Internet

28/06/2012 06h00 - Atualizado em 28/06/2012 09h04

Google+ completa 1 ano de vida e mostra ao Facebook como se faz

Ricardo Fraga
por
Para o TechTudo

O Google+ está completando um ano de vida. Lançado no dia 28 de junho de 2011, o projeto, definido como “serviço social” pelo Google, tinha o objetivo de servir como uma camada social para integrar os diversos produtos e serviços da empresa. Conta, atualmente, com 250 milhões de usuários cadastrados e, mesmo em tão pouco tempo, conseguiu fazer com que o gigante Facebook se mexesse.

Google comemora o 1º aniversário do Google+ durante o Google I/O (Foto: Reprodução/Google)Google comemora o 1º aniversário do Google+ durante o Google I/O (Foto: Reprodução/Google)

A criação

De acordo com o Google, o Google+ nunca foi idealizado para ser uma rede social e concorrer (ou acabar) com o Orkut. Segundo a empresa, o ideal por trás do Google+ é permitir a integração entre os variados produtos e serviços da empresa em um único ambiente, oferecendo, aos usuários, um local único onde poderiam compartilhar suas experiências com familiares e amigos.

Inicialmente, o serviço contava com o Stream, uma espécie de timeline onde é exibido todo o conteúdo compartilhado pelos amigos, os Círculos, onde os usuários adicionam as pessoas que gostaria de acompanhar no serviço, os Sparks, um sistema de pesquisa interna que permitia o compartilhamento de conteúdo da web com os amigos sem a necessidade de sair do Google+, e o Hangout, um sistema de bate-papo por vídeo, som e texto com até 10 pessoas, algo inédito para a época.

Evolução

Com o passar dos meses, a empresa foi adicionando novas funcionalidades ao serviço e aprimorando as que já existiam. Além disso, o Google+ foi integrado a outros serviços do Google, o que fez com que a designação “camada social” fizesse ainda mais sentido. O serviço passou, também, por uma reformulação total de sua interface, que deixou sua aparência ainda mais leve e intuitiva.

Pouco mais de um mês após o seu lançamento, o Google+ anunciou a inclusão de jogos no serviço. Diferente do que ocorre no Facebook, onde os usuários não têm controle sobre o que veem no feed de notícias, o Google decidiu resolver este problema no G+: criou um stream separado, fazendo com que os usuários escolhessem quando visualizar toda e qualquer informação sobre os jogos no serviço social.

Google adiciona jogos ao Google+ (Foto: Reprodução/Google)Google adiciona jogos ao Google+ (Foto: Reprodução/Google)

Em seguida, a empresa tomou uma decisão delicada, mas bem acertada: remover todo e qualquer usuário que utilizasse apelidos no serviço. Por mais controversa que fosse a decisão, o propósito de manter apenas usuários reais no serviço, ficou evidente. Em decorrência desta decisão, a empresa deixou claro que os perfis não poderiam ser utilizados por empresa, pois, estas, ganhariam uma funcionalidade específica em breve. A decisão viria a afetar positivamente com a redução da utilização da ferramenta para o envio de spam.

Nos três primeiros meses de vida, o acesso ao serviço somente era permitido através de convites, mas o Google resolveu remover esta limitação e permitir que todos os usuários pudessem acessá-lo sem a necessidade de convites. Ao mesmo tempo, a empresa decidiu liberar a participação nos Hangouts a partir de dispositivos móveis rodando Android e, em seguida, iOS. Estes foram passos muito importantes no sentido de popularizar o G+. Na época, o serviço já contava com 43 milhões de usuários.

Para facilitar a vida dos usuários, o Google disponibilizou também uma ferramenta para que eles importassem suas fotos do Orkut para o Google+. O lançamento da novidade foi interpretado por muitos como um passo no sentido de acabar com a rede social da empresa.

No início de novembro, o Google deu mais um passo importante ao lançar os perfis corporativos. Com o lançamento, o Google+ começou a permitir que empresas criassem seus próprios perfis, possibilitando a criação e compartilhamento de conteúdo no Google+. Para evitar que empresas enviassem notificações de compartilhamento indesejadas aos usuários, o Google se preocupou em somente permitir este tipo de ação caso o usuário tivesse o perfil da empresa em seus círculos.

Em dezembro, a empresa modificou o volume com que as postagens dos mais variados círculos apareciam no Stream. Com a inclusão de uma barra deslizante, os usuários passaram a poder decidir se queriam ver todas as atualizações de um determinado círculo, apenas algumas, ou, até mesmo, dar um “mute” em um dos círculos. Posteriormente, tal funcionalidade foi expandida aos Jogos, que, desde então, passaram a ser exibidos no Stream principal do usuário, de acordo com a sua vontade.

