Ferramentas de sistema

20/07/2013 06h00 - Atualizado em 20/07/2013 06h00

Nova versão do Wine pode ‘fingir’ que é o Windows 8

Edivaldo Brito
por
Para o TechTudo

A equipe de desenvolvimento do Wine anunciou nessa sexta-feira (19) o lançamento oficial da versão estável do famoso emulador de Windows, o Wine 1.6. Entre melhorias e novidades, o programa traz mais de 10 mil modificações, e a que mais se destaca, é a possibilidade dele ser configurado para “fingir” que é o Windows 8.

Lançado Wine 1.6 com diversas novidades (Foto: reprodução/WebUpd8)Lançado Wine 1.6 com diversas novidades (Foto: reprodução/WebUpd8)

Com a chegada dessa nova característica, o Wine passa a suportar a maioria das versões do Windows. Com isso, aumenta a quantidade de aplicações desse sistema que podem ser executadas fora dos sistemas operacionais da Microsoft. Isso irá ajudar ainda mais os usuários de outros sistemas que precisam de algum programa feito para o Windows, mas que por algum motivo não tem o sistema por perto.

A nova versão traz também suporte completo para a transparência de janelas, um novo driver de Mac, suporte a compilações do Wine para a plataforma ARM64 e suporte preliminar para a compilação do Wine para o Android usando o Android NDK. Agora as conexões HTTPS usam GnuTLS (ou Secure Transport no Mac OS X) e o  OpenSSL não é mais usado;

Na área de suporte a multimídia, os desenvolvedores aumentaram o número de dispositivos compatíveis, além de implementarem o processamento de vídeo do padrão VMR-9. Também foram feitas melhorias para várias partes das implementações D3DX9 e Direct3D 10, e acrescentaram um applet de joystick no painel de controle, para permitir a configuração de joysticks e testar seu comportamento.

Nessa versão quando for executar uma aplicação DOS, será chamado o DOSBox primeiro. O suporte do Wine ao DOS só será usado apenas como uma última opção, em situações onde o DOSBox não puder ser localizado, e será removido em uma versão futura.

Junto com essa versão, chega um novo novo pacote Mono que ajudará no suporte a aplicativos .NET. O Mono vem empacotado como um arquivo .MSI, e sua instalação pode ser gerenciada a partir do painel de controle na opção “Add/Remove Programs” (Adicionar / Remover Programas). Nos casos onde o Mono ainda não está bom o suficiente, o runtime do Microsoft .NET 4.0 agora poderá ser instalado.

Conheça o Wine

Para quem não conhece, o Wine é um programa que tem como objetivo a implementação da API do Microsoft Windows, para poder enganar as aplicações desse sistema. Por usar essa estratégia, ele permite a execução de aplicações desenvolvidas para ambientes Windows nativamente em outros sistemas operacionais, como o Linux e o Mac.

Via WebUpd8

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Sandro Sans
    2013-07-23T23:52:22

    A Microsoft teima em não evoluir. Quando uma coisa não da certo, o melhor seria apagar tudo e fazer denovo e não criar mil e um remendos. A Microsoft gosta de inventar soluções para problemas que ela mesma criou. Dai os pobres coitados desenvolvedores do Wine tem que ficar se batendo para desvendar os códigos malucos do Windows 8.

  • Carlos Lopes
    2013-07-22T13:34:30

    Boa matéria, a ultima vez que tentei instalar o Wine no Ubuntu vários programas não rodaram, então quem sabe agora funcione.

  • Rodrigo
    2013-07-20T15:19:50

    Techtudo está sabendo bem. Wine não é emulador, e sim interpretador de binários Windows, há uma grande diferença. O próprio nome do produto já diz isso "Wine Is Not an Emulator (WINE)"