07/07/2013 12h11 - Atualizado em 07/07/2013 13h06

Palestra sobre ativista que se suicidou emociona Fisl: 'Era um cara comum'

Teresa Furtado
por
Para o TechTudo

"Aaron Swartz era  tímido, idealista, curioso e hilário". Assim Seth Schoen definiu o ativista on-line e um dos fundadores do Reddit, durante palestra no FISL14 (Fórum Internacional de Software Livre), realizado em Porto Alegre. Em um português carregado de sotaque, o americano passou mais de uma hora falando sobre "um cara comum que só queria que o conhecimento estivesse disponível para quem quer que fosse e lutava por estes direitos".

Schoen relata que o próprio não se achava um gênio como diziam alguns. Ele diz que o ativista acreditava que seu conhecimento era fruto do acesso à informação (sempre que tinha oportunidade estava lendo sobre os mais diversos assuntos) e também da constante dedicação à assuntos de seu interesse.

seth (Foto: seth)Seth Schoen no Fisl14 (Foto: Divulgação)

Aaron começou a trabalhar muito novo e suas ideias de liberdade e padronização na programação foram rapidamente disseminadas na comunidade do software livre, tornando-o uma referência, sendo considerado um gênio por alguns. Seu nome faz parte da história da W3C, Markdown, Creative Commons e em ativismo, como um dos responsáveis por impedir leis americanas como SOPA e PIPA de entrarem em vigor no país.

A bem da verdade é difícil definir Aaron Swartz, pois seus interesses, apesar de relacionados eram muitos: programação, liberdade de expressão, política, ativista e muitos outros. Mas isso realmente pouco importa quando percebe-se o legado deixado por ele. Na opinião de Seth, sua luta por garantir que os meios de comunicações fossem menos vigilantes e monitorados fracassou, pois atualmente são vistos todo tipo de invasão.

Seu suicídio em janeiro de 2013 caiu como uma bomba na comunidade do software livre, sendo lamentada por muitos, inclusive amigos próximos, que não sabiam de seus problemas com a Justiça, que além de o impedirem de frequentar seus locais favoritos, os campus das universidades, o incriminaram judicialmente, fazendo com que ele chegasse a ser preso em 2011.

Emocionado, Seth destaca que o maior ensinamento deixado por Aaron é que devemos fazer as coisas importantes como defender o direito à liberdade de expressão  e engajar-se na luta do software livre, e não delegar aos outros. Ele também ressalta que mesmo que não se saiba programar ou fazer algo relacionado, sempre há tempo para aprender e colaborar.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Ricardoribeiro
    2013-07-07T23:44:11

    após essa materia vai ter gente "se suicidando".

  • Odnam Relid
    2013-07-07T23:07:07

    bem que ele poderia ter levado junto algum politico aqui do brasil.nos livraria de um safado.

  • Lucci
    2013-07-07T22:44:00

    Cruzes...fiquei sem entender nada da matéria...como pode...

  • Malu Reis
    2013-07-07T21:57:28

    Lendo os comentários da Alba me dá a sensação de que ou ela fumou unzim, ou ela é estrangeira, inventou esse nome e fez uma tradução no Google de tudo o que queria dizer, porque nada, mas nada mesmo do que ela postou faz sentido. Uaaauuu!

  • Clerio Oliveira
    2013-07-07T20:59:34

    Essa tal de Alba fumou algum basiado estragado

  • Lucas Rodrigues
    2013-07-07T19:58:50

    "O consumo de drogas está atingindo níveis alarmantes em todo o mundo..." Kkkkk a mina lá embaixo ta viajando full

  • Vingador Careca
    2013-07-07T19:37:59

    Alguém, por caridade, dê uns três tapas na cara da Alba para ver se ela volta. Ela está fora de si.

  • Gelson Costa
    2013-07-07T19:16:32

    Alba,realmente o Brasil não é o seu país.Pelo menos é o que se percebe no seu texto.Para uma estrangeira,até que você escreve bem o português!!!É claro que você não é brasileira....nem o seu editor de texto!!

