Tablet

28/09/2012 12h33 - Atualizado em 28/09/2012 12h34

Samsung lança Galaxy Note 10.1 no Brasil e promete Galaxy Note 2 para outubro

Thiago Barros
por
Para o TechTudo

Na noite da última quinta-feira (27), a Samsung apresentou o Galaxy Note 10.1 no Brasil. O novo tablet da empresa sul-coreana já está à venda no país, com preço sugerido de R$ 1899. De acordo com a companhia, o produto está redefinindo a categoria de tablets com todas as suas funcionalidades.

Novo tablet Galaxy Note 10.1 foi apresentado no Brasil nesta quinta-feira (27) (Foto: Divulgação)Novo tablet Galaxy Note 10.1 foi apresentado no Brasil nesta quinta-feira (27) (Foto: Divulgação)

O Galaxy Note 10.1 vem equipado com processador quad-core de 1,4 GHz, memória RAM de 2 GB, conectividades Wi-Fi e 3G, além de display com 10,1 polegadas e resolução de alta qualidade. O tablet roda arquivos em flash, reproduz áudio em dois alto falantes, lê cartões microSD e tem funções multimídia e multitarefas.

Outro diferencial do produto é a caneta inteligente, S-Pen, que permite que o usuário não precise usar os dedos no tablet e realize até ligações. O Note 10.1 oferece ainda o Photoshop, da Adobe, e diversos conteúdos editoriais de companhias brasileiras, como a Editora Globo. Entre os benefícios estão, por exemplo, seis meses de assinatura das principais revistas do país. Totalmente de graça.

Galaxy Note 2 foi prometido para o fim de outubro (Foto: Divulgação)Galaxy Note 2 foi prometido para o fim de outubro
(Foto: Divulgação)

Anunciado em 27 de fevereiro no MWC 2012, em Barcelona, o Galaxy Note 10.1 chegou primeiro à Alemanha e aos Emirados Árabes, no início de agosto, depois foi para os EUA e agora desembarca no Brasil. E quem também está vindo para cá é o Galaxy Note II, que deve chegar às lojas nacionais no final de outubro. O sucessor do Galaxy Note foi apresentado também nesta quinta-feira e vai custar R$ 2299 no país.

Isso mostra a cada vez maior preocupação das empresas de tablets e smartphones com o Brasil. Afinal, o mercado local para estes produtos não para de crescer. Segundo o IDC Brasil, por exemplo, a previsão é de que até o fim do ano sejam vendidos 2,6 milhões de tablets. Na comparação atual, por exemplo, o Brasil vende cinco tablets para cada 11 desktops. E a tendência é de que isso só aumente.

Via Época

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Eduardo Alcântara
    2012-10-31T11:46:08

    FOMOS ENGANADOS PELA SAMSUNG. ELES NOS EMPURRARAM O "GALAXY NOTE 10.1" COMO SE ELE FOSSE O "GALAXY NOTE 2" JÁ QUE TAMBÉM LEVA O NOME "NOTE" E NÓS CAÍMOS DIREITINHO. ELES VÃO ESPERAR COMPRARMOS O 10.1 PRA DEPOIS LANÇAR O NOTE 2 VERDADEIRO, PROVAVELMENTE NO MEIO DO NATAL. AINDA BEM QUE JÁ TEM O MERCADO ALTERNATIVO.

  • Caíque Feu
    2012-09-29T11:08:27

    Tbm não compro, por mim pode Ficar na loja mesmo, prefiro trazer de Fora do que comprar aqui.

  • Fora Lei
    2012-09-28T21:49:30

    Preço totalmente abusivo, galera eu NÃO COMPRO. Esses caras são espertos querem espurrar em nós devido ao final de ano, em janeiro essas empresas estarão implorando para comprar.

  • Diego Pessoa
    2012-09-28T12:52:38  

    "Isso mostra a cada vez maior preocupação das empresas de tablets e smartphones com o Brasil" Preocupação não e sim exploração,todo ano smartphones e tablets aumentam mais de R$ 400,muito mais do que a inflação,sendo que os preços já são abusivos.Eu no Brasil não compro smartphones ou tablets por esses preços absurdos.Os tablets da Samsung e smartphones ja são fabricados no Brasil e mesmo com todos incentivos possiveis não reduzem o preço sabe porque?Nem preciso responder.....

    recentes

    populares

    • Diego Pessoa
      2012-09-28T12:52:38  

      Diego, eu particularmente não compro mais nada aqui nesse país já tem muito tempo, só a tv mesmo pq de lá de fora não posso mandar vir. Mas a partir de agora se depender de mim esses empresários corruptos e exploradores não terão nenhuma chance.