Usuários do Google+ ganharam controle sobre a frequência da atualização dos círculos (Foto: Reprodução/Google)Usuários do Google+ ganharam controle sobre a frequência da atualização dos círculos (Foto: Reprodução/Google)

Restrito desde o lançamento a usuários maiores de 18 anos, no início de janeiro de 2012, o Google resolveu reduzir a idade mínima para a utilização do serviço. Tal medida ajudou a elevar o número de usuários, bem como permitiu uma maior participação dos usuários do Orkut no serviço social. Com a mudança da idade, a empresa fez algumas modificações no serviço, a fim de evitar que menores de idade tivessem acesso a conteúdos inapropriados.

No início de maio de 2012, o Google liberou, para todos os usuários, os Hangouts On Air. A funcionalidade permite que todos iniciem uma trasmissão ao vivo de qualquer bate-papo via Hangout através do YouTube. A nova opção agradou principalmente empresas e sites/blogs, que passaram a ter um contato mais próximo com seus clientes e leitores.

Ainda em maio, a empresa tomou mais uma decisão que gerou muita desconfiança quanto ao futuro do Orkut: a possibilidade de os usuários interligarem os perfis de ambos os serviços. Com a novidade, os usuários do Google+ passaram a poder compartilhar, de maneira automática, todo o conteúdo do serviço social diretamente na rede social da empresa, sem a necessidade de postar o conteúdo duas vezes.

Além disso, houve o lançamento do Google+ Local, uma integração muito interessante entre o serviço social e o antigo Google Places. Desde então, os usuários podem avaliar estabelecimentos comerciais diretamente do Google+, além de compartilharem suas opiniões com amigos do serviço social.

Google+ vs. Facebook

Desde o início, o Google+ tem demonstrado disposição para fazer frente ao Facebook. Apesar de o Google ter deixado claro que o G+ não é uma rede social, algumas de suas funcionalidades deixaram a maior rede social do mundo em uma situação delicada e a forçou a realizar algumas mudanças.

Um dos componentes do Google+ que mais se destacaram desde o início, foi o Hangout. A possibilidade de os usuários conversarem, em tempo real, com até nove amigos por vídeo, áudio e texto foi um lançamento ímpar e, até então, não disponível gratuitamente na Internet. Recentemente, como resultado de uma maior integração com o Skype, o Facebook adicionou a opção “call” para alguns usuários.

A nova opção passa a permitir a realização de chamadas de vídeo entre usuários do serviço, mas esta funcionalidade está muito longe da abrangência e dinâmica que os Hangouts dão aos usuários, principalmente com a dispobilização dos Hangouts On Air para todos. Neste segmento, o Facebook ainda tem muito o que fazer para conseguir competir com o Google+, uma vez que não conta com uma plataforma de compartilhamento de vídeos do porte do YouTube.

Além da opção de bate-papo por vídeo, o Facebook implementou as Smart Lists. Muito semelhantes aos Círculos do Google+, as listas tornaram a vida dos usuários mais simples ao facilitar e simplificar o controle de quem poderia ter acesso ao conteúdo publicado.

Uma outra mudança implementada no Facebook que, ao que tudo indica, foi “inspirada” no Google+, é o modelo de visualização das imagens. Com a novidade, os usuários ganharam uma visualização muito mais ampla, permitindo uma melhor visualização das imagens, além do posicionamento dos comentários ao lado das imagens, seguindo a mesma linha do serviço social do Google.

Uma outra modificação implementada ao Facebook recentemente e presente no Google+ desde o seu lançamento, é a possibilidade de os usuários editarem os comentários postados na rede social. Até então, os usuários eram obrigados a excluir os textos com erros para, depois, publicarem uma nova mensagem com as devidas correções. A novidade contará com uma funcionalidade interessante e ainda não presente no Google+, que é o histórico das edições feitas pelos usuários.

Outra vantagem do Google+ sobre o Facebook pode ser notada através da versão mobile. Nela, desde o começo, os usuários sempre contaram com muito mais opções de interagir com o conteúdo compartilhado, seja através do +1, da possibilidade de mencionar amigos e colegas, até a facilidade de compartilhar o conteúdo publicado pelos amigos.

