Internet

13/12/2013 09h29 - Atualizado em 13/12/2013 10h17

Twitter volta atrás em nova política de bloqueio de usuários; entenda

Emanuel Schimidt
por
Para o TechTudo

O Twitter voltou atrás na mudança da sua política de bloqueio de usuários. Segundo a nova regra, um contato bloqueado continuaria a receber as mensagens da pessoa que o vetou, sendo capaz até mesmo de retuitá-las. Ou seja, o bloqueio passaria a funcionar apenas como um botão de mudo, onde apenas quem promoveu a ação deixaria de receber as mensagens do usuário bloqueado no microblog.

Depois da reclamação de milhares de usuários descontentes com a alteração, o Twitter decidiu cancelar a mudança. A decisão ocorreu apenas quatro horas após o anúncio das mudanças no blog do Twitter. 

Cada um na sua gaiola? Twitter muda política de bloqueio e irrita os usuários (Foto: Pond5)Cada um na sua gaiola? Twitter muda política de bloqueio e irrita os usuários (Foto: Pond5)

“Decidimos reverter a alteração depois de recebermos o feedback de muitos usuários – nós nunca quisemos incluir funcionalidades ao preço de deixar os usuários se sentindo menos seguros. Quaisquer bloqueios que você tenha feito anteriormente ainda estão ativos”, disse a empresa em um post no seu blog oficial.

O Twitter continua acreditando que essa não é a política ideal, já que, hoje, um usuário sabe que foi bloqueado, o que poderia causar retaliações.

Por outro lado, diversas pessoas reclamaram que a nova política daria ainda mais liberdade para os usuários bloqueados, já que estas continuariam a ter total acesso às mensagens postadas por quem o bloqueou e ainda poderiam compartilhá-las.

A empresa disse que continuará “a explorar novas funcionalidades criadas para proteger os usuários de abusos e prevenir retaliações”.

Twitter ou Facebook? Conte no Fórum Techtudo qual é a sua rede social favorita.

Via Blog do Twitter


Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares