Jogos de RPG

20/11/2012 06h00 - Atualizado em 20/11/2012 06h00

Mass Effect completa cinco anos, conheça a história da saga

Felipe Vinha
por
Para o TechTudo

A série Mass Effect foi uma das “grandes descobertas” desta geração de consoles. Uma das recentes franquias que mais tiveram sucesso ao longo dos últimos anos, e não é por acaso que em 2012 comemora o aniversário de cinco anos da saga do Comandante Shepard.

Saga Mass Effect completa cinco anos (Foto: Divulgação)Saga Mass Effect completa cinco anos (Foto: Divulgação)

Produzida pelo estúdio BioWare - expert na área de RPGs - Mass Effect quebrou paradigmas com a chegada de um jogo de tiro que tinha elementos de games clássicos, não só de RPG, mas também de estratégia e com pitadas de “adventures”. Além de uma excelente jogabilidade e personagens marcantes, a saga mostrou uma boa história em um universo de pura ficção científica.

Mass Effect: O início de tudo

O primeiro Mass Effect chegou em 2007, apenas para Xbox 360 e PC, mas já mostrou a que veio logo de início. Seus belos gráficos eram apenas um aperitivo para o que os fãs poderiam aguardar durante horas e horas de jogatina pela frente. Afinal, como um bom RPG, sua história precisava ser grande – e grandiosa.

O primeiro Mass Effect foi lançado em 2007 (Foto: Divulgação)O primeiro Mass Effect foi lançado em 2007 (Foto: Divulgação)

A saga começa em 2183, após a humanidade ter descoberto um fenômeno físico e espacial que permite viajar a longas distâncias por outras galáxias. Este fenômeno foi denominado de Mass Effect e assim nasceram os Mass Relays, capazes de fazer esta ponte de passagem para naves, o que levou a humanidade a se deparar com outras raças pelo cosmo.

É neste cenário futurista que conhecemos o Comandante Shepard (que também pode ser mulher, de acordo com a escolha do jogador), um militar veterano que se depara com uma missão quase impossível: lidar com uma aparente invasão alienígena hostil, que está dizimando populações, e ainda travar uma ou outra guerra contra raças conflitantes.

No meio disso tudo são introduzidos os Reapers, grandes vilões da série, que são uma espécie muito antiga e poderosa. As criaturas são gigantescas em tamanho e lembram grandes naves. Eles são os responsáveis por limpar a galáxia de qualquer vida de tempos em tempos (milhões de anos). O problema é que ninguém acredita na real existência dos Reapers, e assim a missão de Shepard não consegue terminar muito bem.

Mass Effect 2: Quando temos uma nova equipe

O segundo jogo, também lançado para Xbox 360 e PC, fez a estreia da série no PlayStation 3, meses mais tarde. Aqui vemos o que ocorre com Shepard após descobrir sobre os Reapers e se deparar com um deles no primeiro game. Mais experiente, o Comandante é abatido logo no início do game e morre, apenas para ser reconstruído geneticamente logo depois.

Novos heróis surgiram em Mass Effect 3 (Foto: Divulgação)Novos heróis surgiram em Mass Effect 3 (Foto: Divulgação)

Quem reconstrói Shepard é uma organização sombria conhecida como Cerberus, que também reúne uma nova equipe para o herói e o envia em uma nova missão: descobrir mais sobre os Reapers e também uma forma de pará-los a qualquer custo. Ou assim nós pensamos.

Acontece que a Cerberus é mais sombria do que se imagina, e por isso seus verdadeiros ideais são sempre questionados por Shepard e pelas autoridades do universo de Mass Effect, presentes no principal local do jogo: a grandiosa Cidadela. Ainda assim, o Comandante não exita em cumprir sua nova tarefa, já que é o destino da galáxia que está em jogo.

Além dos problemas de reunir uma equipe com heróis improváveis (e conflitantes entre si), Shepard também precisa lidar com o fato de que ninguém acredita na existência dos Reapers como uma ameaça real. Um problema que é de certa forma contornado, com provas que o herói colhe ao longo do jogo, mas que só complica sua vida e prepara o terreno para a derradeira conclusão.

Mass Effect 3: O fim épico e polêmico

Se o primeiro Mass Effect quebrou paradigmas dos games de ação e RPG, o último solidifica sua existência no mundo dos games com uma conclusão emocionante e polêmica. Shepard inicia o jogo em posição crítica, sendo julgado por crimes que não cometeu, mas o drama é logo interrompido pela invasão Reaper, que finalmente começa.

Emocionante e polêmico, assim foi o final de Mass Effect 3 (Foto: Divulgação)Emocionante e polêmico, assim foi o final de Mass Effect 3 (Foto: Divulgação)

Quando os gigantescos Reapers descem dos céus em todos os planetas, ninguém mais duvida da palavra do herói e são feitas reuniões e alianças de guerra para tentar conter a invasão dos devoradores de vida. Cabe a Shepard reunir raças de todos os tipos, até mesmo inimigos, para impedir o fim do mundo.

A conclusão da saga pode ser considerada épica e cheia de emoção, mas dividiu os fãs por conta de elementos da história e também de seu final, bastante polêmico e com interpretações e possibilidades diversas. Mass Effect 3 também foi o responsável por introduzir um modo multiplayer online à série, o que não deixou muitos jogadores felizes – que achavam a funcionalidade desnecessária em um jogo do tipo.

Vale lembrar que a Electronic Arts vai relançar os três jogos no Xbox 360, PC e PS3, com o pacote Mass Effect Trilogy, contendo os três jogos e extras em uma única caixa. Com isso, o PlayStation 3 finalmente receberá o primeiro Mass Effect.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • L. Rimuru.
    2012-11-21T14:59:02

    Exitar: obter êxito/sucesso. Hesitar: vacilar; demonstrar dúvida, incerteza ou perplexidade. Só para constar.

  • Airton Souza
    2012-11-21T11:18:50

    A reclamação do Multiplayer até que eu entendi, mas acho que para as proximas gerações de Mass Effect deveria haver um modo cooperativo, mas varia como vai ser a historia do proximo jogo... :]

  • Lucas P.
    2012-11-20T13:35:36

    A série Mass Effect é realmente épica e fenomenal! História grandiosa, personagens cativantes com histórias sólidas, cada qual com suas características e peculiariedades. Quando vi o 1º pela 1ª vez, não pus muita fé, mas depois que arrisquei jogar um pouco, virei fazasso! Uma pena que o 3º deixou muito a desejar. Não que seja ruim, mas se comparado aos anteriores... O que não tira o crédito pela excelência da série!