Novidades

Para comemorar o primeiro aniversário do Google+, o Google anunciou, nesta quarta-feira (27), a implementação de mais uma novidade ao serviço social: o Google+ Eventos. Similar ao que já é oferecido pelo Facebook, o Google+ Eventos permite que os usuários criem eventos públicos ou privados e convidem seus amigos. Contando com imagens temáticas, o novo recurso possui uma integração nativa com o Google Agenda, o que permite que o usuário, antes de aceitar ou recusar a participação em um evento, faça uma verificação de disponibilidade de horário em sua agenda do Google.

Além do Google+ Eventos, o Google anunciou a disponibilização de uma versão do app do Google+ para tablets com Android e afirmou que, em breve, disponibilizará uma versão do aplicativo para iPad. Até então, somente usuários de smartphones de ambas as plataformas contavam com um app que permite acessar o serviço social.

Cidade fantasma

Na tarde da última quarta-feira (27), durante o evento para desenvolvedores Google I/O, a empresa divulgou novos números sobre o Google+. De acordo com o Google, o serviço conta, atualmente, com 250 milhões de usuários, 150 milhões ativos mensalmente. Apesar de o serviço já contar com mais de 25% do total de usuários do Facebook, que tem aproximadamente 900 milhões, e de ter alcançado esse patamar em apenas um ano, contra oito da rede social de Zuckerberg, as coisas podem não ser bem o que parecem.

Números do Google+ divulgados durante a Google I/O (Foto: Reprodução/Google)Números do Google+ divulgados durante a Google I/O (Foto: Reprodução/Google)

Pesquisas apontam que o tempo médio de utilização do serviço social do Google está muito longe daquele obtido pelo Facebook, apesar de não levarem em conta acessos a partir de dispositivos móveis e de computadores públicos. Além disso, tais pesquisas não consideram a utilização do Google+ a partir de outros serviços do Google através das integrações que são a alma do Google+.

Apesar dos altos investimentos feitos pelo Google no serviço, a empresa sempre faz questão de enfatizar que ele não é um concorrente do Facebook. Sendo ou não, é inegável que o Google+ ainda tem muito caminho pela frente se quiser se tornar um serviço social de relevância. Uma certeza eu tenho: ele está no caminho certo.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Marco Gomes
    2012-11-20T17:11:19

    Pra mim o Google+ é "muito à frente" do facebook ou qualquer outra rede social. O mal é que muita gente quer usar o G+ do mesmo modo que usa o FB. O FB é onde estão os amigos que tinha, o G+ é o local onde se faz novos amigos com o mesmo tipo de interesses. A nível tecnico o G+ dá 10/0 no FB.

  • Orang Ut
    2012-06-28T12:43:50

    Como todos, só mais uma moda passageira. Quem mais tempo segura é o que consegue oferecer o melhor serviço diferenciado por mais tempo. O Facebook penou para entrar no Brasil porque não oferecia o que os brasileiros queriam na época. Além disso, a queda do Orkut aqui se deu muito mais pelo excesso de besteira de seus usuários e fraquezas do sistema em relação à segurança do que pelo serviço propriamente dito. Em comparação, o Facebook é fraco e limitado.

  • Lucão
    2012-06-28T12:17:57

    Dane-se o numero de inscritos, o que importa é o numero de pessoas que realmente usa no dia a dia. E isso é muito pouco.

  • José Gonçalves
    2012-06-28T11:19:38

    Povo ignorante... Acham que vocês sabem mais a quantidade de usuário do G+, mais do que quem fez a reportagem ? Que basamento vocês tem disso ? Tem contato com o Google ? Com a revista Veja ? Eu uso os as duas redes, e para mim é bem claro a vantagem do G+... Na verdade só uso o Facebook por que a maioria das pessoas estão lá, e o G+ AINDA tem poucos usuários. Mas o Facebook é só uma modinha que logo vai passar, quem tem senso percebe logo a ampla vantagem do G+ que perde somente no números de usuários !

  • Alexandre Assis
    2012-06-28T11:10:56

    Excelente matéria como sempre Ricardo!

  • William Silva
    2012-06-28T10:41:31

    O diferencial do google plus é o fato de ele oferecer serviços que vão além de uma rede social. Um dos melhores serviços da google!

  • Marcio Martins
    2012-06-28T10:23:39

    Mais um produto que o Google cresce o olho no sucesso de uma empresa e faz uma cópia escrachada. O google+ pode até ser bom, mas é um universo mais morto que o orkut... Meu google+ tá lá abandonado a meses e ninguém aparece pra postar nada nem pedir autorização... Foi um fracasso esse 1 ano! Desses 250 milhões pode subtrair uns 20. Eu e mais 19 amigos que criamos a conta e abandonamos. Imagino que milhões de outros fizeram o mesmo só por curiosidade. To de saco cheio dos brasileiros compartilhando qualquer besteira no face tb. Por isso sucesso mesmo esse ano quem fez foi o Instagram.

