Jogos de aventura

26/11/2013 07h20 - Atualizado em 26/11/2013 14h14

Dublador de Mario fala sobre novos consoles e dublagem em português

Leonardo Avila
por
Para o TechTudo

Super Mario 3D World foi uma das mais alardeadas atrações durante a festa de lançamento do Wii U, que aconteceu este fim de semana na cidade de São Paulo. Não é mera coincidência: com o console chegando com quase um ano de atraso, na mesma semana que o Xbox One e, pelo preço de R$ 1899, a Nintendo vê em sua forte line-up de jogos para o fim de 2013 a grande ferramenta para conquistar novos jogadores brasileiros.

Mario é e sempre foi uma grande cartada para a Nintendo, e no lançamento do Wii U no país não foi diferente. Para comemorar a chegada no novo game da série, a companhia trouxe para o Brasil o dublador californiano Charles Martinet, que além de ser a voz do Mario, também faz as vozes de Luigi, Wario, Waluigi, Toadsworth e outros.

charlesm1Charles Martinet posa ao lado do Mario (Foto: Leonardo Avila/ TechTudo)

Claro adepto da filosofia paz e amor, Martinet é, pela falta de palavra melhor, uma figura e tanto. De jeito relaxado, alegre e entusiasmado em iguais doses, o ator parece refletir o “espírito Nintendo”. Tanto é que basta passar alguns minutos conversando com o dublador pra imaginar que a empresa não poderia escolher porta-voz mais adequado, principalmente no lançamento de um console tão fincado entre tradição e evolução quanto o Wii U. Entre trejeitos exagerados e imitações divertidas do personagem, Charles Martinet contou ao Techtudo um pouco de seu trabalho, o papel do Wii U e a localização dos games em português.

Techtudo: Nos últimos anos a Nintendo tem se esforçado em passar mais emoções através de seus personagens, sejam Link, Samus Aran e Mario, e com este último a voz tem sido algo importante. No começo eram apenas alguns barulhos, mas você esteve, por exemplo, na E3 este ano, brincando e interagindo com os visitantes do estande como o Mario em pessoa. É uma baita mudança, e você está envolvido nela. Como você vê o seu trabalho?

Charles Martinet: Foram 23 anos de absoluta alegria e diversão, e é uma honra fazer um trabalho que você gosta de forma legítima. Mario é o meu personagem favorito. Também trabalhar com gente criativa e vir ao Brasil ver os fãs, é um grande presente. Cada dia para mim é de fato uma dádiva.

TT: Como é a carga de trabalho média em um jogo da série Mario?

CM: Em um game como Super Mario 3D World, geralmente acertamos algo em torno de quatro horas de trabalho de dublagem por personagem. Geralmente dá tempo, algumas vezes demoramos mais um pouco. Isso depende da evolução do jogo, da profundidade e do quanto é novo no game, esse tipo de coisa. Mas quatro horas por personagem é a média. E é tudo diversão. Começamos o dia com sushis ou um ótimo café da manhã, aí assistimos vídeos do jogo e animações dos personagens, lemos, atuamos o script e às vezes improvisamos.

charlesm2Super Mario 3D World (Foto: Divulgação)

TT: Você trabalha direto com o pessoal em Quioto?

CM: Não. Geralmente gravamos em Redmond ,onde está a sede da Nintendo of America, ou Seattle, então eu vou de Los Angeles e a equipe sai de Redmond para gravar. Este é o começo da minha parte, mas, claro, quando ela começa, todo o trabalho real do jogo já foi feito (risos).

Há paixão com videogames na cultura da Nintendo, uma preocupação em fazer bons jogos. Isso toma anos de criação e artesanato em desenvolver um produto que, quando eu ou você formos jogar, nos trará a totalidade do universo 3D, de seus personagens, de suas aventuras. E, claro, com cada novo jogo do Mario há sempre alguma nova surpresa.

TT: Você comentou sobre chegar nas últimas etapas do desenvolvimento do jogo. Isso é limitante ou te dá espaço para você mesmo sugerir algumas coisas, do tipo “seria legal se o Mario falasse isso ou agisse dessa maneira”?

CM: Não, não é limitante. A Nintendo é realmente bem aberta, e estou sempre livre para botar um pouco de diversão extra nos personagens (risos). É como jogar balão em festa de criança: todo mundo está focado em mantê-lo no ar, e cada um faz seu papel.

TT: Mario é um personagem muito popular; foi por um tempo, continua sendo. O que você acha que faz do personagem, e em extensão, da Nintendo, algo atemporal dessa maneira?

CM: Eu acho que vem muito do fato que todos que trabalham na Nintendo amam videogames. Nós todos jogamos os jogos, Mario, Zelda, Pikmin e tal, e nós todos temos tremenda paixão por eles. Isso transparece em todos os nossos games. Se você joga este último Zelda: A Link Between Worlds, você nota essa integridade de design que vem desde o primeiro da série. A mesma coisa com 3D World: do primeiro Mario até agora, uma trajetória de 33 anos. Mas com cada nova versão, e cada novo ciclo, como é o caso do Wii U, você consegue fazer tantas novas coisas. A razão para uma nova plataforma existir é para que possamos fazer jogos melhores, mais interessantes. Acho que é esse amor, essa paixão e nossa meta em seguir o destino e o coração daquilo que fazemos é o que torna nossos jogos atuais.

charlesm3Super Mario 3D World (Foto: Divulgação)

TT: Você costuma acompanhar o trabalho de outros dubladores? Há alguém em particular que você admire?

CM: Meu ator favorito é o Mel Blanc (dublador de boa parte dos desenhos da Warner Bros.), porque ele inventou tantas vozes e tantos trejeitos que todos nós até hoje estamos tentando imitar, adaptar. Mas, admiro também todos que seguem seu coração, vivem seus sonhos e correm atrás de suas paixões, porque quando você expressa o amor que tem pela vida através do que você faz, você consegue sorrissos, e tanta alegria que isso volta para você.

TT: Última pergunta. Se a Nintendo te pedisse para dublar o Mario em português do Brasil, este seria um desafio interessante para você?

CM: Uau, eu teria que treinar muito, seria divertido!  Mas eu acho que é bom de certa maneira, sabe? O Mario fala exatamente o bastante; é muito pouco, porque você quer se focar no jogo em si. E são a emoção e a potência aplicadas nestas pequenas expressões que te mantém jogando sem parar. Se fosse algo do tipo “uau, mamma mia, que coisa interessante acabou de acontecer” ou “shoo, eu estou realmente feliz que cheguei a tempo”, isso desaceleraria um pouco o ritmo do jogo. Então confio no processo, e é justamente a medida certa. Tenho certeza que para muitos outros jogos, a localização em português é o ideal. Mas eu não tenho tanta certeza com relação ao Mario, porque não há longos diálogos, apenas essas breves exclamações.

Quais jogos são bons motivos para comprar o Wii U? Responda no Fórum do TechTudo.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • José Silva
    2013-11-26T23:39:27

    Espetacular.

  • Pedro Souza
    2013-11-26T20:00:34

    o/