Caixas de som

15/07/2013 15h16 - Atualizado em 15/07/2013 16h05

Mais de 300 clones e recordes de vendas; veja as curiosidades dos 30 anos de NES

Cido Coelho
por
Para o TechTudo

Há exatamente 30 anos, a Nintendo lançava seu primeiro console 8 bits. O  Nintendo Entertainment System (NES) ou Family Computer (Famicom) foi responsável por revitalizar um setor quase falido. O console é um dos mais bem vendidos e sucedidos da história, dominou a sua geração e criou uma legião de fãs. Para comemorar os 30 anos do Nintendinho 8 bits o TechTudo reuniu as 10 curiosidades por trás do console.

10. NES ou Famicom?

nesfamicom620NES era chamado de Famicom no Japão (Foto: Divulgação)

Na verdade os dois nomes estão certos. Porém, o Famicom veio primeiro. A Nintendo lançou o console Nintendo Family Computer, no Japão, em 15 de julho de 1983. O nome Famicom foi dado pela mulher de Masayuki Uemura, o criador do NES. Apesar de funcionar com cartuchos e ter um processador Ricoh 2A03 8-bit, ele foi  criado com uma aparência de brinquedo e nas cores vermelho e branca — sugeridas pelo presidente da Nintendo. O nome Nintendo Entertainment System (NES) veio com a entrada no mercado norte-americano, em outubro de 1985. O console foi todo redesenhado, ganhando uma aparência robusta e mais moderna para a sua época.

9. Recall da Nintendo

famicom620aFamicon teve bug e Nintendo precisou realizar recall (Foto: Divulgação)

No primeiro ano, o Famicom teve problemas devido a erros de programação e a Nintendo fez um recall dos consoles e parou a produção. Porém, com os problemas corrigidos, em 1984, o Famicom tornou-se o console mais vendido do Japão, com 2,5 milhões de unidades vendidas naquele ano.

8. Nintendo e Atari: uma parceria que podia ter dado certo

advancednintendoatari1Nintendo sugeriu parceria à Atari antes de entrar no mercado dos EUA (Foto: Divulgação)

Antes de entrar no mercado norte-americano, a Nintendo tentou negociar uma parceria com a Atari. O  console teria o nome de Nintendo Enhanced Video System, porém a empresa norte-americana de games preferiu priorizar o seu próprio console de 8-bit e deixou o NES de lado. Então, a Nintendo resolveu encarar o mercado sozinha e o NES vendeu logo de cara 50 mil unidades, tornando-se líder dos mercados japonês e americano durante 10 anos.

7. Salvador da indústria

nes620aO NES revitalizou a indústria dos EUA (Foto: Divulgação)

O NES/Famicom foi considerado o grande salvador da indústria de videogames norteamericana. Em 1983, o setor nos Estados Unidos enfrentou uma verdadeira crise de vendas, desencadeada pela baixa qualidade da segunda geração de consoles e jogos. A chegada da Nintendo aos Estados Unidos reverteu estes resultados negativos e, em 1987, a empresa japonesa revitalizou a indústria de games, dominando a terceira geração de consoles.

6.  O ‘bloqueio regional’ da Nintendo

cartuchos60e72pinosadaptadorCartuchos norteamericanos eram diferentes dos japoneses (Foto: Divulgação)

Na tentativa de criar reserva de mercado por região, o NES foi criado nos Estados Unidos com um cartucho de 72 pinos, maior e mais largo que o modelo japonês. Isso para que os americanos não comprem fitas importadas do Japão. No entanto, não demorou muito e a pirataria inventou adaptadores de cartuchos para burlar o bloqueio da Nintendo.

5. Famicom Disk System (FDS)

nesfamicom620FDSFamicon Disk System rodava jogos do NES em disquetes (Foto: Divulgação)

A Nintendo buscou uma solução para não afastar os compradores que achavam os cartuchos muito caros (¥6000 ou cerca de US$ 50). A empresa criou um sistema de disquete para o console 8 bits, o Famicom Disk System, que era vendido apenas em terras japonesas. Ele permitia o uso de disquetes com 128 kilobytes (kb) que a própria Nintendo vendia com um preço 50% menor em relação ao cartucho. A principio a estratégia deu certo, pois os japoneses se encantaram com o jogo The Hyrule Fantasy – Zelda No Densetsu, o primeiro da série The Legend of Zelda.

Entretanto, após diversos títulos de baixa qualidade, o Famicom Disk System parou de ser produzido em 1987. Foram mais de 2 milhões de unidades vendidas e parte de sua biblioteca de jogos em disco convertidas para o cartucho de NES/Famicom.

4. Third-parties foram essenciais para o sucesso do NES/Famicom

megaman2Megaman foi uma das franquias que nasceu no NES (Foto: Divulgação)

Além das séries próprias bem sucedidas, como Super Mario, Donkey Kong e Zelda, desenvolvidos por Shigeru Miyamoto, as vendas da Nintendo foram alavancadas devido a liberdade que a fabricante japonesa deu às produtoras de jogos. Muitas séries nasceram no console, como Mega Man (Capcom), Final Fantasy (Square Enix), Contra (Konami) e Castlevania (Konami).

3. Oitavo console mais vendido do mundo

O Nintendo Entertaiment System está na 8º colocação entre os consoles mais vendidos da história do setor. Só perde para o Nintendo DS, PlayStation 2, Game Boy, PlayStation, Wii, Game Boy Advance e PlayStation Portable. O Nintendo vendeu mais de 60 milhões de unidades.

2. Nintendo e a multiplicação dos clones no Brasil

phantonsys2Phantom System foi uma dos mais de 300 clones do NES (Foto: Divulgação)

Com a economia fechada, após o período da ditadura militar, os gamers brasileiros puderam perceber a proliferação de vários modelos de consoles que nunca foram licenciados pela empresa japonesa. Mais de dez modelos foram fabricados pela industria nacional, como Dynavision (Dynacom), Turbo Game (CCE), Phanton System (Gradiente),  Hi-Top Game (Milmar), Bitsystem (Dismac), Pro System (Chips do Brasil) e outros derivados. No mundo já foram catalogados mais de 300 modelos derivados do NES.

1. Pai do NES

Masayuki Uemura, pai do NES (Foto: kotaku.com.au)Masayuki Uemura, pai do NES (Foto: kotaku.com.au)

O pai do Nintendo Entertainment System é Masayuki Uemura, nascido em 20 de junho de 1943 e atualmente com 70 anos. Ele estudou na faculdade industrial, na Sharp Corporation e logo em seguida foi contratado pela empresa.

O presidente da empresa na época, Hiroshi Yamauchi, não deixou Uemura desenvolver um console de 16-bit e priorizou a elaboração de um videogame mais barato, rentável e menos complicado possível. Uemura virou o chefe da equipe responsável pelo desenvolvimento do hardware do NES/Famicom, do Famicom Disk System e da pistola Nes Zapper. Ele também é conhecido por projetar o sucessor do NES/Famicom, o Super Nintendo Entertainment System/Super Famicom.

Assista uma propaganda da Nintendo de 1985:


Você acha que o Wii U pode ser considerado da "próxima geração"? Comente no nosso fórum!

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Andre Araujo
    2014-01-27T12:25:42

    o topico 4, está errado. a nintendo nao deu essa liberdade toda as thirds, muito pelo contrario, controlava tudo com punhos de ferro, já q o NES mandava e dominava o mercado de games. melhorou bem, mas mesmo assim até hoje a nintendo tem uma politica ditadora com relaçao as thirds.

  • Gustavo Moreira
    2013-07-26T17:38:29

    Agora soma as vendas do Nes com os famiclones = console mais vendido da história.

  • Leandro Oliveira
    2013-07-16T17:22:52

    Melhor época da minha e de muitas vidas, aonde era legal juntar os amigos para jogar...

  • Gabriel Almeida
    2013-07-16T10:30:04

    Ê infância maravilhosa!

  • Everton Besson
    2013-07-15T21:08:52

    Caiu uma lágrima aqui, bons tempos...

  • Alexandro Lima
    2013-07-15T17:46:29

    Saudades desse Tempo, a alegria de descobrir que mais alguem tinha um nintendinho, e poder trocar os cartuchos com ele,srrsrssrsrsr

  • Luís Oliveira
    2013-07-15T15:30:41

    (veja se você consegue a foto por agência de notícia, por favor!) hahahahaha mensagem pro estagiario?