  • Carlos
    2012-06-28T10:23:53

    O cara que escreveu essa reportagem é ridiculo, nada imparcial. O G+ não tem mais de 80 milhoes de users ativos, o google copiou 50% das funcionalidades do facebook e quando o facebook implementou a opcao de chamada o cara diz que é "copiar". É tão ridiculo que está opção já estava sendo testada muito antes dessa porcaria do G +, e ao contrario do que o nerd que postou essa reportagem diz o G+ não inova em nada, está apenas copiando funcionalidades de varias outras redes e servicos já existentes da propria.

  • Matheus Silva
    2012-07-08T14:09:22

    kkk tadinho do face rs. nesse ritimo o G+ vai cumprir o motivo de sua criação. derrotar o face. aff tbm o face so serve para compartilhar coisas e bater papo. o G+ para conhecer gente nova,jogar,ver novos lugares com o G+ Locais, criar eventos de uma forma diferente e ver seus amigos cara a cara com os Hangouts kkkk Face vai acabr igual ao orkut se o google continuar a melhorar o G+ desse jeito. G+ Quem tem ama quem não tem reclama kkkkkk

  • Everson Oliveira
    2012-07-05T11:46:08

    mostra ao Facebook como se faz" que titulo ceboso foi esse mlk? G+1 é um lixo... enquanto os compartilhamentos de face em variadas paginas passam dos 10k... os G+1 mal chegam a 500

  • Renato Pereira
    2012-06-29T10:36:53

    Olha... é difícil entender esse povinho hype, hi-tech, hi-society, hi-qualquer coisa, viu... Primeiro vem aqui nos comentários exibir pra quem quiser ler as qualidades superiores do G+ frente ao Fabebook, assim como já tinham feito deste sobre o Orkut, e de como são felizes usando essa rede e que as outras pessoas também seriam mais felizes se usassem essa rede no lugar da outra. Depois que o lugar começa a finalmente ficar popular, eles reclamam que "o povo" estragou a rede, que era boa quando só tinha eles. Então é pra entrar ou não, cáspita???

  • rodrigo sarri
    2012-06-29T08:13:40

    A qualidade das postagens e a forma inteligênte do Google Plus, mostra que ele realmente não é concorrente do facebook, pois do meu ponto de vista, o G+ é muito melhor do que facebook.

  • Adriano Oliveira
    2012-06-28T21:34:44

    Muito boa a matéria. Sou usuário do Google+ mas não tinha esse conhecimento sobre o serviço. Com certeza depois de ler a matéria irei usar o G+ com outra perspectiva.

  • Marcelo Souza
    2012-06-28T20:33:56

    Sabe pq o G+ não bomba? Pq o pessoal adora fofoca e isso tem de sobre no facebook... mesmo tendo diversas opções de privacidade, o pessoal está nem aí para isso...

  • Marcio Martins
    2012-06-28T15:52:45

    É por isso que o G+ nunca vai ser um FB, pq já começou errado, empurrando pra todo mundo. Desesperado. Pode fazer um serviço muito bom e criativo, mas pra bombar não tem nada melhor do que provocar primeiro o sentimento de exclusão do povo junto com o recalque. Ser humano não pode ser esnobado que fica doido! kkkk Instagram se vc for pensar é a coisa mais simples do mundo e fez sucesso pq? Pq só quem tinha iphone podia participar. Ai caiu nas mãos do android q vai desde o aparelho de 200 conto até o de 2200... Com isso vem milhões de usuários postando fotos da lage até fotos skiando nos alpes.

  • Gilmar François
    2012-06-28T14:14:38

    Excelente matéria. Parabéns. O povinho deve deixar a preguiça de lado, ler toda a matéria, pensar um pouco (difícil isso) e ver que o texto é sobre o aniversário do G+ e sua evoulução, e não uma comparação de quem tem mais ou melhores recursos e qual é melhor.

