Tablet

01/03/2013 10h15 - Atualizado em 01/03/2013 14h43

PadFone Infinity, o híbrido da Asus com tela Full HD, é apresentado no MWC

Rafael Jandre
por
Para o TechTudo

Apesar de não ser vendido no Brasil, o PadFone da Asus foi um dos destaques de 2012, pelo seu hardware potente e sua versatilidade. O smartphone, que tem como destaque sua capacidade de se "tranformar em um tablet", ganhou um novo modelo no MWC 2013: o PadFone Infinity. O aparelho ganha um display Full HD, conectividade 4G e um novo processador, que o tornam páreo para Sony Xperia Z, LG Optimus G Pro e Galaxy S4.

Asus Padfone Infinity é um smartphone top de linha com Android (Foto: Fabrício Vitorino/TechTudo)Asus Padfone Infinity é um smartphone top de linha com Android (Foto: Fabrício Vitorino/TechTudo)

O Asus Padfone Infinity foi exibido na última terça-feira (26), e se tornou o centro das atenções no segundo dia do evento de tecnologia. O modelo vem equipado com sistema operacional Android 4.2, e o novo processador Snapdragon 600 quad-core de 1,7 GHz que, de acordo com os testes feitos pelo site GSMArena, tornam o modelo um dos mais poderosos do mercado.

Asus Padfone Infinity é um smartphone que vira tablet (Foto: Fabrício Vitorino/TechTudo)Asus Padfone Infinity é um smartphone que vira tablet (Foto: Fabrício Vitorino/TechTudo)

O smartphone ainda traz 2 GB de memória RAM, câmera digital de 13 megapixels, Android 4.2 Jelly Bean e bateria de 2400 mAh que garante boas horas de uso sem recarga. O design do modelo também impressiona, já que ele conta com corpo desenvolvido em alumínio aeronáutico e com apenas 8,9 milímetros de espessura.

Asus Padfone Infinity tem uma tela FullHD e Android 4.2 (Foto: Fabrício Vitorino/TechTudo)Asus Padfone Infinity tem uma tela FullHD e Android 4.2 (Foto: Fabrício Vitorino/TechTudo)

O maior destaque do aparelho, no entanto, é sua expansão em forma de tablet a partir de um dock. A função também recebeu melhorias, e o acessório agora conta com um display IPS de 10 polegadas com resolução de 1920×1200, uma bateria de 5000 mAh e um novo corpo de alumínio com apenas 10,7 milímetros de espessura.

Padfone Infinity na forma de tablet (Foto: Fabrício Vitorino/TechTudo)Padfone Infinity na forma de tablet (Foto: Fabrício Vitorino/TechTudo)

Entretanto, todas estas qualidades são sentidas no preço inicial do aparelho: 999 euros (cerca de R$ 2,5 mil, em conversão direta). O Padfone Infinity será vendido em versões de 32 e 64 GB. A Asus, no entanto, ainda não informou a data de início das vendas do modelo e nem em quais países ele será vendido.

Via Phone Arena

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Carlos Eduardo
    2013-03-01T13:29:50  

    Apesar de não ser não O smartphone ainda traz ainda arruma ai xP

    recentes

    populares

    • Carlos Eduardo
      2013-03-01T13:29:50  

      Carlos Eduardo... MIL TRETAS MANO!! MIL TRETAS........

    recentes

    populares

    • Carlos Eduardo
      2013-03-01T13:29:50  

      heinnnnnnnnnnnnnnnnn?

  • Manoel Netto
    2013-03-02T10:07:55

    toda concorrência é saudável, se não fosse assim o iphone nunca teria existido e hoje ele já está sendo superado pelos androids tanto em funcionalidade como nos apps e outras facilidades, a tendência de sistemas fechados é o seu desaparecimento ou sua adaptação à concorrência

  • Elber Batista
    2013-03-02T09:53:49

    999 euros é muito caro pra competir com Iphone e samsung que já tem mercado consolidado, para marcas como ZTE e até mesmo sony, nokia e motorola entrarem na briga e ganhar mercado, precisam lançar celulares tão bons quanto da maçã e da galáxia com preços mais acessíveis, ai sim a galera pensa 2 vezes antes de comprar um cell

  • Vagner Souza
    2013-03-02T00:42:11

    em 2013 não teremos só um top.... acho q todas as fabricantes terão um.... será padrão (2 GB de memória RAM, câmera digital de 13 megapixels, Android 4.2 Jelly Bean , quad-core de 1,5 GHz a 1,8GHZ) quem ganha é o consumidor.. que não ficará refém da apple e samsung... e vai acabar a guerrinha de fan boy... todos poderão comprar um top de várias marcas não terá grande diferenças entre modelos... talvez a bateria seja um diferencial entre elas.. mas será pouca coisa

  • André Coutinho
    2013-03-01T21:54:18

    Como sempre o Techtudo apela pra uma manchete sensacionalista e enganosa pra atrair o leitor, o telefone não tá a venda em lugar nenhum, como pode estar banido em algum lugar?