Celular

06/01/2014 17h35 - Atualizado em 06/01/2014 18h15

Ascend Mate 2, aposta da Huawei na CES 2014, foca nos 'selfies' e bateria gigante

Fabrício Vitorino
por
Da CES 2014

A Huawei foi à Las Vegas sem medo de peitar seus concorrentes. Em sua apresentação na maior feira de eletrônicos do mundo, a CES 2014, a gigante chinesa apresentou o Ascend Mate 2, seu novo carro-chefe, sem poupar palavras contra seus rivais. 

Para criar o Ascend Mate 2, a empresa explicou que foi atrás dos próprios consumidores. "Eles querem design, poder de processamento e performance/autonomia, além de, é claro, qualidade premium e preço". O resultado? Um foblet quad-core 1.6 Ghz com tela HD de 6.1 polegadas, 4G super rápido e bateria de 4.050mAh. E não para por aí! 

Saiba tudo o que está rolando na maior feira de eletrônicos do mundo, a CES 2014

Huawei Ascend Mate 2: novo foblet prima pela excelência nas configurações (Foto: Isadora Díaz/TechTudo)Huawei Ascend Mate 2: novo foblet prima pela excelência nas configurações (Foto: Isadora Díaz/TechTudo)


Como a maior "vendedora" do LTE, a Huawei promete o produto mais rápido do mercado graças ao novo padrão LTE Cat4, capaz de realizar downloads de até 150mbps (basicamente um filme em até 1 minuto). Além disso, o Ascend Mate 2 é compatível com todos os padrões do mercado (FDD-LET/TD-LET, WCDMA, GSM,...), "pegando" em todas as redes do mundo. "Uma das nossas áreas-chave é o 4G / LTE. Apenas algumas companhias têm essa capacidade. Nós somos os número 1 nessa área", disse o vice-presidente durante o evento para a imprensa, nesta segunda-feira.

Com interface elegante, o Ascend Mate 2 tem tela gigante de 6.1 polegadas (Foto: Isadora Díaz/TechTudo)Com interface elegante, o Ascend Mate 2 tem tela gigante de 6.1 polegadas (Foto: Isadora Díaz/TechTudo)

Além da velocidade e do tamanho, impressiona também no Ascend Mate 2 a exagerada bateria de 4.050 mAh; a maior da categoria. Capaz de aguentar até dois dias de uso ininterrupto, o foblet supera com folga seu maior rival, o Galaxy Note 3, que tem uma bateria de 3.200 mAh. E o Mate3 apresenta quase o dobro da autonomia do rival da Samsung.

Com tanta capacidade, a Huawei lançou um recurso inédito no mercado: o "reverse charging". "Se o seu iPhone ficar sem bateria, eu posso carregar", explicou Richard Yu, diretor de devices da empresa. Na demonstração o executivo pegou o iPhone de um fotógrafo e brincou: "Tá sem bateria aí? Me dá que eu carrego aqui", colocando o rival para carregar no smartphone do diretor.

Apesar da tela grande, Ascend Mate 2 pode ser usado com uma mão só (Foto: Isadora Díaz/TechTudo)Apesar da tela grande, Ascend Mate 2 pode ser usado com uma mão só (Foto: Isadora Díaz/TechTudo)

Focado na experiência com uma das mãos, o novo foblet da Huawei tem uma tela de 6.1'' com tecnologias Enhanced HD e LTPS, que o tornam mais eficiente, consumindo menos bateria e gerando menos calor. Assim como alguns Nokias, além disso, ele pode ser usado com luvas. E combinado ao seu processador Qualcomm quad-core de 1.6 Ghz, ele é capaz de gerir com facilidade a tecnologia multiscreen, que o faz suportar até oito telas simultâneas. 

 

Foblet: essa moda pega? Participe do debate e dê sua opinião no Fórum

Nas conectividades, ele vem com Bluetooth 4.0, dual band wi-fi e hotspot 4G. Já nas câmeras, um capricho especial para os amantes de "selfies": o sensor frontal é de 5 megapixels, com abertura de F 2.4. Resultado? Dá até para tirar um "selfie" panorâmico! E a câmera traseira acompanha bem: um sensor de 13 MP da Sony, BSI, com audio foto, vídeos em 1080p FullHD, macro, alto contraste, modo noturno e até um recurso chamado "remote shooting" para controlar outro Mate de longe. Promete, mas ainda não se sabe quando e por quanto ele vai chegar.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Wesley Araujo
    2014-01-06T19:44:54

    Será que vem pro Brasil? E, se vir, terá um preço acessível?