  • Rivison Silva
    2012-06-28T13:32:16

    Matéria excelente que mostra a realidade. Observo que alguns não sabem usar o G+ ainda e por isso não o consideram bom. Mas a realidade é o que foi colocado nessa matéria. Quem entende a forma como o G+ funciona termina abandonando o Facebook. Mark sabe que sua rede está ameaçada e por isso se movimenta para tentar melhorar o Facebook. Uma prova de que alguns não sabem como o G+ funciona é a afirmação feita por alguém aqui de que tem o G+ e não recebe convites de ninguém. No G+ não se envia convites. É você que tem que tomar a iniciativa de circular quem você acha interessante. Um abraço.

  • Rony Leal
    2012-06-28T13:32:02

    Tem gente que é fã mesmo do face neh!? Atacando pessoas que comentaram a favor do G+ e quem publicou a reportagem.. O G+ é bem melhor que o Facebook, o unico problema é que no G+ vc não encontra muitas pessoas conhecidas.. Muitos que comentaram não conhece o G+, acham que o Face é unico e tem que ser idolatrado e insubstituível. Não tem problema nenhum usar as duas redes,eu uso e gosto das duas mas prefiro o G+!!

  • André Gorgen
    2012-06-28T12:46:46

    Google+ é muito melhor que Facebug

  • Jean Gomes
    2012-06-28T12:31:51

    Parei de ler no título, especificamente na parte "mostra ao Facebook como se faz".... kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk é pra rir?

  • Willian Araújo
    2012-06-28T11:36:53  

    Claro! O Google praticamente obriga as pessoas a terem essa porcaria. Quando se cria uma conta no Gmail, automaticamente você está ativando esse G+. Assim fica facil.

    recentes

    populares

    • Willian Araújo
      2012-06-28T11:36:53  

      na verdade nao so é ativado ao entrar no site do g+ e colocar nome e idade

  • Lais Costa
    2012-06-28T11:14:12  

    Quanto vocês receberam do G+?

    recentes

    populares

    • Lais Costa
      2012-06-28T11:14:12  

      Lucas Steffen => PENSEI A MESMA COISA... PROPAGANDA RIDÍCULA ...

    recentes

    populares

    • Lais Costa
      2012-06-28T11:14:12  

      se fosse falando do face ai nao seria assim todos concordariam né mas a maioria nao ficou 2 horas pra conhecer o serviço em si

  • John Andreson
    2012-06-28T08:29:08  

    Quem lê o texto pensa que foi o Face que copiou o G+. O G+ copiou muito mais o Face.

    recentes

    populares

    • John Andreson
      2012-06-28T08:29:08  

      O foco do texto é o aniversário do Google+ e a sua evolução. Com o lançamento de alguns de seus recursos, o serviço social gerou um incômodo no Facebook e obrigou a rede social a mexer os seus pauzinhos. A comparação contrária se faz interessante em um post que aborde o Facebook e seus concorrentes, não o contrário. De qualquer maneira, muito obrigado pela sua opinião! :)

    recentes

    populares

    • John Andreson
      2012-06-28T08:29:08  

      A informática só existe porque alguém copiou alguém.. kkkkk Se não a idéia, o design, o conceito, o próprio produto :P

  • Graziela Rosa
    2012-06-28T11:44:11  

    Bem facil atingir estes numeros. Basta fazer um email do goggle e vc é obrigado a ter esta prcaria. tenho mais nunca acessei, bem que Zuckerberg podia criar um e-mail dentro do Facebook ai sim teríamos a verdade sobre quantos "realmente usam" o G+

    recentes

    populares

    • Graziela Rosa
      2012-06-28T11:44:11  

      Já existe serviço de e-mail no facebook.

    recentes

    populares

    • Graziela Rosa
      2012-06-28T11:44:11  

      Graziela, eu instalei o Google+ no meu celuar e gostei muito, achei super fácil de usar e com otimas ferramentas. Assim como aconteceu com todas as outras redes sociais eu acredito que o Facebook também ira enjoar um dia, mas é bom saber que teremos uma nova rede bem funcional.

  • Valter Bosso
    2012-06-28T07:45:00  

    Excelente postagem. Nada mais completo sobre o G+ e o aumento de sua popularidade e funcionalidade excelente. Parabéns a vocês e ao Google pelo prazer de participar dessa rede maravilhosa, e dos novos amigos que tenho obtido ao longo desse 1 ano.

    recentes

    populares

    • Valter Bosso
      2012-06-28T07:45:00  

      "Excelente" postagem? outro ridiculo?

    recentes

    populares

    • Valter Bosso
      2012-06-28T07:45:00  

      face já foi bom, depois que popularizou só virou spam e igual o orkut! com correntes, crentes, animais indefesos e blá blá, atualmente só usando g+, e cresceu muitooo!