Internet

18/05/2012 13h35 - Atualizado em 18/05/2012 15h48

Como o IPO pode mudar o Facebook?

Claudia Bozza
por
Da redação

O Facebook estreou nesta sexta-feira (18/05) na bolsa de valores Nasqad. Foi a maior oferta inicial de ações (IPO) feita por uma empresa de Internet. O IPO, que abriu a US$ 42 por ação e chegou aos US$ 38 iniciais, deve gerar um valor de mercado de US$ 117,82 bilhões. A pergunta, entretanto, é: como o fato do Facebook se tornar uma empresa de capital aberto pode afetar os usuários? Confira quatro previsões sobre como o IPO pode mudar o Facebook.

facebook (Foto: facebook)IPO do Facebook (Foto: Facebook)

1. Mais anúncios. A maior parte da receita do Facebook é proveniente de anúncios. Como uma empresa de capital aberto, o Facebook irá enfrentar a pressão da imprensa e de investidores para atender a números trimestrais. A valorização do IPO vai exigir um enorme crescimento das receitas e lucros líquidos. Como o aumento de anúncios pode afetar o usuário ainda não é claro, mas, possivelmente, haverá maior comercialização das páginas de usuários no Facebook.

2. Celulares. Cerca de 50% dos usuários acessam o Facebook via celular. Além disso, com o crescimento de vendas de smartphones e tablets, mais usuários estão acessando a Internet por meio dessas tecnologias. O problema é que o Facebook não gera receita a partir de acessos via mobile. A ação do Facebook será monetizar a plataforma para mobile, e para isso, há previsões de que o Facebook irá colocar anúncios nesta plataforma.

3. Menos privacidade. Como o fato do Facebook ser uma empresa de capital aberto pode afetar a privacidade dos usuários? Com receita publicitária. O Google gera cerca de sete vezes mais receita do que o Facebook, cerca de US$ 9,52 por mês, por usuário, contra US$1,32. gerado pelo Facebook. Uma solução para o Facebook seria melhorar a plataforma de anúncios e para isso, uma estratégia possivel é usar mais os dados dos usuários.

4. Conteúdo gerado no Facebook. O Facebook conta com informações espalhadas por mais de 900 milhões de páginas. Imagine, por exemplo, o conteúdo criado pelo Facebook sobre eventos locais, alimentados e produzidos por usuários. Se isso puder ser feito sem comprometer a privacidade do usuário, o potencial é ilimitado.

Via US News Money

saiba mais
Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares