Internet

31/10/2013 15h23 - Atualizado em 31/10/2013 15h23

Android 4.4 deve resolver problemas de desempenho em smartphones baratos

Felipe Demartini
por
Para o TechTudo

O Android 4.4 KitKat pode otimizar o funcionamento de smartphones mais antigos. A informação vem do jornalista Amir Efrati, que teve acesso a um documento confidencial do Google enviado a fabricantes de celulares. Segundo ele, a nova versão do sistema operacional deve contar com ferramentas para fazer melhor uso de processadores mais fracos e celulares com pouca memória disponível para o sistema operacional.

Quais serão os nomes dos próximos Androids? Opine no Fórum

KitKat pode focar nos wearables e smartphones menos potentes (Foto: Divulgação)KitKat pode focar nos wearables e smartphones menos potentes (Foto: Divulgação/Google)

São boas novas para os donos de aparelhos Android de entrada, acostumados a contar com versões mais antigas em seus celulares, enquanto observam os aparelhos de top de linha recebendo toda a atenção. As ferramentas de otimização de memória estariam disponíveis inclusive para os desenvolvedores, que poderiam usá-las para melhorar o desempenho de seus aplicativos em boa parte dos aparelhos disponíveis no mercado.

Segundo dados oficiais do Google, cerca de 66% dos aparelhos com Android ainda funcionam com a versão 2.3 Gingerbread do sistema. Com a nova atualização, a ideia seria reduzir a fragmentação da base instalada, uma vez que o KitKat não apenas seria funcional em aparelhos mais antigos, como teria a capacidade de atualizar sistemas que ainda rodam versões já obsoletas.

Os rumores são fortalecidos pela aquisição recente da FlexyCore, uma empresa especializada em melhorar a performance do Android em celulares menos potentes. O Google adquiriu a companhia por US$ 23 milhões, em um negócio anunciado em 22 de outubro, e tudo indica que a tecnologia deve aparecer em breve no KitKat.

Novidades para o pulso

Outro suposto foco da nova edição do sistema operacional seriam os wearables, como os relógios que funcionam como extensões dos smartphones. Sistemas inéditos, como sensores de rotação e contadores de passos, também seriam aplicados ao KitKat, de forma a preparar o Android para uma possível popularização desse tipo de equipamento. O Google Glass também teria aplicações possíveis nesse sentido, assim como os aplicativos voltados para perda de peso e exercícios.

A expectativa é que a nova versão do Android seja liberada no início de novembro, em conjunto com o anúncio do Nexus 5, o novo smartphone do Google.

Via Jessica Lessin

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Rafael Cruzeiro
    2013-10-31T19:02:39  

    Rá! Quero ver os celulares com 2.3 atualizando pro 4.4..

    recentes

    populares

    • Rafael Cruzeiro
      2013-10-31T19:02:39  

      duas letras: CM

  • David Ávila
    2013-10-31T19:25:00

    Agora é só esperar a "boa vontade" da Samsung e a "boa vontade" da Vivo para atualizarem o meu Samsung Galaxy Fame que foi lançado ainda neste ano. Acho que é uma grande "jogada" da Google, pois, a maioria dos usuários que têm a versão 2.3.6 do Android não precisarão rootear e trocar de ROM para terem uma versão mais recente.

  • José Gonçalves
    2013-10-31T16:54:18  

    Isso é ótimo, mas do que adianta? Se a maioria das empresas desses Smartphones antigos já desistiram de atualiza-los e a maioria desse usuários não sabe como proceder todos aqueles passos técnicos para troca da room. O próprio Google deveria ter uma ferramenta para que essa atualização fosse feita! Estão achando que essa maior parcela de usuários do Android antigo, são desenvolvedores é? Me polpem!

    recentes

    populares

    • José Gonçalves
      2013-10-31T16:54:18  

      Cyanogem :)

    recentes

    populares

    • José Gonçalves
      2013-10-31T16:54:18  

      Na verdade a culpa não é do Google, mas sim das operadoras e fabricantes que não querem investir tempo e MUITO MENOS capital com aparelhos que já deram muito lucro, mas não estão mais no mercado. Como disse a matéria, toda a atenção é voltada para os TOPs e que se danem os de baixo/médio custo.

  • Derick Lima
    2013-10-31T17:13:41

    hum sera que vai ter essa atualização para o galaxy s2 ??

  • Wellington Souza
    2013-10-31T16:37:50

    Imagina isso em celulares potentes?