Internet

20/02/2013 11h26 - Atualizado em 20/02/2013 12h34

Apple lança atualização de segurança após ataque hacker

Taysa Coelho
por
Da redação

A Apple liberou nesta quarta-feira (20) uma atualização do Java para os sistemas Mac OS, a fim de eliminar uma possível vulnerabilidade, que permitiria a instalação de malwares nos computadores de usuários. Na última terça-feira (19), a companhia admitiu que algumas de suas máquinas haviam sido atacadas por hackers devido a uma falha do plugin de internet.

21.5iMac_27iMac_34R_GrnVlly_Flower_PRINT (Foto: 21.5iMac_27iMac_34R_GrnVlly_Flower_PRINT)Apple lançou atualização que protege usuários de malwares devido a brecha no Java (Foto: Divulgação)

A atualização configura o navegador para que não rode a applet Java automaticamente, bem como a desinstala da aplicação "Java Preferences", em sistemas que não tenham a versão 9 ou superior do plugin. As applets podem ser reabilitadas manualmente, mas caso o usuário não o faça por um certo período de tempo, o software será desativado automaticamente.

Há duas versões para downloads disponíveis no página da Apple. Uma para usuários das versões Lion ou Mountain Lion do sistema operacional e outra para quem usa a edição Snow Leopard. Também é possível adquiri-las através da ferramentas da atualização de programas dos sistemas Mac OS X.

Origem do ataque

O site All Things D divulgou que a página iPhoneDevSDK pode ser a responsável pelos recentes ataques à Apple e ao Facebook. Chegou-se a esta conclusão depois que funcionários da rede social visitaram o website e tiveram suas máquinas contaminadas por códigos maliciosos injetados no HTML do iPhoneDevSDK, que se aproveitaram de uma brecha no plugin Java.

Ian Sefferman, dono e desenvolvedor da página, informou em nota que está investigando os relatos e trabalha para provar que não foi o responsável. "A segurança de nossos usuários é muito importante para nós e sem dúvida seguiremos com as investigações até termos uma resposta", afirmou.

A atual onda de ataques atingiu não apenas a rede social e a empresa da maçã, mas também órgãos do governo norte-americano e redes internas de grandes jornais, como o The New York Times. De fato, o caso mais grave parece ser o do Facebook, que admitiu existir a possibilidade de que informações de usuários tenham sido acessadas.

Via All Things D e The Telegraph

 


 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Samuel Voltolini
    2013-02-20T11:30:05

    Vou atualizar ;)