Tablet

19/12/2012 04h49 - Atualizado em 19/12/2012 09h17

Kindle já está à venda no Brasil por R$ 299

Fabrício Vitorino
por
da Redação

O Kindle, leitor de livros digital da Amazon, foi lançado oficialmente no mercado brasileiro nesta quarta-feira, 19 de dezembro. O dispositivo chega custando R$ 299 e pode ser comprado na própria Amazon.com.br, com link para a loja virtual do Ponto Frio, ou ainda nas lojas físicas da Livraria da Vila, na cidade de São Paulo.

Amazon só com livros digitais: vai funcionar? E as mercadorias a preços baixos, quando devem chegar?

Kindle está disponível para vendas no Brasil (Foto: Reprodução)Kindle está disponível para vendas no Brasil (Foto: Reprodução)

“A Amazon está entusiasmada por trazer o Kindle por R$ 299 aos clientes brasileiros por meio da Livraria da Vila e do Pontofrio.com.br, tornando o dispositivo acessível aos leitores brasileiros”, afirma Alexandre Szapiro, vice-presidente do Kindle.  

Após longo período de suspense e negociações com editoras, a Amazon iniciou suas operações no Brasil no último dia 6 de dezembro, com a abertura de seu site em português. Inicialmente, a gigante americana do varejo colocou à venda mais de 1,4 milhão de eBooks, agora disponíveis aos consumidores brasileiros com preços em reais (R$), incluindo mais de 13 mil eBooks em português.

Amazon lança loja no Brasil (Foto: Reprodução/Ricardo Fraga) (Foto: Amazon lança loja no Brasil (Foto: Reprodução/Ricardo Fraga))Amazon lança loja no Brasil (Foto: Reprodução/Ricardo Fraga)

O Kindle

A versão do Kindle disponível no site brasileiro é a mais simples. O eReader pesa 170 gramas, menos que um livro convencional. Pequeno o suficiente para caber em um bolso, ele conta com tela e-ink de 6 polegadas, de alto contraste, que proporciona texto e imagens limpas e vivas. Diferente das telas de LCD, o Kindle é lido como papel de verdade, sem brilho intenso, até mesmo sob a luz do sol. 

O Kindle dispõe ainda de suporte para Wi-Fi, capacidade de até 1.400 EBooks, bateria com duração de até um mês, armazenamento gratuito na nuvem, amostra grátis e procura instantânea no dicionário.

Kindle, Kobo, Cool-er e Alfa: qual e-reader disponível no Brasil é o melhor para você?

Tabela comparativa Kindle x rivais (Foto: TechTudo)Tabela comparativa Kindle x rivais (Foto: TechTudo)

Diferenças entre a Amazon do Brasil e dos EUA

Ao contrário da Amazon americana, a brasileira não venderá outros tipos de produtos, ao menos por enquanto. A empresa é considerada a maior varejista dos Estados Unidos e vende todo tipo de produto, de caráter esportivo, eletrônicos, vestuário, entre outros. 

Muito conhecida pelos preços baixos, a gigante do varejo não trouxe sua principal qualidade: o valor dos livros na versão brasileira não é vantajoso em relação à Amazon americana. Mas traz benefícios aos internautas, que agora podem obter produtos em português e em reais. Confira alguns exemplos comparativos entre as duas lojas.

A versão nacional da página traz a possibilidade de transferir uma conta já existente na Amazon americana para a brasileira, mantendo os livros e aplicativos comprados. No entanto, quem optar pela transferência poderá perder a assinatura de publicações, o acesso a filmes já adquiridos e sua biblioteca de músicas. Assim, fica a questão: vale a pena fazer a transição?

Veja como comprar e-books em português na Amazon, Google Play e outros

Expectativa pela chegada da Amazon

Em novembro, a eCRM123, uma firma especializada em gestão de relacionamento com clientes, realizou um estudo que ouviu aproximadamente 130 pessoas sobre o tema. Os resultados revelaram que 84% do público aprova o desembarque da empresa norte-americana no Brasil.

