29/01/2013 16h49 - Atualizado em 30/01/2013 09h43

Ex-Produtor de GTA diz que falta financiamento para games no Brasil

Thiago Dias
por
Da Campus Party

David Gershik, ex-produtor de séries como Grande Theft Auto e Red Dead Redemption, realizou uma palestra hoje na Campus Party, em São Paulo, a respeito do futuro da indústria de games no Brasil.

David Gershik (Foto: Thiago Dias / TechTudo)David Gershik (Foto: Thiago Dias / TechTudo)

Atualmente no comando da 1080 Partners, empresa voltada para ajudar o desenvolvimento e distribuição de games na America Latina e outros lugares do mundo, Gershik ainda vê no país um cenário dificil para o desenvolvimento dos games, mas ele tem evoluído. “A grande dificuldade hoje está no financiamento. Talento não falta no Brasil, mas falta o dinheiro para pô-lo em prática.”

Segundo o empresário, o grande desafio que ele encontra hoje na distribuição de um game de alcance mundial no Brasil é encontrar o modelo de negócios correto. “Um bom exemplo disto é The Walking Dead – The Game. Mesmo tendo se tornado um produto conhecido por conta dos prêmios que recebeu, é muito dificil viabilizar um game em episódios e de distribuição digital no Brasil. A forma que encontramos foi a mídia física, que hoje representa o grosso das vendas na America Latina”.

Outra dificuldade encontrada é a pirataria. Embora o cenário tenha melhorado, para Gershik isto ocorre mais lentamente do que deveria, e o principal culpado são os impostos. “Não é dificil entender. Quando fomos distribuir um jogo da Bethesda aqui no ano passado, uma das maiores dificuldades foi a questão da pirataria. Afinal de contas, o jogador tem acesso ao mesmo conteúdo de graça.”

Contudo, ele vê o futuro da indústria nacional de forma positiva: “As vendas no Brasil têm crescido ano a ano, e aos poucos as empresas vêm percebendo isto. Quando o cenário brasileiro mudar e se tornar mais amigável para as produtoras, a indústria deste país vai crescer muito rapidamente. E não apenas nas vendas, mas principalmente na produção de conteúdo. Seja em jogos sociais, free to play ou até msemo em grandes produções”.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Elton Marques
    2013-01-30T07:58:14

    O grande problema das vendas dos jogos no Brasil, são os impostos, ninguem quer comprar na mão da pirataria, mas como é que eu vou comprar um jogo que equivale à 15% do meu salário minimo? Grandes mentes não faltam no Brasil, falta financiamento e escola que deem suporte e estágios a nova geração de gamers.

  • Laerte Renck
    2013-01-29T18:56:43

    Eu apoio e acho bem interessante alguns jogos produzidos por brasileiros, mas temos que entender que os grandes produtores de jogos: EUA, Europa e Japão são países de primeiro mundo, tem outra questões básicas já solucionadas como educação, depois que o Brasil crescer realmente(socialmente) veremos as outras áreas crescendo também.

  • Guilherme Barbosa
    2013-01-29T17:51:15

    Thank You, captain Obvious! Here, have this rock!

  • Guilherme Duque
    2013-01-30T00:00:59  

    Por mais que não seja físico, a Steam traz uma ótima gama de preços, essa história dos impostos, é apenas ligada aos consoles, por mais que sejam a maioria. PS: Não sou PCista.

    recentes

    populares

    • Guilherme Duque
      2013-01-30T00:00:59  

      Mas ai que tá Guilherme, a grande parcela de consumidores dos jogos são dos consoles. As coisas só irão realmente melhorar por aqui quando for reduzido os impostos abusivos.

    recentes

    populares

    • Guilherme Duque
      2013-01-30T00:00:59  

      Além do mais que os consoles tem os melhores jogos da atualidade, salvo ecessões raras