Internet

25/04/2012 20h18 - Atualizado em 25/04/2012 20h19

Arquivos do Google Drive são só seus, garante Google

Thiago Barros
por
Para o TechTudo

Nem tudo foram flores no lançamento do Google Drive. Muitos boatos correram na Internet acusando a gigante da Internet de estar se apropriando dos arquivos enviados por usuários para o seu serviço de armazenamento na nuvem. Isso porque um trecho do texto que o usuário precisa aceitar para criar sua conta diz que a companhia “tem licença para usar, reproduzir e modificar” os documentos. Mas calma. Não é preciso se desesperar.

Google Drive (Foto: Reprodução)Google Drive, seus arquivos na nuvem do Google
(Foto: Reprodução)

A intenção do Google não é, como pode parecer para muitos, “roubar” o seu conteúdo. Pelo contrário. Como o Google Drive é um serviço para que o usuário armazene seus arquivos, os termos de responsabilidade têm que dizer que você autoriza o Google a cuidar deles. Sem que você o faça, ele não pode permitir que o usuário guarde os documentos nos servidores da companhia. A questão permite mais de uma interpretação, é verdade, mas a explicação para isso é simples.

O que acontece, de fato, é que em nenhum lugar do texto o Google diz querer assumir o controle do seu conteúdo. Ele simplesmente avisa que, se você realmente quiser utilizar o Drive, precisa permitir algumas coisas. O que é bem comum em qualquer contrato e que pode ser considerado um risco, mesmo que mínimo, na maior parte das vezes. Além disso, é sempre bom lembrar que ninguém é obrigado a hospedar seus arquivos no serviço do Google. Afinal de contas pra quem sempre utilizou os serviços da empresa, os emails, a agenda, os contatos, as músicas, já estavam na nuvem da empresa, só restava seus arquivos.

Via The Next Web

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Carlos Schneider
    2012-04-28T16:55:14

    complementando... assim ganharia a grana, sem esforço gigantesco...

  • Carlos Schneider
    2012-04-28T16:54:01

    Não faz sentido algum pensar que o Google está exercendo um esforço gigantesco para descobrir quais arquivos entre bilhões de arquivos, que nós, zé ningúens deixaremos no google drive, pode ter valor para que eles utilizem. Uma estratégia mais fácil seria cobrar 3 vezes mais como o Dropbox faz.

  • John Andreson
    2012-04-27T10:44:50

    Claro. E Papai Noel existe.