Entre os entrevistados, 62% consideram “ótima” a ideia da Amazon, maior varejista virtual do mundo, operar também no Brasil. Outros 22% avaliam a iniciativa como “boa”, além de 11% não terem opinião formada e 5% terem se mostrado indiferentes. Não houve rejeição à chegada da varejista ao país entre os participantes. O relatório destaca ainda que 53% dos envolvidos afirmam conhecer o site da empresa.   

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Agnaldo Junior
    2012-12-19T14:42:37

    O da POSITIVO é melhor. Além de ser touch.

  • Gustavo Pedrinho
    2012-12-19T08:47:57

    Como sempre preços abusivos. Com esse valor você quase compra o Top na amazon gringa.

  • Gustavo Lander
    2012-12-19T15:47:31  

    Eu acho interessante e amo livros. Mas sei lá. Não tenho nada contra ler numa tela de computador ou Ink, ou o que seja. Só não compro ainda, por que pra pagar R$ 40,00 num livro virtual ou os mesmos 40,00 no livro impresso, eu SEMPRE vou preferir o impresso. e as editoras tem vendido pelo mesmo preço o virtual e o real. Sendo que é sem necessidade, já que no virtual não há custos de matéria prima, transporte, e etc, que encarecem o livro físico.

    recentes

    populares

    • Gustavo Lander
      2012-12-19T15:47:31  

      Os ebooks custam cerca de 20% menos em relação aos livros impressos. Com a vantagem de não entulhar a sua casa depois de lidos, eu considero um grande negócio. Para quem gosta de ler, em seis meses recupera o investimento, fácil...

  • Agnaldo Junior
    2012-12-19T14:48:54  

    A reportagem possui erros, um deles é o preço do positivo alfa que custa R$ 399. Para ler pdfs o positivo á um show.

    recentes

    populares

    • Agnaldo Junior
      2012-12-19T14:48:54  

      Realmente, R$ 699 foi o preço de lançamento do Positivo Alfa.Hoje você compra por R$ 399 na Saraiva.

  • Danilo Moret
    2012-12-19T08:37:33  

    Lucro Brasil sempre! O mesmo Kindle lá é USD 70, aqui é BRL 300. 100% de margem com a desculpa do imposto.

    recentes

    populares

    • Danilo Moret
      2012-12-19T08:37:33  

      Tu viu ali o preço dos concorrentes? Ele é de longe o mais barato de todos, e o melhor.

    recentes

    populares

    • Danilo Moret
      2012-12-19T08:37:33  

      Se fizesse as contas veria que não é verdade o que está falando, 70 x 2,10 = 147,00 / 147,00 x 60% = 88,2 / 147,00 + 88,2 = 235,00. Isso porque usei o imposto de importação apenas, 235,00 seria o preço de uma pessoa física importando o kindle, uma empresa paga mais impostos e funcionários, em suma tem uma diferença aí no preço de 63 reais. Bem longe de 100% de margem como você alega.

  • Fabio Rocha
    2012-12-19T08:06:39  

    Não sendo pessimista, mas acredito que o Kindle chegou um tanto tarde ao mercado. Hoje já se encontra tablets multifuncionais e de boa qualidade por menos de R$700,00 no mercado. Os tablets já ditam uma nova tendência bem a frente dos e-Readers. Você pagaria R$300,00 por uma tela de 6 polegadas monocromática apenas para leitura de livros?

    recentes

    populares

    • Fabio Rocha
      2012-12-19T08:06:39  

      O Kindle não é tablet, é ebook reader, dois produtos completamente diferentes.

    recentes

    populares

    • Fabio Rocha
      2012-12-19T08:06:39  

      Experimente ficar 2 horas seguidas olhando para um tablet, e vai sentir seu olho coçar. Experimente ficar um dia todo com um Kindle fazendo leitura, e você vai ter vontade de ler mais. Mais confortável aos olhos que o próprio papel. Sinceramente, por esse preço está de graça. Viva a leitura!!