Notebook

28/03/2012 19h08 - Atualizado em 28/03/2012 19h08

HP apresenta notebook com bateria de 32 horas de autonomia

Filipe Garrett
por
Para o TechTudo

A HP anunciou o lançamento de um notebook que atinge a marca de 32 horas de autonomia de energia. Trata-se do EliteBook 8460p, que atinge esse nível de autossuficiência graças às suas generosas baterias. Voltado para o mercado de notebooks e hardware corporativo, o aparelho é pesado e conta com um design simples.

A série EliteBook é voltada para o mercado corporativo (Foto: Reprodução/Tom's Hardware) (Foto: A série EliteBook é voltada para o mercado corporativo (Foto: Reprodução/Tom's Hardware))EliteBook (Foto: Reprodução/Tom's Hardware)

O apelo do notebook é custo e eficiência energética, a ponto de ignorar que seu peso, 2 kg na configuração mais simples, será ignorado pelo comprador. Para compradores domésticos, a bateria extra é vendida separadamente ao custo de US$ 149 (ou R$ 270). Mas empresas podem comprar o pacote completo.

Em todo caso, o computador é vendido com uma bateria comum de nove células (100 WHr). Esta bateria não leva o EliteBook a muito mais que duas horas de operação. O segredo para a alta autonomia do laptop está numa bateria separada, capaz de segurar a configuração do computador por mais de um dia inteiro.

Bateria do EliteBook (Foto: Reprodução)Bateria do EliteBook (Foto: Reprodução)

Em termos de configurações, o computador oferece opções de processadores Sandy Bridge (Cores i5 e i7). Quanto à memória, o consumidor pode colocar até 16 GB. As opções de armazenamento oferecem HDs de 250, 320 e 750 GB, além de SSDs de 128 ou 256 GB. Usuários mais exigentes podem incluir uma GPU dedicada da AMD, no modelo Radeon 6470M.



O preço inicial do EliteBook 8460p no mercado norte-americano é de US$ 870 (R$ 1575 no câmbio de 27/3).

Via Tom’s Hardware

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares