Internet

12/02/2013 20h22 - Atualizado em 12/02/2013 20h22

LinkedIn comemora 200 milhões de membros com história de brasileiro

Pedro Zambarda
por
Para o TechTudo

A rede social profissional LinkedIn chegou ao patamar de 200 milhões de usuários cadastrados, informou a própria empresa em seu blog. E o Brasil ganhou um destaque especial no post comemorativo da empresa, com uma história de sucesso sendo contada pelo próprio Deep Nishar, vice-presidente sênior de produtos do LinkedIn.

LinkedIn chegou em 200 milhões de usuários. O Brasil foi um dos responsáveis pelo crescimento da rede (Divulgação)LinkedIn chegou em 200 milhões de usuários. O Brasil foi um dos responsáveis pelo crescimento da rede (Divulgação)

A história verde-amarela contada é a de Leonardo Brant, um brasileiro que soube utilizar o LinkedIn para seus negócios. Criou a empresa Cemec, voltada para dar dicas e auxiliar criativamente os empreendedores e os profissionais na internet. Brant utiliza, na Cemec, o site do LinkedIn como uma espécie de escola virtual para aconselhar as pessoas pela internet. Ele tomou essa iniciativa depois de trabalhar com consultoria na Brant Associates por 15 anos.

Os usuários do Brasil foram responsáveis pela expansão do LinkedIn na web. Dos 200 milhões cadastrados, a maioria é dos Estados Unidos: 74 milhões. Mas o nosso país aparece em terceiro lugar, empatado com o Reino Unido, com 11 milhões de usuários brasileiros. Perdemos apenas para os americanos e para os indianos, sendo que esses últimos tem 18 milhões de pessoas na rede social. O site tem representações em cerca de 200 países e funciona em 19 línguas ao redor do globo.

O crescimento de usuários brasileiros no LinkedIn também se dá na plataforma mobile. O Brasil é o segundo site que mais se expande no site móvel, seguido por Portugal, Índia e Itália. O país só perde para China.

Os dois perfis mais seguidos do LinkedIn são o empreendedor da Virgin, Richard Bramson, e o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama. Dos 200 milhões cadastrados, a maioria dos profissionais são de Tecnologia da Informação (TI) e Serviços, com quatro milhões. Depois deles aparecem os profissionais do mercado financeiro (2,03 milhões), acadêmicos (1,95 milhão), engenheiros de software (1,65 milhão) e profissionais de telecomunicações (1,59 milhão).

E você, curte utilizar o LinkedIn para encontrar oportunidades profissionais? Confira dicas e tutoriais sobre a rede social profissional aqui, no TechTudo.

Via LinkedIn Blog

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares