21/01/2013 17h17 - Atualizado em 22/01/2013 11h23

Darpa desenvolve tecnologia que pode substituir o radar comum

Filipe Garrett
por
Para o TechTudo

A Darpa, Agência de Pesquisa de Projetos Avançados de Defesa norte-americana, desenvolveu um minúsculo conjunto de antenas que pode tornar o ladar (radar que emite feixes de laser ao invés de ondas de rádio) viável e competitivo para desbancar o radar que conhecemos hoje. Do tamanho da cabeça de um alfinete, a rede de antenas pode disparar feixes de laser com precisão e agilidade.

Sistema gera imagens mais precisas que o radar (Foto: Reprodução)Sistema gera imagens mais precisas que o radar (Foto: Reprodução/ExtremeTech)

Rapidez sempre foi o grande problema dos ladares. Enquanto radares conseguem direcionar ondas de rádio com rapidez e precisão em uma direção, ladares nunca tiveram a mesma praticidade. Isso comprometeu a adoção dessa tecnologia, que na comparação com o radar, gera imagens muito mais precisas e detalhadas de qualquer área ou objeto observado.

Entenda as diferenças entre radar e ladar

Radares funcionam emitindo ondas de rádio e, a partir do retorno dessas ondas quando incidem sobre algum objeto, é possível estimar suas dimensões, velocidade e direção. O problema é que esta tecnologia é limitada quando se considera os resultados que o ladar pode alcançar. Na tela de um ladar, em vez de um indistinguível ponto, o operador teria acesso a uma imagem em tempo com riqueza de detalhes.

Enquanto radares usam antenas, que podem ser direcionadas para concentrar as ondas de rádio em apenas uma direção (você já deve ter visto em filmes de ação que, sempre em uma estação de radar há uma enorme antena girando), ladares não oferecem essa possibilidade. Todos os dispositivos testados para simular uma antena de ladar ao longo dos anos eram lentos demais, imprecisos e na maioria das vezes, grandes demais.

A Darpa desenvolveu um conjunto composto por 4096 nanoantenas, que medem apenas 576 microns de largura e altura. Esse sistema pode ser montado dentro de chips de silício. A Darpa garante que já testou a tecnologia e descobriu que ela é precisa e ágil como o radar.

A descoberta tem a enorme vantagem de gerar imagens complexas, impossíveis no sistema tradicional dependente de emissões de ondas de rádio. Além de suas óbvias aplicações no campo da defesa, o ladar pode ser muito útil na medicina e até mesmo em futuras TVs com 3D holográfico, em lugar do 3D estereoscópico que pode dar dor de cabeça.

Tem alguma dúvida sobre tecnologia? Participe do Fórum do TechTudo!

Via Extreme Tech

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares