Jogos de ação

18/01/2013 18h21 - Atualizado em 10/10/2017 12h47

DmC: Devil May Cry é lançado no Brasil durante evento em São Paulo

Marcelo Costa
por
Para o TechTudo

O TechTudo compareceu ao evento de lançamento de DmC: Devil May Cry realizado nesta quinta-feira, dia 17 de janeiro, na casa noturna Hot Hot. A ação contou com a presença de representantes da Capcom do Brasil e da Ninja Theory, estúdio responsável pelo reboot da franquia.

techtudo-dmc-devilmaycry-lançamento-2 (Foto: techtudo-dmc-devilmaycry-lançamento-2)DmC: Devil May Cry foi lançado em um evento em São Paulo  (Foto: Marcelo Santos Costa)

O lançamento começou com uma apresentação do convidado especial: Rogerio Silva, designer sênior da Ninja Theory. Ele trabalhou no design de algumas fases de DmC e explicou diversos níveis da produção do jogo aos convidados presentes, focando no uso da tecnologia de captura de movimento de atores.

Após a apresentação, Silva realizou um gameplay comentado das fases que ajudou a criar. “O principal desafio foi manter o sistema de combate intacto, e ao mesmo tempo, abrir espaço para uma outra audiência”, disse o designer português.

Para ele, recriar o universo de Devil May Cry foi um grande desafio, e que mesmo após as "ameaças de morte" que a Ninja Theory recebeu por parte dos fãs que não aprovaram a mudança no visual do personagem, a equipe se manteve confiante no material que estavam produzindo. “As opiniões foram mudando após mostrarmos o primeiro trailer. Com o lançamento do jogo, tem sido espetacular acompanhar a reação da imprensa”.

techtudo-dmc-devilmaycry-lançamento-3 (Foto: techtudo-dmc-devilmaycry-lançamento-3)Rogerio Silva, designer senior de DmC: Devil May Cry (Foto: Marcelo Santos Costa)

Em DmC, Dante deixa de ser meio humano e demônio como nos jogos anteriores, e se torna um Nefilim, filho entre um anjo e demônio. Na trama, ele precisará descobrir o significado de sua origem com a ajuda de seu irmão gêmeo, Vergil. “Fizemos isso para deixar a história mais dramática, já que ele é fruto de duas raças que estão em guerra”.

Silva explica ainda que mesmo o estúdio optando por não ficar preso à história dos jogos originais, os quatro títulos da série foram muito utilizados como inspiração durante o desenvolvimento. Por isso, o jogo mantém a ação estilosa, combate fluido e o protagonista confiante que definiram a famosa série, mas com uma abordagem mais brutal e visceral.

DmC: Devil May Cry está disponível para Xbox 360 e PlayStation 3 por R$ 199,90. A versão para PC chega no dia 25 de janeiro em todo Brasil via download digital.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • LEONARDO MATIAS
    2013-01-19T03:04:16

    Baixei na psn. O jogo é bom. O único ponto negativo negativo na minha opinião fica por conta dos gráficos, ainda não joguei muito mas notei que algumas fases parecem ser mais bem feitas que outras no ponto de vista gráfico. Podiam ter caprichado mais. Mas mesmo assim acho que vale a pena comprar.

  • LEONARDO MATIAS
    2013-01-19T03:10:58  

    CORREÇÃO: Baixei na psn. O jogo é bom. O único ponto negativo na minha opinião fica por conta dos gráficos, ainda não joguei muito mas notei que algumas fases parecem ser mais bem feitas que outras no ponto de vista gráfico. Podiam ter caprichado mais. Mas mesmo assim acho que vale a pena comprar.

    recentes

    populares

    • LEONARDO MATIAS
      2013-01-19T03:10:58  

      Se o único ponto negativo for esse mesmo, tá ótimo. É muito difícil um jogo "de fases" não ter nenhuma fase que não seja "feinha" ou "menos espetacular" do que as outras. Por mais épico que o jogo seja, sempre tem aquela fase que quando a gente joga, pensamos "ah... essa fase... =("