  • Alba Souza
    2013-07-07T18:44:22

    quantos mais os americanos tornam as coisas dificeis,os brasileiros sempre terão e acharão solução,será impossivel dete-los,é impossivel,aquela loucura de expressão,amedrotrata,é como PASTEUR,vencido.

  • Pibbi Silva
    2013-07-07T20:36:53

    Alba.... ou você esta fumando muita coisa proibida, ou precisa procurar um medico seu caso é loucura das feias

  • Alba Souza
    2013-07-07T18:42:03

    A VERDADEIRA GUERRA,A QUAL GUERRA NÃO EXISTE,EXISTE DOMINIO,É AQUELA QUE VOCE MANTEM O INIMIGO,LONGE OU PERTO,MAIS VIVO.

  • Alba Souza
    2013-07-07T18:39:46

    na verdade os americanos estão atrás de uma unica coisa,e vão encontrar,mais no entanto é preciso cruzar um caminho longo,dificilimo,e levara alguns anos,mais encontra, ENERGIA,ENERGIA,ENERGIA,E DEPOIS OS EXTRA PORQUE EXISTE E ELES SABEM ONDE ESTÃO,ELES ESTÃO COM A FOLHA,O MAPA ENCONTRADO NA SIRIA,ALI É O INICIO DE TUDO...

  • Alba Souza
    2013-07-07T18:37:19

    Agora se voce se apagou voce sabia aonde voce poderia chegar,e chegando lá precisaria demais,eu tambem,vasculho céu,terra e mar,e presto atençao em tudo que está no meu alcance e quando não está eu vou me aproximando...

  • Diego Villela
    2013-07-07T22:00:39

    "Se suicidou"... Affff... Desisto. Por mais que expliquem que não existe "se suicidou", continuam a usar.

  • Valter Filho
    2013-07-07T19:48:36  

    Alô editores do texto acima. O cidadão não "se suicidou". O cidadão suicidou. Ninguém pode suicidar outra pessoa. O verbo é pessoal.

    recentes

    populares

    • Valter Filho
      2013-07-07T19:48:36  

      Aeria Gloris Errou. O prefixo "SUI" é reflexivo. Ele faz o papel do pronome reflexivo "se". Para se usar o "se", tem que retirar o prefixo e usar apenas o "cidar", que significa "exterminar" (lembra do inseticida, do pesticida...?). Opções: "Ativista de cidou", "Ativista suicidou", "Ativista cometeu suicídio". A primeira opção é a pior, visto o desuso e estranheza do verbo cidar, que é o chamado verbo forçado.

    recentes

    populares

    • Valter Filho
      2013-07-07T19:48:36  

      Diego Villela Não errei não. Lamento, mas o equivocado é você. "Se suicidar" pode até ser redundante, mas é uma redundância que simplesmente foi incorporada à lingua. Consagrou-se pelo uso e hoje é aceita perfeitamente. Faça uma busca rápida no Google e você encontrará diversos textos que confirmam o que estou dizendo. Resumindo, a norma culta dita que suicidar é verbo pronominal e exige o uso de "-se", ou seja, se você não usa porque está se achando redundante, o errado é você.

  • Alba Souza
    2013-07-07T18:35:52  

    Não,Não,Não,Não vem que as portas estão lacradas,se voce inventou aquele OCULINHO,de plastico,e tal,que eu via francesinha fazer suas esibições,o dela NAO É O MESMO QUE SERA VENDIDO.EU PRECISO PASSAR MENSAGENS RAPIDA PARA O BRASIL,SERIA HIPOCRITA,SE EU OUSASSE DIZER,MEU PAIS,PQ NÃO É

    recentes

    populares

    • Alba Souza
      2013-07-07T18:35:52  

      Acho que nem se eu comer muito cocô eu vou conseguir entender o que essa zebra quis dizer.

    recentes

    populares

    • Alba Souza
      2013-07-07T18:35:52  

      maldita herança de Malkav...