Tablet

23/03/2012 08h25 - Atualizado em 23/03/2012 08h25

Próxima geração do Kindle Fire já está em produção

Eduardo Moreira
por
Para o TechTudo

O tablet Kindle Fire, da Amazon, é sucesso de vendas nos mercados onde ele está presente. E ao que parece a empresa já está preparando a nova versão do dispositivo. Segundo o site Digitimes, a fabricante de chassis e componentes taiwanesa Catcher Technology recebeu uma encomenda de peças para um novo dispositivo móvel da gigante varejista norte-americana.

Visão geral do aparelho (Foto: Stella Dauer) (Foto: Visão geral do aparelho (Foto: Stella Dauer))Kindle Fire (Foto: Stella Dauer/TechTudo)

A informação vem de fontes próximas à Catcher Technology, que se recusou a fazer qualquer comentário sobre os negócios formalizados com seus parceiros. A Digitimes também apurou que a própria Catcher espera um aumento no envio de seus componentes para o ano de 2012, com o objetivo de acompanhar o crescimento do mercado de tablets previsto para este ano.

O único ponto de especulação nessas informações é se essas estimativas de aumento de vendas do mercado de tablets são analisadas pelo fornecedor apenas pelas vendas do Kindle Fire, ou se essa análise é feita para um espectro geral do mercado. A Catcher também é uma das responsáveis por fornecer componentes para a fabricação do iPad, da Apple. Por fornecer componentes para duas importantes marcas, é natural que a produção aumente.

Em relatórios recentes da Amazon, no entanto, há indicações de que a empresa já está desenvolvendo a próxima versão do Kindle Fire, inclusive com a possibilidade de lançar um produto com dimensões maiores de tela, além das 7 polegadas atuais. O produto seria fruto de uma junção de fornecedores e montadores de dispositivos: enquanto a Catcher forneceria o chassi do novo tablet, a Foxconn seria a responsável pela montagem do produto (por acaso os mesmos fornecedores da Apple).

O Kindle Fire se tornou um dos produtos mais vendidos da varejista norte-americana, e a razão disso é o seu baixo preço. Segundo um recente relatório apresentado pela IDC, o tablet da Amazon foi um dos responsáveis pelo crescimento do Android nesse mercado. Hoje, o Kindle Fire possui 16,8% de participação mundial dentre os modelos de tablets, reduzindo o domínio atual do iPad para 54,7%.

O lançamento de um modelo com tela maior e com preço igualmente competitivo pode fazer com que essa participação de mercado aumente. Resta saber que os problemas detectados no Kindle Fire original serão corrigidos, e quais as evoluções que a Amazon pode adicionar ao seu bem sucedido produto.

Via Electronista.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • José Cardoso
    2012-04-02T08:46:28

    Acho que o fato do aparelho ser montado na China não interfere em nada na qualidade do mesmo, afinal o Ipad é todo montado na empresa Foxcon que é na China. Acho que o grande problema de comprar produtos da Amazon, como o Kindle Fire é a falta de conteúdo em português, fato que deve melhorar em setembro, quando a Amazon promete entrar no mercado brasileiro.

  • Eduardo Paula
    2012-03-24T12:28:44

    Não recomendo a ninguém a compra de aparelhos da AMAZON, os Ebook Readers. Eu comprei um e em menos de um ano de uso ele simplesmente apagou e acabou com toda a minha biblioteca digital. Só recuperei o que eu havia feito o backup em pendrives ou no meu computador. Fui consultar a loja na qual fiz a compra e a garantia era de apenas três meses. Para recuperar o aparelho eu teria que gastar quase uma vez e meia o valor de um novo. Resultado: estou procurando agora um Ebook Reader de outra marca que não seja montado na China. Se você quiser correr o risco o problema é seu mas o aviso está dado!!