensar como ajudar essa repórter aceito sugestões.

  • Ana Mendes
    2012-02-24T11:02:50

    "O mais curioso é que pais das crianças que aparecem na reportagem também se posicionaram contra a jornalista e ameaçaram, inclusive, processar a emissora WUSA-TV."... Credo!!!