01/04/2013 08h00 - Atualizado em 01/04/2013 08h00

Fotógrafa cria ambientes domésticos surreais no projeto 'The Seventh Day'

Daniel Ribeiro
por
Para o TechTudo

Em uma série chamada "The Seventh Day", a fotógrafa Australiana Magdalena Bors expõe incríveis imagens de recintos caseiros. As cenas são observadas de através da perspectiva de personagens, que “brincam de Deus” montando cenários incrivelmente belos, caóticos e surreais.

As imagens da fotografa retratam estranhos ambientes "arrumados" por personagens (Foto: Divulgação: Magdalena Bors)Homem encara pilhas de papel em foto do projeto "The Seventh Day" (Foto: Magdalena Bors)

Formada em arquitetura em 1997 pela Universidade de Queensland, Austrália, Magdalena só iniciou sua carreira artística em 2006, após o terminar um curso de fotografia na Royal Melbourne Institute of Technology. Desde então ela tem recebido prêmios de fotografia e se destacado em exposições com obras que exploram perspectivas em ambientes fechados, com imagens manipuladas de forma inteligente e bem colorida.

As pessoas das imagens "brincam de Deus" dentro de recintos, construindo atmosferas surreais com pequenos objetos caseiros (Foto: Divulgação/ Magdalena Bors)Sala caótica imita um aquário no projeto "The Seventh Day" (Foto: Magdalena Bors)

"The Seventh Day" é uma série em que Magdalena constrói em ambientes caseiros perspectivas bizarras, de forma a realizar uma conexão visual entre o homem e o mundo natural. Segundo a explicação da fotógrafa em sua página oficial, as personagens dessa série de imagens foram superadas por uma compulsão aparentemente incontrolável de criar ambientes complexos com objetos encontrados em casa. E, para passar a ideia do tempo em que as pessoas retratadas demoraram para montar esses cenários, restos de comida e pedaços descartados sempre aparecem em algum canto das cenas.

Segundo a artista ela refaz seus trabalhos várias vezes até conseguir ficar satisfeita com a perspectiva que tinha imaginado (Foto: Divulgação/ Magdalena Bors)Sala de estar cheia de folhas secas do projeto "The Seventh Day" (Foto: Magdalena Bors)

Magdalena declarou para o site "My Modern MET" que o processo de elaboração desses ambientes é intenso e repetitivo, de maneira que ela refaz tarefas várias vezes até que esteja satisfeita. Como resultado temos obras incríveis nas quais é possível visualizar atmosferas deslumbrantes e incríveis dentro de recintos fechados e bem familiares.

Via My Modern MET

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares