Fabricantes

06/11/2013 13h28 - Atualizado em 06/11/2013 13h29

AMD discute mercado de APUs e apresenta novas placas Radeon no Brasil

André Fogaça
por
Para o TechTudo

A AMD apresentou alguns detalhes de próximas versões de chips que contam com processador e placa gráfica em um só local (conhecidas como APUs). Além da economia energética e de espaço, o processadores das séries “A” trarão a arquitetura HSA. A companhia aproveitou para apresentar as novas placas gráficas que foram lançadas em setembro no mercado internacional.

amd1AMD fala sobre os novos processadores da série A e apresenta as placas gráficas top de linha no Brasil: Radeon R7 e R9 (Foto: TechTudo/André Fogaça)

A ideia por trás do HSA é de entregar de melhor forma o desempenho da união entre GPU e CPU, graças ao compartilhamento de memória RAM. Atualmente as APUs, nome que a AMD dá para a junção entre GPU e CPU compartilham a memória RAM, mas de uma forma que dentro do chip, ainda há divisão entre cada uso. O HSA elimina esta barreira e permite um desempenho bastante superior de todo o sistema, pois o processamento de dados não precisa ser copiado para a memória da GPU para continuar o trabalho.

“Há uma tendência para que mais arquiteturas híbridas apareçam no mercado, em mais aparelhos (…) e é por isso que estamos otimizando as coisas [a união entre a CPU e GPU] para criar um balanço que fará a diferença nos próximos lançamentos. Aplicações hoje, que não são de imagens, como antivírus por exemplo, conseguem reconhecer e otimizar o processamento na GPU”, comentou Roger Melo, diretor de marketing da AMD Brasil.

Placa de vídeo AMD Radeon é capaz de rodar jogos de última geração sem travamentos? Comente no Fórum do TechTudo!

Junto do atual mundo de processadores que compartilham espaço com a GPU, a AMD apresentou para o Brasil as novas placas gráficas dedicadas da linha R7 e R9, com o foco na R9 290X que consegue até 7 mil pontos no programa de testes 3DMARK. Ao todo são cinco modelos, com diferença de tamanho físico e desempenho, que pula aproximadamente de 1 mil pontos para cima.

Os modelos mais simples trazem até 2 GB de memória RAM DDR5, enquanto a mais top, a R9 290X, entrega até 4 GB de memória DDR5 dedicada com 512 bits. Todos os modelos contam com suporte para o DirectX 11.2. Um dos pontos fortes das placas gráficas está no suporte para até 128 canais de áudio, criados com a tecnologia proprietária, TrueAudio Technology.

r9Placa top de linha R9 290X da AMD chegará até o fim do ano no Brasil (Foto: TechTudo/André Fogaça)

Todas as placas foram criadas para suportar monitores 4K (quatro vezes superior ao Full HD, com resolução de 3840 x 2160 pixels). O ponto forte destas placas, além do alto desempenho, está no custo mais em conta ao principal concorrente.

Infelizmente a empresa ainda não comenta o valor previsto para as placas gráficas no Brasil, já que o lançamento depende de parceiros comerciais e não da empresa. A previsão de lançamento para o país está marcado para o final deste ano, com foco nos modelos de médio custo da família R7 e a mais top, com o R9 290X.

Roger Melo comentou que para o valor proposto para o Brasil, devemos considerar quatro vezes o valor do dólar. Com este pensamento em mente, temos placas que poderão custar entre R$ 356 e R$ 1596.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares