Sistemas Operacionais

15/03/2012 19h32 - Atualizado em 15/03/2012 19h32

Windows Phone Tango é rebatizado para 7.5 Refresh

Filipe Garrett
por
Para o TechTudo

O anunciado update do Windows Phone 7, até então conhecido como Tango, foi rebatizado pela Microsoft: agora seu nome é 7.5 Refresh. A atualização deixa a plataforma mais flexível para smartphones de baixo custo, e a alteração confirma a ideia de que o update não traz nada de novo ao sistema operacional, mas apenas adapta suas configurações para aparelhos mais modestos.

Windows Phone 7.5 Refresh terá perfil adaptado para o mercado de entrada (Foto: Reprodução)Windows Phone 7.5 Refresh será adaptado para o
mercado de entrada (Foto: Reprodução/Ubergizmo)

Como indicado, não é apenas na memória RAM que o update do sistema traz alterações. A atualização desabilitará alguns recursos, como o Live Tiles, que traz atualizações de contatos das redes sociais em tempo real, e limitar as funções multi-tarefas do sistema operacional. Além disso, o update proibirá que determinados aplicativos, como jogos mais pesados, sejam instalados no telefone.

A série de restrições indica que o Windows Phone 7.5 Refresh será destinado somente a aparelhos de baixo custo. Afinal, quem já comprou um Lumia 900 não ficará muito contente em ver o seu sistema operacional receber limitações de uma hora para outra.

Via Ubergizmo

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Guilherme Manso
    2012-03-16T14:53:30

    Para esclarecer: o update virá para todos. O que acontecerá é que o SO será capaz de reconhecer as limitações de hardware e se adaptar a isso

  • Guilherme Fernandes
    2012-03-16T09:56:20

    O ataque da Microsft ao Android se baseia em falar que o Android é pesado, para que eles sustentem essa tese eles precisam enxugar o sistema deles para que ele fique mais rápido. Estratégia interessante por parte da Microsoft, mas não sei se "piorar" um produto é a saída mais correta para se provar que seu produto é melhor.