Internet

03/07/2012 18h04 - Atualizado em 03/07/2012 18h47

Twitter mostra quais governos mais pediram dados dos seus usuários

Rafael Silva
por
Do Tecnoblog

O Twitter revelou o seu Relatório de Transparência, que apresenta a quantidade de pedidos de dados de usuários e de remoção de conteúdo do site, por parte das entidades governamentais. Com o crescimento constante do número de usuários, a página vem se tornando cada vez mais vigiada por essas organizações. A abertura do documento - na última segunda-feira (02/07) - foi feita para celebrar o Dia da Independência dos Estados Unidos que acontece amanhã (04/07).

Twitter (Divulgação) (Foto: Twitter (Divulgação))O Twitter liberou seu Relatório de Transparência e revelou os países que pediram informações sobre usuários  (Foto: Divulgação)

Segundo o relatório, disponível na central de ajuda do microblog, os EUA foram os que mais fizeram requisições sobre usuários ao site, totalizando 679. Os pedidos foram de envio de dados pessoais para alguma investigação (nome, endereço de e-mail ou IP) de mais de 900 usuários diferentes, sendo que desse total, 75% das requisições foram atendidas. Em segundo lugar aparece o Japão com 98 requisições e em terceiro há um empate entre Reino Unido e Canadá, com 11 requisições cada.

Sobre os pedidos de retirada devido a infração de direitos autorais, o Twitter revela que mais de 3,3 mil foram feitos e 38% foram acatados. Já em remoção de conteúdo, poucos pedidos foram feitos: seis ao todo, sendo três por requisição judicial e outros três por pedido de agências do governo - mas nenhuma dessas requisições foi acatada pelo Twitter.

A iniciativa é inspirada no relatório que o Google já faz desde o começo de 2011, em que apresenta os mesmos dados. Mas a decisão do Twitter de compartilhar essas informações foi motivada, entre outras coisas, por eles terem recebido na primeira metade deste ano mais requisições do que em todo o ano de 2011.

Via Twitter Blog

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares