Internet

23/03/2012 08h34 - Atualizado em 23/03/2012 08h34

Empresa é criticada na web por campanha sexista e se desculpa de forma estranha

Rudolfh Bantim
por
Para o TechTudo

A Sqoot, empresa responsável pela conferência de desenvolvedores Boston Jam API, iniciou uma polêmica ao publicar os serviços oferecidos no evento. Entre as vantagens, estava o inusitado item "mulheres", que assegurava aos participantes que um staff feminino estaria à disposição para servir cervejas. Após ser acusada de sexismo, a empresa se desculpou, dizendo que não tivera a intenção de ofender e que aquilo era uma "diversão inofensiva".

críticaDescrição do evento machista criou indignação pelo Twitter (Foto: Reprodução)

O comentário gerou uma tempestade de tweets revoltados. As consequências foram quase imediatas. Alguns patrocinadores retiraram o apoio ao evento. Um deles, o Cloudmine, inclusive publicou um texto em seu blog oficial declarando que a conferência não condizia com as ideias da empresa: "Nós nos desculpamos por qualquer ofensa. Nós nunca teríamos postado algo do tipo, e não apoiamos quem o faz."

A resposta da Sqoot veio logo em seguida. "Embora nós pensássemos que este era um comentário inofensivo que fazia piada com o fato de os hackathons serem dominados por homens, algumas pessoas se sentiram ofendidas. Essa não era a nossa intenção." Apesar o pedido de desculpas, ainda há a possibilidade de que o evento, que deveria acontecer no final de março, seja cancelado.

Via Daily Dot

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Fabiano Santos
    2013-01-25T17:41:09

    Mundo chaaaaaato!!!!!!Nao se pode mais brincar com nada.Tudo e proibido.

  • Rodrigo Almeida
    2013-09-25T18:38:42

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK